terça-feira, 20 de outubro de 2009

"DR" demais, se torna fatal





De início direi o que acho desse tal momento de “DR”.


Acho um saco! Desculpem a expressão, mas não tem coisa mais cansativa que aquele papo de “precisamos conversar”.
É um momento de tensão para mim.

Em meu ponto de vista, se torna repetitivo e não chega a lugar nenhum, depois de horas e horas gastando salivas e o tempo.
Tudo bem que faz parte, afinal, é sempre bom corrigir o que pode estar indo errado, mas às vezes se torna demais.
Só não vale fazer disso uma rotina, pois existe viu?
Um diálogo, uma procura pelo melhor é definitivamente bem vindo, num é mesmo?
Mas se justificar demais, procurar saber demais, explicar demais é tempo perdido.
Vale muito mais a pena trocar uma idéia de leve e apenas dar um toque no que ta incomodando.

Assim eu acho!

Sem essa de pressionar o outro.
Torna-se mais saboroso.
Quem não vive um “DR” às vezes?

Mas vale lembrar que cansa a relação e sem perceber, é criada uma barreira na vontade de estar perto do outro.

O final fica cada vez mais perto até que se torna fatal.


(Sabrina Receputi)

2 comentários:

  1. Puts.... realmente D.R eh um saco. Nossa, concordo em tudo que voce falou. Ninguem merece ter que dar explicaoes de tudo. Se quer conversar, fala o que ta acontecendo e pronto, mas nao torne NUNCA isso parte de uma rotina de um relacionamento, senao realmente esse "tal" relacionamento nao vai durar.
    Affffffffffff.. ninguem merece..
    bjuss

    ResponderExcluir
  2. Pois é, eu quando vou enfrentar um "D.R" básico, rezo para eu ter paciência, pois se eu pedir força na reza, eu quebro a pessoa. rs
    Só para contrariar.
    Mas, é um saco e pronto!

    ResponderExcluir