domingo, 27 de dezembro de 2009

... mesmo se for em “Marrakesh”.





Existem toques que não são apenas um toque como um toque de qualquer pessoa.

Existe uma energia, uma troca de energia que se for procurar um porque, eu não acredito ter uma resposta correta a não ser apenas dizer que chega a ser mais forte do que pode se imaginar.

Existem situações que se tornam “invencíveis”, mesmo que sejam ou possam parecer “impossíveis” de serem vividas, ou de viver determinado sentimento.

Claro que isso pode não significar ser um “amor” como muitos poderiam pensar, mas sim uma forma de expressar o que de fato é bom quando essas duas energias se encontram e tentam enganar o “imã” que existe nessa realidade.
Que sentimento é esse que surge? Não sei dizer ao certo, mas eu tenho a minha opinião sobre.

O mundo parece parar alí...

Espere!

Ele para alí.

Sim, não tem uma explicação.







Existem momentos de impactos que fazem de uma música, uma lembrança maravilhosa de parar, fechar os olhos e sentir na pele aquilo tudo de novo.
Como um sonho, como um imaginário que existe de fato, basta ter a noção de que não é um conto apenas.

Colocar para fora palavras doces, dividirem momentos bons, quem não curte uma atenção, um beijo carinhoso e uma ótima noite?
Quem nunca viajou quilômetros e quilômetros para encontrar quem sabe uma pessoa mesmo que “sem querer querendo” que contenha essa energia boa?
Acredito que as direções fazem parte da vida, os desenhos fantasiosos se transformam em toques reais.

O “impossível” faz sonhar com toda força, basta acreditar, viver e se deixar levar.

Loucura? Não sei dizer ao certo, mas se não “viver”, mesmo que seja por minutos, o que seria?
Aí sim, seria uma loucura, não?

Ta vendo como a vida é um “mistério”?
E é desse mistério que eu gosto!

Assim o que não parece acontecer mais, acontece e mais uma vez essas duas energias se encontram, existe uma explicação?

Indico de coração, para quem entende o que estou tentando passar com minhas palavras para não se anular do amanhã e que sente essa energia com um alguém “especial”, sinta e viva.

Os pensamentos são de bom uso quando se tem bons pensamentos.

Sentir uma troca de olhar sincero é válido mesmo se for em “Marrakesh”.

Faz parte da vida!

Ordeno energias boas para quem entende e sente tudo isso de coração aberto.


(Sabrina Receputi)

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Viver é muito bom!






Todos nós vivemos de momentos, o que é até uma coisa lógica.

Ás vezes, penso que poderíamos ter uma forma de guardar na mente, somente o que agrada e apagar o restante.
Quem sabe um dia, a evolução nos permite isso, afinal, se preocupam com tanta bobagem por ai que isso até seria válido.

Mas, o que estou querendo dizer é que acontece de termos a possibilidade de irmos até o fato, como se estivesse ali novamente em sua frente, como uma viagem.
É possível sentir até o perfume, a adrenalina daquele momento.
Uma música fica gravada na mente e, ao escutá-la do nada faz com que novamente viajemos.
Acho isso muito interessante!

Nós temos muita capacidade, pena que muitos por ai estragam a vida com tão pouco ou até mesmo, se matam por nada, pois para mim, uma “droga” da vida por exemplo já é “nada”!
Pena quem acha isso divertido e lindo.
Nem imaginam a imagem que está sendo passada na realidade para quem é do bem.
Mas, isso não vem ao caso, a não ser que se torna um momento muito mal usufruído.

Viver é muito bom!

Sei que tem dia que tudo parece estar contra você, mas no fundo vem à tranqüilidade depois, mesmo que demore alguns anos.



(Sabrina Receputi)

Fim de Ano





Fim de ano = família = virada = festa = alegria que se resume em PAZ.


Quem nunca pegou o caderninho mental e começou a colocar na ponta do lápis tudo o que aconteceu durante o ano?

Quem nunca colocou na balança interior as coisas boas de um lado e as ruins do outro para ver o que colheu de amadurecimento no final?

Pois é... É tempo de pensar na vida, no mundo em que estamos habitados.
É hora de se preparar e entrar positivamente com o pé direito assim que o novo ano chegar e o abraçá-lo com força e elegância.
É fundamental esquecer o passado e deixar as boas vibrações invadirem a sua casa como lindas borboletas perfumadas e coloridas.
Termos consciência do que fizemos e aproveitar para corrigir se houver o errado nisso tudo.

Olhar nos olhos, dizer palavras sinceras é o que há.
Natal está nas portas e sorrir com o Papai Noel imaginário faz parte da nossa vida.

Soltar fogos, admirar a passagem de ano e abraçar todos com carinho, é algo indispensável.

Sorte para todos nós no ano que já vem chegando com toda força.



(Sabrina Receputi)

Ter um animal, não é só ter





Já comentei aqui em meu blog uma vez em algum texto sobre o nosso melhor amigo, que é o cão. Eu depois de alguns anos trocando afinidades com o meu amigo, no caso o meu cão, senti pela primeira vez como que sou a segurança dele. Ele sempre foi o meu desabafo, pois a gente se entende. Ele sempre esteve ao meu lado.
Sinto que a cada abraço dado nele, eu tive e tenho o meu retorno sendo a confiança dele por mim. O tempo veio passando e nós criamos um vinculo enorme.

Agora, depois de praticamente sete anos juntos, ele teve Glaucoma. Doença nos olhos que o deixou 100% cego. Estou tratando dele, tentando salvar pelo menos 10% de uma vista apenas, pois a outra não tem mais salvação.

Meu coração se parte ao me lembrar de como ele corria atrás de mim, de como ele brincava e agora se encontra dando cabeçada pelos cantos da casa até se acostumar com essa triste realidade. Ele continua sendo o meu amigo e o meu amor por ele está ainda maior.

Aprenderei a ter paciência com tudo isso, afinal ele agora é um deficiente visual. Mas, percebo que depois que se acostumar, é possível dele ser feliz.

Quem não gosta de um amigo assim, sinceramente boa gente não é.

Assim penso!

Quem passa ou já passou por isso, sabe como é esse momento e entende cada palavra minha dita aqui.

Ter um animal não é só ter, basta ter amor e responsabilidade.

É uma vida, e é seu!

Assim como esse, é o meu cão amigo.


(Sabrina Receputi)

domingo, 29 de novembro de 2009

Como a internet mudou a maneira de pensar e agir na comunicação.

Antes do aparecimento da informática, as pesquisas eram feitas em livros, jornais, revistas, enciclopédias, dicionários, etc. O surgimento do computador, da internet, fez com que muita coisa mudasse.
Hoje, é bem mais fácil fazer uma pesquisa, é possível se comunicar com uma pessoa através da internet, existe uma facilidade enorme pela busca de informações, além de ter um campo muito mais amplo sobre o que é procurado. Com apenas um “click”, a informação está disponível e essa rapidez se torna uma vantagem. É na verdade uma era da “Revolução Informacional”.
A internet hoje é um grande veículo de comunicação e de publicidade.
Marcas expõem seus produtos, mandam e-mails para seus clientes, fazem a publicidade de forma que o retorno seja positivo, claro que sem excesso.
Noticias são passadas de formas sempre atualizadas para os usuários, sites de buscas são alvos de muitos.

Isso, em minha opinião mudou mesmo a forma de agir, de pensar das pessoas, pois se tornou parte da vida destas, pois tudo gira em torno da internet.



(Sabrina Receputi)

“O plano de Obama”

Veiculado 06, Julho 2009 – (Meio e Mensagem).



Após ler o texto, pude ver como aconteceu a estratégia que elegeu Barack Obama a ser o atual presidente dos Estados Unidos.
De todas as apresentações, a de David Plouffe foi a que mais chamou a atenção de todos.
David é o gerente da campanha presidencial de Obama.
O mix de comunicação foi valorizado nesta apresentação e os pontos fortes foram à rede social mybarackobama.com e os fóruns de discussão.
Uma base de dados foi conquistada com mais de 13 milhões de e-mails e mais de um bilhão de mensagens foram enviados e arrecadando um total de aproximadamente US$ 750 milhões em doações.
A estratégia foi muito bem elaborada por David, pois as pessoas que votaram em Barack, não imaginaram poder participar da política, pois não foi usada só a mídia digital, mas também “frente a frente” com os voluntários de Obama.
A TV também foi usada na campanha, com um vídeo de 30 minutos de duração em cada um dos estados.
David afirma com todas as letras que Barack não teria vencido se dependesse só do MKT.
Obama é o melhor comunicador que ele já viu e isso fez toda a diferença.

Achei muito bem bolado para que Obama chegasse onde está agora.

O Brasil precisa de mais táticas e verdades.

(Sabrina Receputi)

sábado, 7 de novembro de 2009

Sim, é possível!




