terça-feira, 28 de julho de 2009

O Rato ou Eu...




Imagine você em sua casa feliz e do nada aparece um rato para te atormentar.
Você não dorme bem, fica com aquele roedor roendo o que é seu, seus pensamentos, sua tranqüilidade, e nada de você relaxar.

A mesma coisa penso do humano que te faz mal, te atormenta sentimentalmente te fazendo sofrer.

Em ambos os assuntos aqui comentados, os dois são "pestes" que irritam, não acham?

Sinceramente, nada como deitar a cabeça no travesseiro e descansar em paz!

Nada como mirar esse rato e esmagá-lo com toda força!
Seja com os pés, vassoura ou até mesmo com o desprezo.
É questão de amor próprio e de querer ficar tranqüilo.
E não vem com esse lance de "dó", de não agir assim, pois, cada um tem o que merece!


(Sabrina Receputi)

2 comentários:

  1. Escrevi errado aí em cima!
    Consertei ;)

    Sim, concordo com tudo isso...
    Mas não vá descontar no rato errado! Ele nem sabe [ SABIA! ] o que é uma casa feliz!

    Marrrvada!

    ResponderExcluir
  2. Rs ... vou observar isso!
    Tentar ensinar para o próximo.

    ResponderExcluir