O tempo com um tempo faz com que o coração apenas carregue por dentro algo que restou de especial de um momento que foi bom, que foi importante.
O fato de esse momento ter sido vivido e “acabado” esperando ou não por isso existe sim uma alegria em poder olhar e dar um abraço quando é possível ter por perto.
Poder trocar algumas palavras, faz com que as lembranças venham e preencham o dia.
Sem segundas intenções, digo pelo lado do carinho que é possível ficar e ficou.
Fazer um verso em homenagem ao momento, cantar uma canção que lembre um olhar, um sorriso, isso tudo é valido desde que seja com carinho, com um pouco da afinidade que ainda há mesmo que seja até “unilateral”, afinal eu não acredito em um final seco, se existiu um sentimento legal.
Falo isso, me referindo a um alguém que passa pela vida de outra pessoa e deixa uma imagem boa, positiva, mesmo com o final.
Considero muito quando rola uma relação com respeito, de amizade ao terminar um namoro.
Ou seja: Os namorados se tornam ex-namorados e sim “amigos”.
O tempo coloca as pedrinhas nos lugares certos e com calma faz isso surgir desde que seja possível, sem estresses.
A cada dia, vejo que muitas coisas passam pela vida e não necessariamente é preciso viver aquilo até o final da vida, mas sim até o final “certo”, tendo o tempo para deixar um rastro bom, para que possa desejar um bom dia, uma boa tarde, uma boa sorte sem receios!
Apenas, faz parte carregar a sensação da saudade, da lembrança do que foi bom, do jeito que não se esquece e que agrada.
É legal poder pensar ou poder dizer para o outro:
Você soube ser especial!
Sim, isso é possível!
Seguir, independente do rumo, é o que na vida não tem como fugir.
É bom trazer os momentos que marcaram nas caixinhas das lembranças.
Nesse arquivo pessoal e íntimo, vale à pena guardar o que ao lembrar, trás um sorriso.

Saudade, sentimento bom quando é de um momento e especial.


(Sabrina Receputi)

Fofoca? Tô fora!



Pois é, a distorção de um acontecimento é algo que se transforma em um inferno, dependendo do que se trata.
A fofoca é uma coisa muito feia, chata, irritante!
Eu não tenho paciência para aqueles que chegam perto e começam a falar baixinho, contando um caso com a boca escorrendo o veneno de transmitir o fato.
Falam assim:
Nossa! Vou te contar uma coisa, mas oh, morre aqui ta?
Ninguém pode saber.

Putz! Já está fazendo errado só de começar a deixar escorrer esse veneno de cor esverdeada e espumosa.
E quando uma pessoa escuta um assunto e logo vai contar o que ouviu, só que com inúmeras palavras a mais do que na verdade ouviu.
Não sei o que é pior, veja bem:
Quem faz a fofoca ou quem para escutar a informação toda errada ou cheia de pensamentos negativos.
Torna-se um corroído tremendo!
Acho isso até interessante, pois todos nós vivemos em um Big Brother cotidiano, não acha?
As câmeras humanas estão sempre por perto, observe!
O papo é sempre igual ao assistir um ser transmitindo uma fofoca.

Tudo bem que não vou dizer que nunca comentei algo, mas nada que não fosse relevante.

Tem gente que parece viver disso, parece um radar ambulante.



Penso que quem adora esse tipo de coisa, realmente não tem o que fazer, ou melhor, a língua deve coçar tanto que não agüenta ficar quieta.
Ou a vida é tão vazia ao ponto de não ter graça de cuidar da própria vida, deve ser algo monótono.

Acho isso tudo uma falta de respeito, que me dá vontade de mandar pra bem longe quem chega perto de mim querendo falar demais.

Já diz a música de Claudia Leite (Babado Novo):

“Ta na boca do povo, babado, babado novo”


(Sabrina Receputi)

Por onde anda a sua sorte?




Sorte é sorte desde que tenha a sorte de ser sorteado ou de ser sortudo?

Confuso, mas é algo que nunca entendo.
Que sorte é essa que uns tem e outros não?

Por exemplo:

Dizem que quem tem sorte no amor, tem sorte em tudo e não precisa de mais nada.

Será que é assim que funciona?

Tudo bem que ter um amor que transmita a paz no coração, já é uma sorte e tanta mesmo, assim eu acho, mas e você?

Quando se trata da felicidade recíproca, se torna tudo muito mais tranqüilo para respirar e buscar pelo bom.
Mas, e é essa sorte? Onde se acha ela? Será que é tão caro assim para muitos não possuirem?

Quem tem sorte na vida, basta sorrir eternamente.

Para muitos, o que seria "ter sorte"?

Veja bem:

Ter saúde saudável é uma sorte sem explicação.
Ter a sorte no amor é especial demais.
Ter a família por perto é uma grande sorte.
Ter um trabalho bom é algo que deixa a pessoa tranqüila também.
E a sorte no jogo? Nossa! Essa é tudo.
Quem não sonha em ganhar na Mega Sena?

Enfim, fico pensando e buscando em meus arquivos pessoais os diversos tipos de sortes e que para ter esse "kit", parece ser mesmo algo impossível ou pelo menos, muito difícil!

Afinal, onde está a sua sorte? E a minha?
Se fosse algo fácil se ter, nem iria ter graça algumas coisas.
O lance é pagar pra ver e do nada ser atingido pela sorte boa da vida.

Por mais que alguém tenha “tudo” de bom na vida, se não tiver a sorte no amor, não está 100% feliz, isso eu tenho certeza!
Uma pessoa mal amada, não dá nem para tentar ficar perto, tudo por falta de sorte no amor.
Estou errada em falar isso?

Bom, apenas escrevo o que penso sobre determinado assunto.


(Sabrina Receputi)

Nas ondas do rádio.




Hoje resolvi escrever um texto sobre algo que gosto muito, e falarei algumas coisas que pode ser que alguns não saibam.

Muitos ignoram o rádio e apenas usam para ouvir suas músicas preferidas quando percebem estar tocando em determinado momento, mas não sabem como funciona para que chegue até a ele o que está sendo transmitido.




Sinto uma relação interessante do ouvinte com o locutor, pois o ouvinte acaba montando na cabeça uma imagem daquele locutor que se torna “preferido”, sem ao menos saber como ele é na verdade, tudo por causa de sua voz.

As estações de rádios conseguem atingir públicos que outras mídias não estão presentes e acabam se tornando um companheiro diário para aqueles ouvintes “fiéis”.
Existem as veiculações publicitárias, mas as mais usadas são os “spots” que vão 5 a 60 segundos de duração.




Particularmente acho interessante os efeitos sonoros, uma boa voz para fazer a locução, as músicas para a gravação de algum spot, e até mesmo o silêncio ao passar alguma informação, pois são os principais elementos da linguagem radiofônica.
Quando ouço uma programação de rádio, observo os detalhes, observo como são passadas as informações, a maneira em que interpretam.

Quero muito trabalhar com isso também e não vejo mistérios, a não ser descobrir os segredos para que aconteça uma boa transmissão de informações.
Me sinto bem quando gravo algo, quando tenho um contato maior com essa área.
Gosto do modo direto para que essas informações possam ser passadas ara os ouvintes.
Uma boa dicção e voz fazem com que o radialista alcance tranquilamente o ouvinte de forma carinhosa, pois é como eu falei logo a cima, o locutor se torna um amigo no cotidiano dessas pessoas.

Dar ênfase à entonação, à respiração, à atitude, ao ritmo interno e as pausas de tensão do texto são fundamentais.

A sonoplastia ambienta o ouvinte e isso me deixa extasiada.
Claro que não vale abusar dessa sonoplastia, NE?

Os “jingles” são produzidos de forma memorável e envolvente, para que possa mesmo deixar a informação com o ouvinte.
Muitos preferem ouvir CDs a deixar uma estação de rádio ligada, mas, desde que essa estação seja boa, vale a pena.




É importante dar valor a isso também!

Não seja tão infiel com aquele que pode ser seu amigo diário.
Eu ouço rádio, curto as novidades que me oferece.
Surge uma “afinidade”, repare isso.

Claro que não consigo ouvir qualquer estação, tem que ter uma programação que me prenda que me envolva.




(Sabrina Receputi)

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Força do pensamento.

Em que você está pensando?

Até onde você que o seu pensamento vá exatamente?

Em que se resumem esses pensamentos?

Ta aí, eu acredito na força do pensamento!

Sendo de forma positiva ou não, parece criar uma raiz, um rumo onde surge uma força estranha e capaz de fazer acontecer.
É como um imã que puxa o que está dentro da mente.
A todo instante, coisas vão acontecendo e se observar, sempre existe um rastro na mente, bem no imaginário.
Por isso digo que focar no ruim não é nada legal, por que não no bom e bem agradável.
Desejar o mal, o retorno é bem maior. Acaba vivendo esse climão que cria dentro de você mesmo e sem perceber, fica sofrendo por descuidos mentais, pessoais.
Pensar positivo cria uma coisa boa que chega a ser transparente e atinge as pessoas ao redor.
Uma energia boa é sempre boa ter por perto, num é mesmo?
Tenho uma cena na cabeça, como se o pensamento bom fosse uma planta germinando e assim deixando fluir os bons fluidos.
Atrás disso, vem o otimismo e a força do bem só vai se tornando maior.
Ando percebendo que nem tudo o que pensamos é impossível, por isso resolvi escrever um pouco sobre este assunto.

Ou seja, tudo acaba estando em suas mãos além da mente, basta saber até no que pensar.




(Sabrina Receputi)

sábado, 24 de outubro de 2009

A alma do negócio





Após assistir o documentário: Criança, A Alma do Negócio, pude observar como a publicidade voltada para o público infantil “manipula” a mente das crianças.

Foi dirigido pela cineasta Estela Renner e produzido por Marcos Nisti.

Pude observar que em apenas 30 segundos a publicidade faz com que a marca influencie cada uma delas criando o desejo de compra.
Na maioria das vezes, acontece delas entenderem a informação e querer logo conter o que é mostrado, como pode também acontecer de não entender e passar despercebido.
Por causa do lucro buscado por várias empresas, a mídia acaba fazendo dessas crianças o motivo para o consumo e isso é algo que mexe mesmo com a cabeça delas por causa da forma em que elas são persuasivas.
Hoje em dia, aproximadamente 70% das decisões de compra estão sendo envolvidas por essas crianças.
A publicidade fala com elas todos os dias, de uma forma que prende a atenção destas e assim constrói esse desejo de ter o produto.
Enquanto que os pais conversam com elas de vez em quando e também parecem não saber como controlar essa realidade.
A publicidade usa uma linguagem direcionada para crianças, mostram brindes, brinquedos, dentre outros produtos.
Nessa publicidade, a mídia mostra outras crianças usando o que estão anunciando e começa a criar a competição entre elas.

Exemplo:

O meu é mais bonito!
O meu é melhor!

Envolve de forma que, consumindo, “você” será aceito como consumidor e isso começa com o público infantil que, por sinal, quer tudo o que vê, se imagina com o produto e se não tem, é motivo de pirraça e choro.
Como que os pais irão negar? Parecem ser manipulados pelos próprios filhos e compram o que os mesmos querem.
Até celulares estão sendo consumidos pelo mundo infantil, sendo que não é uma coisa necessária.
48% dessas crianças possuem celulares, assim conta este documentário.
Estão envolvidos pela novidade da tecnologia, por produtos até mesmo de adultos.

Essa publicidade dirigida para o público infantil chega a ser criada de propósito.
O mais interessante é que querem ter o produto, mas muitas não usam o que tanto pediram.
O documentário mostra uma menina com inúmeros pares de sapato e que usa, na maioria das vezes, o mesmo.
Mostra também, uma garotinha que queria a coleção da boneca Barbie, ganhou e não brincava com elas, deixava guardado.
Ou seja, o consumismo está falando mais alto desde cedo.
Com tantos comerciais direcionados às crianças e até mesmo os que não são, fazem com que estas conheçam o produto até mesmo apenas pelo logotipo, fazem com que elas saibam de marcas que estão no mercado e que nem os próprios pais sabem, na realidade.

Eu, particularmente, não concordo com essa forma de publicidade infanto-juvenil, pois, por mais que seja direcionado para cada tipo de pessoa, está se tornando um jogo onde sabem que a chance de venda é maior.
Penso que pode ser voltada para esse público-alvo sim, sem dúvidas nenhuma, mas não criando a competição e comparação em cada uma delas e assim também o desejo apenas de ter.
Não concordo em ver que estão apenas usando esse público por dinheiro, lucros.
Crianças devem brincar, aproveitar o memento certo de cada fase da vida e por último, a do consumo.



Trailler do documentário: http://br.youtube.com/watch?v=rW-ii0Qh9JQ


(Sabrina Receputi)

Publicidade na Internet




Publicidade na Internet


Como podemos observar, o jornal era um meio de comunicação que batia o Recorde, mas hoje, a internet vem criando forças em nosso meio de comunicação.
Enquanto o jornal informa com notícias do dia anterior, a internet está sempre atualizada e informa a notícia do “agora”.

Um bom exemplo para isso é o Twitter.

Quem não usa o Twitter hoje em dia, é considerado até desatualizado, pois as notícias ali postadas são do momento atual e podem ser discutidas no mesmo momento em que as mesmas são postadas.
Quem mexe no Twitter sabe do que estou falando.

Os meios de divulgação na internet são:

Web Site: Tem no caso uma página divulgada na internet que mostra a sua marca.

Hot Site: É um pequeno site planejado para apresentar e destacar uma ação de comunicação em algum site do seu ramo.

Mail Marketing: É um meio de comunicação que gera polêmica por causa do spam, mas um email formulado de acordo com as regras, pois existem, não entra na caixa de entrada da pessoa como spam.

“É a informação indo até a pessoa.”

Links Patrocinados: Passa para a pessoa o que ela quer e na hora em que ela quer.
Diferente do panfleto ou jornal que é lida a informação, mas não está presente quando é preciso de fato, pois muitos jogam fora após ler.

Blog: É uma forma que o usuário tem para dizer o que pensa sobre determinado assunto e é discutido com pessoas de diversos lugares o assunto através dos comentários postados.
Isso pode ser de forma positiva ou não.

Mídias Sociais: O usuário tem o poder de gerar conteúdo e compartilhar informações através de perfis privados, tudo através das plataformas digitais.

Exemplo: Orkut, Twitter, Face book, YouTube.

Virais: É feito sem saber ao certo qual será o resultado.
Ele sendo bem feito, os usuários vão postando o mesmo em blog, twitter, dentre outros.

Como criar para a internet - linguagem: Sabendo utilizar, se pode criar com vários estilos de linguagens. Torna-se diferente dos Aplicativos web.

Aplicativos web: São sistemas de informática projetados para a utilização através de um navegador, na internet ou até mesmo redes privadas. É um conjunto de programas que é executado em um servidor.

Se for observar, até no próprio Orkut já está havendo Publicidade de acordo com o perfil de cada usuário.

A cada dia, encontram novos meios de levar até a pessoa com mais facilidade o que querem de fato informar ou divulgar.
Isso vem só aumentando.



(Sabrina Receputi)

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Comida Japonesa




É de me deixar extasiada a Culinária Japonesa.

É um tipo de refeição que de início causa um nervoso de querer degustar, mas sabendo degustar, sentir cada especialidade da comida japonesa, é de não querer mais no dia-a-dia a tradicional comida Mineira.
Não que eu esteja desmerecendo a nossa Culinária Mineira, pois eu também adoro!

Mas de fato a comidinha japonesa me faz sentir um prazer em saborear cada detalhe, cada tipo de espécie, é sem explicação.

Confesso que quando comi pela primeira vez, eu não achei nada bom.
Mas, depois eu quis experimentar novamente e quando percebi, eu já estava completamente encantada por essa culinária.

Muitos dizem e é verdade, é um vício!
Mas, cá entre nós, é um vício saudável, prazeroso.
Que isso!
Se nossa população tivesse esse vício somente, seria muito mais tranqüilo caminhar pelas ruas da cidade.

Sem ironias.

Eu apoio à curiosidade de quem não experimentou experimentar!
Vale a pena conhecer o diferente de nosso costume e sendo gostoso, bem feitinho, não terá porque se arrepender.
Existem inúmeras variedades.

A cada dia me apaixono mais por essa delícia japonesa.



(Sabrina Receputi)

"DR" demais, se torna fatal





De início direi o que acho desse tal momento de “DR”.


Acho um saco! Desculpem a expressão, mas não tem coisa mais cansativa que aquele papo de “precisamos conversar”.
É um momento de tensão para mim.

Em meu ponto de vista, se torna repetitivo e não chega a lugar nenhum, depois de horas e horas gastando salivas e o tempo.
Tudo bem que faz parte, afinal, é sempre bom corrigir o que pode estar indo errado, mas às vezes se torna demais.
Só não vale fazer disso uma rotina, pois existe viu?
Um diálogo, uma procura pelo melhor é definitivamente bem vindo, num é mesmo?
Mas se justificar demais, procurar saber demais, explicar demais é tempo perdido.
Vale muito mais a pena trocar uma idéia de leve e apenas dar um toque no que ta incomodando.

Assim eu acho!

Sem essa de pressionar o outro.
Torna-se mais saboroso.
Quem não vive um “DR” às vezes?

Mas vale lembrar que cansa a relação e sem perceber, é criada uma barreira na vontade de estar perto do outro.

O final fica cada vez mais perto até que se torna fatal.


(Sabrina Receputi)

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

"Morte" dói, mas é superável.

Morte, palavra forte que desanda qualquer coração desde que a perda seja de um alguém especial.

Por mais que todos nós do planeta Terra, esperamos por esse momento mesmo sem querer que ele chegue, quando vem à tona, dói, machuca e deixa sem ar qualquer cidadão que tem no mínimo "compaixão".

Lágrimas escorrem sem rumo, soluços se tornam fortes demais para serem abafados.
É muito triste olhar ao redor e perceber que uma pessoa especial se foi e só “Deus” sabe para onde.

Para nós que ficamos o que nos restam?

Saudades, a falta, a dor, as lágrimas, o desespero, a angustia... Realmente é inexplicável o tamanho do medo que bate nesse momento e toma conta.
Lembranças do tempo bom começam a rodar na mente como um filme antigo. Imagens dos sorrisos, das festas, da alegria harmoniosa e calorosa.

É muito importante um apoio, um abraço sincero.

Qualquer troca de palavra sai acompanhada de uma gota dessa lágrima sofrida, desse amor cortado por seja lá qual for o motivo.
Uns por doença, outro por ser “velho” e não mais conseguir pertencer a esse nosso mundo, assassinato.
Morte é morte e é simplesmente o fim de uma história, de uma família que até então era completa.

A força e a fé passam a fazer parte dos dias que estarão por vir e basta alimentar os segundos de esperanças.
Superar uma perda não é tão complicado assim, mas não é de uma hora para a outra.

Aos poucos a tristeza se torna uma lembrança sadia e o ruim se torna abafado e “esquecido”, mesmo que não seja esquecido de verdade, mas se torna superável.

Vamos ter força e aproveitar cada um que é bem vindo em nossas vidas de coração.
Não vamos esquecer que o hoje de fato é muito importante e amar é muito saudável e melhor ainda estando todos em vida.

Já diz o ditado:

Para morrer, basta estar vivo!

Gostava Tanto de Você
Tim Maia
Composição: Édson Trindade


Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar...

Você marcou na minha vida
Viveu, morreu
Na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate...

E eu!
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você...

Eu corro, fujo desta sombra
Em sonho vejo este passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Não quero ver prá não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você...

E eu!
Gostava tanto de você...




(Sabrina Receputi)

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

“Nossa cidade” Juiz de Fora





Veja bem:

Cidade que tem uma história interessante e um conceito de cidade pacata além de fria e sombria.

Contém cerca de 500 a 600 mil habitantes.

Sua localização é privilegiada, estando próximo da capital Belo Horizonte (270 km) e do Rio de Janeiro (180 km) e a (480) km da cidade de São Paulo.

Juiz de Fora já foi chamado de “Manchester Mineira” e chegou a ser considerada a cidade mais importante de MG, por causa do crescimento industrial.

Juiz de Fora contém lugares legais para visitar, contém o Teatro Central, conhecido como o coração da cidade.
Contém artes feitas em prédios antigos e que ainda são boas de serem lembradas.

Adoro conversar com pessoas idosas que viveram e sentiram de perto a evolução desta cidade em que nasci e vivo até hoje, pelo menos por enquanto.
Afinal, não sabemos o dia de amanhã, correto?
Ouço casos que mostram como Juiz de Fora era muito mais calma do que hoje.
Tenho a consciência sobre essas mudanças contínuas, mesmo não vivenciando elas.
Muitos reclamam do aumento da população, da qualidade de vida que deu uma piorada.
Claro que é muita coisa envolvida para tanta diferença e a evolução se não for feita, não se torna bom para os que vivem nesta cidade.

Muitos já elogiam tudo isso.

Eu particularmente, olhando fotos passadas, sinto como o ar era mais puro, o silêncio era maior e a calmaria de poder andar pelas calçadas era mais divertida.
Se eu pudesse definir um padrão de vida em Juiz de Fora, escolheria ter a chance de viver naquela época.

A Av. Rio Branco por exemplo era uma paz e hoje é esse tumulto só.
O povo vive na correria, estressado.
Palavrão não era como hoje, a falta de educação era relíquia de tão raro encontrar.

Em alguns anos atrás, pelo o que escuto era bem mais harmonioso tudo e todos.

Continuarei ouvindo casos e sentindo um pouco do que meus parentes e amigos no passado viveram.
Acho muito bom percebermos isso e valorizar a nossa cidade.
Juiz de Fora anda precisando de cuidados, já que está crescendo tanto.
É bom de viver aqui, ainda está melhor que muitas cidades deste nosso Brasil.

Sinta a diferença!

Logo abaixo, fotos.














(Sabrina Receputi)

Ciúmes




Veja bem:

Quer atrapalhar uma relação boa é deixar o ciúme corroer cada fiápo da felicidade.
É deixar tomar conta e expelir o que há de agradável.

Você concorda que o ciúme só serve para estragar e colocar "caraminholas" na cabeça dos outros?

Faz falar coisas vazias e sem nexos, faz agir por impulso, faz se passar como "babaca" e machuca o próximo sem um pingo de razão para isso.

Claro que estou me referindo ao ciuminho bobo, sem motivo. Caso tenha motivos, óbvio que com cautela deve ser conversado e exposto o problema, num é mesmo?

Me refiro ao imaginário que só serve para atrapalhar tudo!

Em minha opinião, a pessoa cria uma desconfiança sem porque, uma insegurança idiota.

O que de bom se espera disso?

Chorar depois do leite derramado é complicado.

Depois do "barraco" básico por ciúmes, a sua imagem apenas se torna a de um ser "paranóico", dramático, possessivo, dentre outros.

Ou seja:


Queimação de filme total e se torna fatal!
Fala sério!
Seja fiel, seja uma pessoa generosa que verá como que o respeito se torna amigo em ambas as partes.
Quer coisa melhor?
Basta conversar em qualquer caso de dúvidas com o próximo, que acredito ser mais tranquilo, mais adulto.
Faça por onde a razão ser sua sempre!
Uma boa postura interior e exterior inibe a bobageme evita tempestade.
Não se sinta provocado por um alguém, pois penso que isso é só uma forma da outra pessoa se sentir superior, mas que na verdade não é nada e nem será agindo assim.

As cartas estarão sempre na mesa, mas saiba jogar!


A sua imagem está em jogo e com isso se descabelar por alguém é simplesmente ridículo.
A paz interior deve fazer moradia para todo o sempre, mesmo em caso extremo.
Não sou perfeita não, mas ando pensando da seguinte forma:
Ando tacando para o "foda-se" mesmo gostando, pois se estou com alguém e esse alguém está comigo por exemplo, essa pessoa está por que quer, correto?
Em caso de traição, quem estará sendo traído?
Então para que irei alimentar o ruim?
Só quero dizer que há bem mais com o que se preocupar e confie.
Será mais gratificante!


(Sabrina Receputi)

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Aborto




Como uma pessoa pode ser cruel ao ponto de tirar um bebê que nem se formou, que nem pôde vir ao mundo?

Como pode ser fácil para uma suposta “mãe” essa covardia que não deveria nunca acontecer?

Mas é uma realidade nossa e não nos adiantaria nada fingir que nada disso acontece.
Penso que na hora de ir para a cama sem pensar nas conseqüências, é muito tranqüilo tacar para o famoso “foda-se” o resultado!




Uma mulher que age assim, um homem que apóia esse absurdo, não deveria existir.
Não merecem um perdão que seja em relação a isso!

Ninguém tem esse direito, pois é uma criança indefesa que na verdade, não pediu para nascer e sim teve a “sorte” de poder vir ao mundo, sorrir, caminhar, crescer, brincar...
Mas, faz diferentes os hipócritas e sem coração aqui fora que provocam esse tipo de crime.

Com a “raiva” que me corrói por ver essas coisas, digo o seguinte:

Veja bem:

Esses sim não deveriam ter vindo ao mundo, afinal, vieram para fazer o mal.
Seria mais fácil e saudável assistir uma criança feliz e cantando por estar viva e inteira ao invés de fazer um aborto.

Vamos ter consciência!


Tudo bem que para eu falar desse assunto, eu devo ter escrito um texto sem pé e sem cabeça, mas eu ainda acho mais interessante do que ver um bebê sem pé e sem cabeça.



Quanta gente querendo ter um neném meu Deus!
E simplismente, não podem por motivos pessoais.

É muito triste!


(Sabrina Receputi)

A taça




Você tem uma bela e linda taça de cristal, onde os seus cuidados para que ela esteja sempre intacta com o seu brilho é uma prioridade.
Você cuida dela com carinho, protege, faz de tudo para não deixar que ela sofra um arranhão, muito menos se tornar diversos pedacinhos.
Claro que os arranhões acontecem, mas nada que faça perder esse brilho incandescente.

O triste é quando você menos espera e percebe que essa taça querida trincou ou até mesmo se quebrou fortemente.





Polimento nenhum irá reconquistar o seu brilho, cola nenhuma irá trazer de volta o seu formato especial que um dia conquistou a sua atenção.
Ou seja: Como voltar a ser como era antes?
A satisfação de cuidar se perde no meio de tantos cacos.
A taça por ter sido cuidada durante um bom tempo fará com que essa falta seja notada.
É, pode ser que as esperanças de fazer as coisas voltarem ajude em algo. Às vezes existe uma “cola” fantástica para fazer com que não transpareça as marcas do passado. Que consiga colocar de pé o que de fato havia se perdido, mesmo que não fique “perfeito” como um dia foi.
Mas, não devemos nunca nos esquecer que as marcas existem e que jamais serão apagadas e que o medo de tudo descolar é bem maior!

OBS: Assim é o “amor” na vida da gente, é uma relação.

Seja cauteloso, sempre!


(Sabrina Receputi)

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Cumplicidade





É tão bonito e agradável sentir uma cumplicidade entre as pessoas, num é mesmo?
A relação se torna inigualável, se torna até prazerosa, feliz!

É conhecer o que a outra pessoa pensa, cresce em função do amor.
É um exemplo de se comentar quando percebe isso entre duas pessoas.
Estar presente, se demonstrar presente, dividir momentos, trocar confidências, opinar, é algo que faz brotar essa confiança, essa cumplicidade sem igual.
Essa cumplicidade, não nasce em um piscar de olhos, é algo que vem devagar, sem pedir licença e quando você percebe, já existe um laço tão bonito que nem um laço em época de Natal se torna tão especial quanto este.
Não desmerecendo, claro!

Mas, a cumplicidade, a convivência é algo que quando verdadeiro, é tão importante, tão especial que me sinto sem palavras para explicar como é na verdade.
Mas, o mais interessante e importante é dizer apenas que para quem sabe do que estou falando aqui, sabe o quanto é bom.
Só isso o que interessa no momento.
É parar para pensar e ver que o seu melhor amigo, só é seu melhor amigo, porque nasceu essa cumplicidade tamanha, verdadeira e pura por toda a eternidade, ou até mesmo seu namorado, namorada, mulher, marido... O importante é te fazer leve além de muito feliz, porque a cumplicidade existe, fato NE?

É muito bom e importante saber que pode respirar tranqüilo ao lado de um ser “perfeito” nessa “tal” cumplicidade.
Sem dúvidas nenhuma, quando se vive isso com carinho e sinceridade, não fará nada além do bem para o próximo e para você mesmo.

Uma canção que para mim, representa um gesto de cumplicidade é “completo” de Ivete Sangalo.
Logo abaixo, seguira com essa letra perfeita!



"É tão bom ter alguém por perto
Pra você se sentir completo
Ter a mão que te leva pro futuro
Vislumbrando um horizonte seguro

É tão bom viajarmos juntos
E viver aproveitando tudo
Amanhã vai ser melhor que hoje
Novos sonhos ao amanhecer

Imagino milhões de sorrisos
Cada um com seu jeito de ser
Mas ligados no mesmo destino
Um amor feito eu e você

[Refrão]
O céu e o mar, a lua e a estrela
O branco e o preto, tudo se completa de algum jeito
Homem, mulher
A faca e o queijo, o incerto e o perfeito
Tudo se completa de algum jeito"



(Sabrina Receputi)

domingo, 27 de setembro de 2009

Pobreza X Ventanias






Começarei o texto de hoje com duas perguntas:

•Como deve ser a vida dos que moram na rua?
•Porque estão ali?

Bom, é difícil responder por cada um deles, mas, fico às vezes pensando nisso, pois anda existindo uma pobreza por aí a fora além da pobreza interna em muitos cidadãos.
Pergunto-me muitas vezes destes que moram na rua e avenidas, mas que continuam sendo do “bem” e levam uma vida sofrida além da humildade.
Catam papelão e latinhas para garantir o pão de cada dia.
Muitos se preocupam com a “pinga” de cada dia, aí eu já prefiro não comentar.
Torço por um mundo melhor, por uma riqueza interna independente da condição financeira de cada pessoa.
Sinto-me incomodada por eu ter a consciência que a nossa realidade é violenta se comparando ao tempo de minha infância.
Em frente a minha própria casa onde eu podia brincar, jogar bola, hoje me deparo com brigas, tiros. Como assim?

A esses que adoram “sacanear” quem batalha para ter uma vida melhor, aos bandidos abertamente falando e traficantes, eu apenas direi o seguinte:

Sinto muito por vocês construírem um castelo de areia, onde a qualquer momento pode vir uma ventania e derrubar o trono de cada um!

Quem sou eu ou somos nós para desejar o pior para alguém, mas tudo que se planta,se colhe!
Num é mesmo?

Me dá náusea ligar a TV e ouvir falar em políticos "canalhas"!

Se fala da polícia, é de forma que me chama a atenção, pois, eu não sei identificar o “bandido” da polícia em uma determinada matéria.

Ou seja:

Políticos, traficantes, militares... são bandidos de formas diferentes, mas tudo igual!
Claro que existem exceções, mas, onde estão?

Enfim:

A ganância é suja e cheira a merda!

Pessoas do bem existem sim, que sonham com um mundo bem melhor.

Pena que estão sendo eliminadas como um enorme Big Brother!

A cadeia alimentar está em alta se é que me entendem, e eu continuo esperando as ventanias.


(Sabrina Receputi)

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Força interna



Muitos sabem que em determinados momentos, somos fracos e sem estímulo nenhum para levantar a cabeça e seguir em frente.
Mas, depois de sentir na pele essa angústia, dor, seja ela por qual for o motivo, nasce dentro de nós uma energia, uma força tão grande interna, uma capacidade de parar para observar cada pedacinho sentido.
Faz com que o mundo se torne mais fácil de lidar e de ser encarado. Claro que nem tudo se torna fácil!
A consciência passa a fazer parte das decisões a serem tomadas.

Torna-se mais fácil parar para pensar e vê o sentido da coisa e não agir por impulso.
O mais interessante é que com o passar do tempo, o que parecia impossível vem de volta em “suas mãos” e só você pode fazer disso presente ou passado, longe do futuro.
Tudo na vida depende apenas das escolhas e nada acontece do nada.
Vencer obstáculos é o que há.

O respeito e a inteligência são para serem usados.
Independente de sua escolha, o legal é ser bom para você sempre.
E só existe solidão se “você” não for capaz de ser uma ótima companhia para “você” mesmo, pois nada faz sentido se a solidão tomar contar do habitat.

Fazer o bem, trás o bem!



(Sabrina Receputi)

domingo, 13 de setembro de 2009

... e a vida continua




Em um belo dia, você se deparou no meio de inúmeros por instinto natural caminhando, correndo, disputando para conseguir ser visto de outra forma, até que vence essa competição da vida.
É uma vitória perceber que mesmo sem ter noção do que estava acontecendo, daqui nove meses você iria ver o mundo de forma clara e diferente.

Os dias foram passando, você foi sendo cada vez mais mimado por todos, mais bem vindo na vida daqueles que te amavam e ainda te amam, contendo apoio, carinho, educação, sabedoria.

Os dias foram passando até chegar o primeiro aninho de vida.
Fotos e mais fotos guardando aquele momento, cada hora no colo de uma pessoa.
Gestos e manias sendo observados por aqueles que estavam curtindo tudo isso alegremente.
Os anos continuaram a se passarem, até que veio a época de escola, veio os ciúmes pelas professoras.
Festinhas e festinhas de aniversários até que vieram os sete anos de vida, pequena chateação da vida considerada grave para aquela criança inocente, sentiu a falta dos padrinhos que na verdade nunca compareceram.
Pelo lado do humor, foi o “primeiro” porre da vida, por tomar inocentemente uma deliciosa batida de pêssego pensando não dar efeito e ser apenas como um iogurte.
Os anos foram se passando, vieram as curiosidades, as paquerinhas, o primeiro amor, a primeira decepção, o primeiro trabalho e assim caminhando.
Mas quem vem em formatos de flashs tudo o que se passou desde criança até aqui, é fato!

Hoje, depois de 27 anos, me lembro das coisas que foram me acontecendo nesse tempo todo e sinto muito por muita coisa que poderia ter sido diferente, mas aprendo cada vez mais que nunca é tarde para nada!

Amar, chorar, sofrer, trabalhar, estudar, dentre tantas outras coisas fazem parte da vida de cada um, só que de formas diferentes.
Somos sementes de uma noite de amor e que devem ser trilhadas nessa estrada de inúmeros atalhos e trechos, mas que em algum momento terá fim e de encontro com uma rua certa sem qualquer tipo de desvio.

Eu agradeço muito por ser como sou e por ter tido a educação que tive, pois, eu sei que posso muito mais e é agora ou nunca!

A todos que estão comigo até hoje independente da forma e maneira, eu agradeço por permanecerem.
Afinal, se permanecem é porque é verdadeiro, certo?

27 anos de vida, isso me assusta!
Fiz um “replay” de tudo o que vivi até aqui.
MAs já com um "traller" do que está por vir, só para ter uma ideia.


(Sabrina Receputi)

"Bora" caminhar...




O tempo ao se passar, amadurece decisões, dúvidas, cria-se expectativas, “apaga” pegadas que resultaram-se em decepções por mais marcantes que foram, iniciam-se novas conquistas, dentre tantos outros fatos e acontecimentos.

O melhor é você sempre ser você, independente do que vão falar, do que irão pensar sobre a sua pessoa.

A verdade, transparência devem permanecer, mesmo que inventam por aí seja lá o que for.

Existem momentos que são pegos tão de “supetão” que faz em um segundo muita coisa não parecer estar acontecendo de verdade, mas, por mais que às vezes parece ser um “sonho” ou um “pesadelo”, é para provar algo para você mesmo, seja "hoje", seja para daqui "alguns dias" ou até mesmo "anos e anos".

É tudo muito relativo ficar aqui falando dessas coisas, mas eu desde o início do meu blog, não nego as minhas expressões, opiniões e até mesmo acontecimentos tirando como exemplos para aqueles que chegam e optam por ler os meus textos.

A Razão deve permanecer sempre!

Coisas com impulsos, palavras, olhares que podem mexer com o seu lado “ID” da coisa sim, mas não vale a pena, pois ao amanhecer o novo dia, nada mudara e você corre sérios riscos de se machucar mais e mais.

Caramba! É muito bom ter a sensação de fortaleza no meio de algo que até então poderia parecer ainda ser fraco ou um medo.
Pensar em sí e olhar para frente, observar o que ficou é muito interessante e real.

O amanhã é algo muito escuro, mas basta ser correto com o próprio sentimento.
Retirar do “ontem” apenas o que é de fato “nutritivo” para o agora é o que desejo e desejo para todos.

Queixas e mais queixas ficam cada vez mais para trás e nada mais faz sentido e nem me importa.
É bom e certo estar com quem realmente quer estar com você.
Com quem faz da saudade um “presente” doido para ser aberto.
Com aquele que faz do sorriso dado com carinho, um guia para um abraço sem igual e confortável.

A cada dia, é mais fácil aprender coisas de uma relação a dois.
Quebrar a cara faz parte da vida, sem dúvidas. Quantas vezes forem necessárias.
Continuo a bater o pé e dizendo que nada é por acaso.

A vida acaba sendo um jogo mesmo, mas há sempre aquele que ganha o tempo todo ou não, apenas vive blefando e pensa sempre estar no "poder".
Não sou contra perdoar, mas desde que seja de verdade.

A confiança é algo que vale ouro!
Para assim, poder caminhar de mãos dadas e sem recentimentos.
Sorrindo e cantando a vida.
As apostas que a vida proporciona em busca de um amanhã tranquilo são jogadas, tudo em busca de paz!
Fala sério, "bora" caminhar né?

Com o querer de alguém, não se deve mexer NUNCA!


(Sabrina Receputi)

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

"Mentes Perigosas"





"O escorpião aproximou-se do sapo que estava à beira do rio. Como não sabia nadar, pediu uma carona para chegar à outra margem.
Desconfiado, o sapo respondeu: “Ora, escorpião, só se eu fosse tolo demais! Você é traiçoeiro, vai me picar, soltar o seu veneno e eu vou morrer”.
Mesmo assim o escorpião insistiu, com o argumento lógico de que se picasse o sapo ambos morreriam.
Com promessas de que poderia ficar tranqüilo, o sapo cedeu, acomodou o escorpião em suas costas e começou a nadar.
Ao fim da travessia, o escorpião cravou o seu ferrão mortal no sapo e saltou ileso em terra firme.
Atingido pelo veneno e já começando a afundar, o sapo desesperado quis saber o porquê de tamanha crueldade. E o escorpião respondeu friamente:
- Porque essa é a minha natureza!"


Pois então, depois deu ler e saborear o livro “Mentes Perigosas”, só me restou comentar aqui um pouco sobre ele, sobre o que achei e qual a minha visão perante o que nele contém.
Achei bem interessante saber um pouco sobre essas pessoas psicopatas que vivem por aí no meio de nós.
Parecem até que não existem, mas existem e se formam a grande maioria da população.
Parecem pessoas normais, são inteligentes, são sedutores, são tudo de bom... Até a hora em que começa a sugar o emocional do outro sem dó, sem qualquer tipo de pena ou arrependimento.
Que isso?
Bom, faz parte dessa realidade.
Esse livro relata a mente dos psicopatas, com isso, explica e cita exemplos sobre esses acontecimentos.
A consciência não existe nessas pessoas mesmo! É devastadora e assustadora a natureza desses indivíduos.
Para o melhor entendimento, os psicopatas são capazes de entender a letra de uma canção, mas não a melodia.
Ou seja, a parte sentimental é fria e vai fundo ao “atacar” a sua vítima.
Detalhe, não são violentos, são “normais”.

Bom, para ter mais de perto tudo isso, eu indico esse livro para ler.



(Sabrina Receputi)

domingo, 23 de agosto de 2009

Eu me preocupo...




Parada e sentindo o frio desta tarde, pensamentos me levam a discutir comigo mesma sobre a nossa realidade, seja a dois, seja com amigos, seja com o nosso mundo.
Penso também em um sentimento puro, onde isso tem um nome, tem um talento, tem uma altura acompanhada de um lindo par de olhos e de “brinde” um sorriso brilhante além de cativante.
Existem momentos que quando a gente começa a relembrar, percebe-se que nem tudo o que já vivemos é realmente algo sem igual por ter sido bom ou até mesmo ruim!
É um mistério observar a chegada de cada amanhecer e a ida de cada anoitecer.
Pessoas para elogiarem uma conquista sua, existem sim, com certeza e isso é muito bom, pois perceber que o bem está sendo dado ao próximo é uma dádiva.
Mas, é de se afirmar que existem olhares com certo receio por não estar feliz talvez com si próprio e vê o outro bem é difícil.
Tudo tem o lado “a” e o lado “B” da coisa, assim penso.
Se olharmos o nosso mundo, a nossa natureza, está tudo tão diferente!
Antes, era bom ligar a televisão e ver um programa qualquer, agora só se vê a criminalidade.
“Já diz aquela musica de Gabriel o Pensador: Cachimbo da Paz, que conta algo que é real, mesmo sendo uma musica”.
A Natureza era tão cuidada...
Até os desenhos estão mudando, como não observar essa mudança?
Antes, era possível olhar para as pessoas e ver o amor a flor da pele, agora é difícil encontrar um alguém especial que queira levar a vida tranqüila ao lado de um grande amor.
Mas não é impossível, basta ter paciência.
Antes, passear era mais agradável sem medo da volta, mas e hoje?
Em cada esquina há um mal.
Onde vamos parar?
Fechar os olhos e fingir que essa realidade é apenas uma coisa pequena não dá.
De olhos bem abertos com o mundo, com as pessoas eu levo a vida e o melhor de tudo é seguir e conquistar mesmo que sejam devagar, coisas boas e objetivos esperados...
Penso que se existe a felicidade de seguir com uma pessoa especial ao lado, tudo fica mais possível, pois o amor faz coisas, transforma e faz surgir uma força muito positiva!
Eu me preocupo ao saber desse nosso Planeta!


(Sabrina Receputi)

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Te amo!



Forma de expressão que carrega apenas duas palavrinhas ou até mais se quiser.
Quando é dita de coração, é algo muito bom de ouvir além de dizer.
É algo que sai de dentro, é diferente quando realmente existe esse sentimento.
Claro que existem aqueles que dizem amar, mas nem amam.
Amar é ser sincero consigo mesmo e assim com o outro.
Transmite uma energia boa demais!
Palavras que por mais simples que pareçam, conquistam uma emoção por dentro tamanha!
O coração treme por dentro quando existe a realidade desse sentimento.
Descobrir coisas em comuns, ter a sensação de que já conhecia esse “grande achado” há muito tempo é de deixar impressionado.

Mas, é delicioso saborear essa história.

Sem contar que faz um bem para si mesmo que quem ta de fora percebe essa felicidade de longe.
Surge uma alegria em viver cada segundinho que seja.

Desde que seja com carinho e respeito, nenhuma história se tornara “repetida” em sua caminhada.
Cada dia é uma saudade diferente, é um sorriso encantador, é um olhar...

Tudo com amor!


(Sabrina Receputi)

domingo, 9 de agosto de 2009

Tão bom!




Observar cada batida do coração e notar que de um tempo para cá ele anda batendo diferente, é algo bom, é gostoso por ser natural e por seguir um ritmo que só a gente sabe.

Existem momentos que passam sem a gente perceber, mas uma palavra doce e espontânea é valorizada demais desde que seja de coração.
Sentir o calor de quem está muito perto, faz com que a freqüência dos batimentos acelere ainda mais, fazendo com que um sentimento ainda maior cresça como uma mera sementinha desabrochando, surgindo assim uma bela e linda flor ou até mesmo a fruta mais bonita.

Olhar nos olhos cala qualquer palavra e expressa qualquer sentimento!

Sentir a felicidade ao redor, sentir que uma união pode estar sendo laçada e abençoada pelos anjos, é algo muito agradável e forte, pois sendo para o bem, é importante além de excitante.

Saborear alguns minutos com um alguém especial faz se sentir extasiado e é bem melhor do que passar anos e anos ao lado de uma pessoa que não daria jamais essa alegria interna de um modo sincero.

Sentir o momento, prender esse alguém com os braços, pernas, faz parte da coisa e tem mais, é sinal de que há “liga”.

Ou seja:

É uma mistura de curiosidades com uma química sem explicação de tão bom!


(Sabrina Receputi)

sábado, 8 de agosto de 2009

12:34:56 do dia 07/08/09




Apenas farei um comentário sobre o que nos aconteceu nesta sexta-feira dia 07/08/2009.
Conversando com uma amiga, ela me fez observar o lance das horas ligadas à data, ao mês e ao ano.
Fiquei curiosa sobre o assunto e lendo uma reportagem eu vi que acontecerá novamente daqui cem anos.

Veja bem:

“Um evento que se repetirá apenas às 12 horas, 34 minutos e 56 segundos do sétimo dia no oitavo mês do nono ano, daqui a cem anos. Assim é descrito o fenômeno matemático de nove dígitos que ocorre nesta sexta-feira (7), cuja formação consiste no alinhamento numérico e progressivo das horas, minutos e segundos com o dia, mês e ano. Ou seja: 12:34:56 do dia 7/8/09 significa 123456789.
Na última vez em que isso ocorreu, o Rei Eduardo 7º estava no trono [da Inglaterra], o Titanic estava em construção há cinco meses, e o nacionalista iugoslavo Gavrilo Princip estava a menos de cinco anos de disparar o tiro que culminou na Primeira Guerra Mundial", observa o jornal britânico "Daily Mail". "Daqui a cem anos, outros historiadores-jornalistas irão olhar para trás e ver o que significou este dia em 2009."


Esses acontecimentos são de se reparar e aproveitar que é algo raro, pensar algo bom, positivo na hora.
Li que no ano passado, houve também as 1:23:45 do dia 6/7/08.
Essas coincidências naturais e cósmicas como dizem, são interessantes.

Eu curto essas coisas que envolvem o que não pode ser mudado.


(Sabrina Receputi)

"Pai"...




Dizem por ai que mãe é mãe e pai é “paiaço”!

Como assim?

Bom, eu não concordo com essas palavras de forma alguma.
Tudo bem que existe mesmo cada coisa por ai que nem é válido falar, ainda, mas pelo motivo deste texto, sendo o DIA DOS PAIS.

É muito bom poder chegar em casa sabendo que encontrara com o seu pai, por mais que ele seja bravo, carinhoso, isso não importa.
O que mais se torna caloroso é saber que ele está ali junto de você.
Um verdadeiro homem não é só ser um homem, e sim se impor respeito perante todos e ser muito capaz de educar de forma boa os seus filhos, é ser amigo, é ser zangão quando tiver que ser, é doar o seu ombro amigo em um momento de fraqueza ou até mesmo se entregar quando estiver triste.

O gostoso disso tudo é saber ser PAI com todas as letras, sem faltar em algo, apesar de que faz parte errar.

Não basta apenas fazer um filho para ser pai, basta ser responsável e maduro!
Um verdadeiro pai, é aquele que cria você com todo carinho e atenção, é aquele que até enfrenta o mundo por sua vida.

Para quem não sabe o que é ter essa alegria de ter um pai ao lado, se sinta apegado a alguém que você possa considerar tanto quanto.
Claro que existem mães que valem como mãe e pai, a verdadeira “dois em um”.
Se você já tem mais de um pai, o que é possível sim cultive essa harmonia, essa união.
O amor é algo que não tem preço desde que seja sincero e não há nada mai bonito que uma família bem estruturada, com respeito, compreensão, paz, desavenças que fazem parte para assim aprender a seguir.

Eu posso falar que independente de como vim ao mundo, o importante disso tudo é que eu cheguei chegando e tenho o meu pai ao meu lado, sempre aqui lutando, sendo amigo, resmungando quase sempre, mas tenho... E foi ele quem me ensinou a ser assim.
E tenho também outra pessoa em minha vida, sendo um amigo hoje, mesmo não estando comigo todos os dias, mas carrego um pedaço dele.

Ou seja:

Pai é pai desde que seja um ótimo exemplo e um belo pai.
Eu só tenho a desejar um dia dos pais inesquecível para todos os papais do Planeta Terra.


(Sabrina Receputi)

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

É hora da virada!




Existem acontecimentos que são inexplicáveis por serem bons.

Imagina você do nada ao olhar para uma pessoa e a mesma do nada te faz ficar curiosa em saber dela, te faz procurar por ela, saber como é de fato.

No que dará ou o porquê disso? Ninguém sabe!

Conversas e conversas surgem, sinais vão criando expectativas, coisas em comuns sendo descobertas, curiosidades pintando até que rola o primeiro beijo.
Os dias passam e vem o segundo beijo e junto disso, te faz ainda mais querer trazer para perto essa “criatura” que parece ter vindo nem sei de onde.

Essa pessoa existe?

Pensamentos se misturando junto de uma única coisa: sintonia.

O que é isso? Não sei...

No meio disso tudo, desse clima surge uma indireta bem dada através de uma musica sendo um pedido de namoro.
E a resposta, era necessária responder?

Acredito mesmo nas palavras de um simples olhar.

Essa mudança é de confundir, mas faz sentido!

Observe!

E a saudade é apenas um resultado de algo muito bom e saudável nessa realidade que parece historinha de contos de fadas.

Eu acredito em “amor” a primeira vista, mas será?

Não sei, está tudo tão rápido!

Mas, não duvido.

É o que estou tentando descobrir!


É a hora da virada SIM!

Se encontrar no meio de uma louca tempestade, faz com que seja mais difícil deixar um sol invadir a sua janela e mostrar que há possibilidades de olhar nos olhos de uma pessoa profundamente e ter uma visão de que tudo pode ser diferente com um simples “SIM”.

Partir com tudo ou nada, é... seria mesmo um risco e é necessário pagar para ver.

As cartas estão sendo jogadas, confianças são depositadas e de retorno só nos resta uma paz interna.

Ter um medo de jogar e ser trapaceado é normal, mas o mais gostoso é sentir que o “amor” está ao lado, em frente, onde for... Mas está se aproximando com cautela e sem medo de estar fazendo o certo ou não.

Carregar experiências dolorosas faz parte do mundo todo, mas não chega a ser tão ruim assim, pois, a chance de acertar ao seguir e ser feliz é maior, desde que seja um passo bem dado e bem disposto além de sincero.

É bom demais perceber que no meio de um temporal existe uma calmaria interna, onde faz com que através do tempo o céu se abra novamente e bem azul.
Pessoas do bem existem e abrir uma porta para que possam entrar em nossas vidas em um momento bom, mesmo que a gente não saiba se esse momento é certeiro, é o que há e é um belo sinal olhar para frente.

Penso que uma árvore tem o seu momento feio, seco, sem uma flor para alegrar o dia de um alguém, mas em seu tempo exato, ela se enche de flores e chama a atenção de vários olhares e sorrisos, mas se sente forte e disposta com uma única beleza natural e em silêncio essa árvore diz para esta:

Seja bem vinda!


(Sabrina Receputi)

domingo, 2 de agosto de 2009

Casos e Acasos.



A cada dia percebo que o acaso não existe.

Existem casos que nos levam aos "acasos", mas como afirmar que foi por acaso?

Acontecem coisas na vida da gente que parecem ser do nada, por mínimo que seja ou não.
Dizem que são coincidências da vida, etc.

E quando acontece do nada de achar um grande achado, será por acaso também?
Qual o papel de uma pessoa que surge do nada em nossas vidas?
É tudo tão estranho, mas confesso que é interessante demais!
Estar bem só nos trás o bem.
Nós fazemos o nosso destino, pois ele não está pronto como dizem para cada um de nós.
Penso que tudo tem a sua hora de acontecer e ser desvendado, mesmo que durem 100 anos.
Respostas “esquecidas” surgem sem procurar por elas e assim desfazem “nós” que poderiam ainda fazer se sentir preso a tal situação.
Se observarmos os detalhes dos nossos dias, iremos descobrir que TUDO o que presenciamos não é por “acaso”, é resultado de um por que.

Será por acaso que essas coisas acontecem?
Acho um pouco confuso, mas faz parte da vida.


(Sabrina Receputi)

sábado, 1 de agosto de 2009

Verdade ou Mentira?




Vivo ou morto?

Quem não se lembra desse programa de pegadinhas que passava na TV há anos atrás?

Pois então, quem negara que não vivemos em cima de um grande tabuleiro repleto de pecinhas e pegadinhas para nos fazer perder?

Mas, esse jogo com sua naturalidade de vida, chega ao seu final com todas as cartas na mesa e desvendadas com grandes acertos.
Isso se chama “jogo da vida”?

Esta se tornando difícil saber quando uma palavra é realmente verdadeira ou mentirosa.
E quando a gente sabe da mentira do próximo por menos que seja?
Dá uma vontade de agir de forma que mostre que a mentira que está dizendo está estampada na cara da pessoa.

Mas, do que adiantaria, né?
Cada um sabe o que faz e como faz.

Eu sabendo de mim e de minhas verdades, é o que me importa.

(Sabrina Receputi)

terça-feira, 28 de julho de 2009

O Rato ou Eu...




Imagine você em sua casa feliz e do nada aparece um rato para te atormentar.
Você não dorme bem, fica com aquele roedor roendo o que é seu, seus pensamentos, sua tranqüilidade, e nada de você relaxar.

A mesma coisa penso do humano que te faz mal, te atormenta sentimentalmente te fazendo sofrer.

Em ambos os assuntos aqui comentados, os dois são "pestes" que irritam, não acham?

Sinceramente, nada como deitar a cabeça no travesseiro e descansar em paz!

Nada como mirar esse rato e esmagá-lo com toda força!
Seja com os pés, vassoura ou até mesmo com o desprezo.
É questão de amor próprio e de querer ficar tranqüilo.
E não vem com esse lance de "dó", de não agir assim, pois, cada um tem o que merece!


(Sabrina Receputi)

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Bons fluídos.




O que me leva a essa altura das horas postar algo aqui?

Talvez por eu sentir a emoção de estar vivendo em paz e livre, talvez por eu ver e estar em boas companhias em pelo menos algumas horas do meu dia.
Seja pessoalmente, seja virtualmente, isso não importa.

O importante é estar PRESENTE!

Sentir que faz o bem ao outro é muito gratificante, é uma satisfação sem preço e tem mais, chega a trazer um sorriso sem igual.

A emoção de poder conversar coisas engraçadas e reais é contagiosa.
Dividir bons momentos então, nem se fala.
É uma vibração recheada com uma energia boa e isso é transmitido e transportado, seja lá da maneira que for!

É uma pena que existem pessoas que não sabem saborear e muito menos dividir essa alegria, essa paz interna.
Basta olhar o povo lá fora de seu controle.
É gente deixando de ser feliz por inúmeros pecados.
Mas, se tratando do bom sentimento, sem qualquer tipo de mágoa, digo que deixar que essa “luz” brilhante e linda invada a vida como um belo raio de sol entrando pela sua janela deixando o seu calor, é algo que vale muito a pena sentir, viver, “saborear”.

Seguir com bons pensamentos são sinais de bons fluídos.
Ter boas amizades e conquistas, nem se falam.


(Sabrina Receputi)

domingo, 26 de julho de 2009

Semelhanças e diferenças.




Ao sair de um local para outro, a gente se depara com rostos diferentes e lugares também.
Veio em minha mente do nada, o fato de milhares e milhares de pessoas que nunca vimos e nem nunca iremos ver por esse mundo a fora.
Achei interessante por ter sempre um alguém que lembra um outro alguém por sua aparência, gesto, apesar de tão diferentes na realidade.
A semelhança faz por um instante voltar na mente, algum acontecimento ou alguém.
Pode fazer lembrar de um amigo da época de escola que não se vê há séculos, como também um grande amor no passado.
Mesma coisa acontece ao olhar um lugar e do nada se lembrar de um outro local por tamanha igualdade.
Fico pensando nesses simples acontecimentos e observando tudo o que acontece com a gente.
Com isso, com esse tanto de pessoas pelo mundo a fora, como deve ser a vida de cada um?

Muitos vivem realidades semelhantes demais a de inúmeras pessoas por ai, mas com finalidades diferentes.
De uns, a gente até imagina, né?
Cada um com a sua vida, seus costumes, vícios, manias, queixas, alegrias.

Uns morrendo, uns chegando ao mundo com tudo, mas cada um com a sua meta de vida, a partir de sua escolha inicial e pessoal.



(Sabrina Receputi)

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Ninguém é perfeito!



Cá entre nós, falta de pontualidade e palavra são duas coisas que eu acho o fim da picada, pois irrita qualquer um.
Eu particularmente odeio.
Tomar um chá de cadeira é algo indigesto.
Claro que cinco minutos de atraso, dez é algo normal de acontecer.
Mas, meia hora, uma hora é deixar qualquer um “P” da vida.
E se preparar toda para um acontecimento e de repente vem o “bolo”, a contradição?
Nossa! Não que não possa nunca desmarcar algo por algum imprevisto, é normal acontecer.
Mas, se tratando de falta de palavra mesmo, por sacanagem ou banalidade, é fatal!
Por isso eu sou a favor da pessoa abrir a boca para um convite só quando tiver a certeza do que está dizendo, com tudo certo e planejado.

Chega a ser elegante e positivo ser pontual e ser firme com o compromisso agendado.
Mas é claro que ninguém é perfeito sempre, pois se fosse chegaria a ser até chato!


(Sabrina Receputi)

Vale a pena ver de novo?




Reviver um grande amor, sentir na pele aquele cheio que há anos atrás fazia o coração sair pela boca na hora de amar é mesmo de confundir, mas saber que é apenas um ‘vale a pena ver de novo’, dói mais do que qualquer dor, pois, pensar em reconquistar algo que só existe para matar uma saudade, uma vontade, é horrível!
Se deixar levar por impulso, por prazer é burrice para quem ainda pensa em amor eterno.
O importante é não deixar levar por conta de um momento e sim se valorizar, pois nem a pessoa que revive isso com você, te valoriza!
Sem essa de reviver algo perdido, cansado e chato.
Nada como uma bela novela das oito, completamente inédita e quente.

(Sabrina Receputi)

terça-feira, 21 de julho de 2009

Sintomas.




Uma pessoa quando surge do nada em nossa vida, faz o coração palpitar forte e sempre com uma interrogação sobre:
De onde surgiu essa pessoa, de qual planeta veio?
Faz a gente usar táticas para desvendar os mistérios e isso chama tanta a atenção que faz perguntar sobre ela, faz querer o bem dela.
Isso trás energia boa.
Parece que muda a direção dos ares, faz acontecer uma confusão na mente que na verdade é até saudável.
Faz viajar e sorrir do nada.
Faz pensar coisas e mais coisas, sempre com a intenção de chegar cada vez mais perto.
Faz surgir na selva do desejo uma estrada e nessa estrada fazer acontecer o esperado.
O esperado? Que esperado?
Bom, isso é algo que somente para quem sente essa emoção, sabe.
É interessante olhar para dentro de si mesmo, como se estivesse se olhando pelo espelho.
Falar abertamente de um amor que pode vir a surgir, de uma paixão que pode vir a explodir ou até mesmo de uma empolgação que pode se acabar.
É legal deixar um mistério no ar e saber que tira o sono de alguém.
Fazer disso uma brincadeira que na verdade não é brincadeira, não é necessário ter limites, desde que se trate de respeito e sinceridade.
O tempo faz na calmaria interna, surgir um alguém especial e é através disso que ao se olhar mais uma vez para dentro de si, se encontrara encantado e dentro desse mundinho da paixão.
A noite pode passar em claro, o dia pode correr contra o tempo, que nada abala.
Ser uma pessoa “má” por jogar as cartas no jogo da provocação, é nada mais que prazeroso, pois é um jogo que só entra se for para ganhar.
O querer é algo forte, imagine quando é em ambas as partes.
Perder tempo com pessoas que não valem à pena, é mesmo uma perda de tempo, não acham?
Tudo ou nada é interessante, mas parar para pensar e sentir o aroma das flores, mesmo que no amanhã não viva mais isso, é não viver o verdadeiro chove e não molha e sentir a vibração do momento.
Os sintomas são ameaçadores para quem tem medo de seguir.


(Sabrina Receputi)

"A proposta"




Perceber uma relação amorosa surgindo no meio de uma proposta de casamento inesperada, onde a intenção da chefe dominadora com seu assistente seria não ser deportada para o Canadá por causa do trabalho e permanecer nos Estados Unidos, é mesmo bem atraente.
Essa foi à proposta de Sandra Bullock para Ryan Raynolds no filme
“A PROPOSTA”, e achei de uma criação maravilhosa, uma mistura de humores perfeita.
Faz a gente observar como é saudável um amor verdadeiro, como que as expressões e acontecimentos demonstram esse amor acontecendo, trazendo uma pontinha de incômodos por já se encontrarem apaixonados.
Uma pessoa que sempre demonstrou ser durona, sem coração, no fundo tem um coração maravilhoso, tem um sentimento e é sensível.
É legal a pessoa confessar que tem um lado mesmo que guardado há anos por seus motivos, delicado.
Se encontrar sem uma família por anos e de repente ter uma dando atenção, é muito bom.
Esse filme é mesmo muito bom, divertido, vale a pena e para uma pessoa que presta atenção em detalhes, esse é um que apenas com os gestos que rolam, se vê muita coisa que sentem.
O amor existe pessoal!


(Sabrina Receputi)

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Estamos em plena erupção. (reflexão)




Estamos em plena erupção
Desejos queimando por dentro
Faíscas de amor em grande explosão.

Sinto-te ao se aproximar
Sintonias estão conectadas
Vem logo, vem me amar.

Paixão, delírio, fúria e amor.
Estão conosco em nosso vapor
Fumaças desenham o nosso desejo
Imagens que gravam o nosso prazer.

Sonhos se tornam reais
Segredos se abrem para nós
Não quero te perder nunca mais
Ainda mas agora, que estamos a sós.


(Sabrina Receputi)