quarta-feira, 24 de junho de 2009

Liberdade a 2.


O próprio nome diz:

Liberdade: Estado de pessoa livre e isenta de restrição externa ou coação física ou moral. Independência, autonomia.

Antes de qualquer coisa, me diga:

Como você iniciou a sua vida antes de conhecer certo alguém que no qual se relaciona?

Desde que me conheço por gente, vivenciei relacionamentos, até meus mesmo, onde do nada se tornavam uma “prisão”.

Por que no início tudo são flores, passeios deliciosos, amigos por perto até que de repente surge uma redoma de vidro poupando de tudo e todos?
Dar um de João Sem Braço nessas horas é ridículo!
Tudo por:
Ciúmes? Cismas? Paranóias?
Sei não!
Só sei que apontar o parceiro como um apoio em sua vida é mesmo vazio.
Demonstrar sentimentos bons é uma dádiva.

Só sei que já senti na pele como é me afastar de meus amigos por conta disso e do nada quando mais precisei, percebi que eu estava quase sozinha.

Mas, nunca é tarde para recomeçar e menos tarde ainda para rever pensamentos e atitudes onde possam ajudar na vida a dois.

Fazer de uma relação uma prisão, não rola.
São 8 ou 80, confia ou não confia.

Ser irônico com o destino é algo que não tem hora nem chegada.

Mas, ser sincero, sem ter por que temer é muito saudável e recomendado.

É bom também, sorrir com pessoas sem ser aquela que vive com você um relacionamento amoroso de vez em quando.
É bom poder contar casos sem ter restrições no que pode, deve ou não falar.
Isso é ter a independência, é viver cada um a sua via dentro dessa relação.
Ir a um local acompanhado ou não, de boa, sem motivos para D.R. (Discutir Relação).
Nada como respirar o ar apurado, cruzar o olhar com o seu amor sem medo de dizer:
Estou indo ali.
Assim, pelo o que percebo, é mais gostoso.
“A base da sua vida é a liberdade”.

Liberdade, “nem sempre” é “crime”.

Depende do seu taco, sacou?


(Sabrina Receputi)

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Simplismente, acontecimentos.



O que me leva a escrever algo em plena segunda-feira para o meu blog?

Pois é, mais uma vez observando o que vejo e ando descobrindo a cada amanhecer, digo:

Porque existem pessoas que deixam marcas por onde passam como um belo perfume importado, sem deixar rastros?
Porque existem pessoas que passam e nem deixam um motivo para lembrar, como um horrível perfume barato?
Porque acontece de ‘reviver’ um lance com um alguém que já passou por sua vida há anos atrás?
E esse lance de ‘amizade colorida’?
Chegam a ser interessante esses acontecimentos e conceitos.
Existem pessoas que namoram há anos, são casados e não conhece verdadeiramente o próximo como pensa conhecer.
Existem pessoas, que em menos de uma semana, faz surgir do nada uma cumplicidade sem explicação.
Essas coisas carnais é mesmo uma interrogação.
Existem olhares que se tornam inesquecíveis, pois, esses olhares sabem tirar a roupa sem precisar pedir permissão.
Sorrisos que conquistam ao sorrir espontaneamente.
Pode parecer muito obvio o que estou dizendo aqui, mas esse lance de achar graça de uma pessoa que mal conhece é mesmo curioso.
Sentir saudades de uma pessoa que pode não estar nem ai para você é mais estranho ainda.
Ser sincera com a pessoa errada, usar palavras doces com alguém que foge de ti, é, sem palavras a não ser, corra!
Tudo por talvez medo de certa felicidade.
Tudo bem que viver uma felicidade momentânea, uma aventura é ‘bala de baleiro’, ou seja, é muito bom!
Esquecer alguém não é nada fácil, ainda mais se é um alguém tão especial quanto à paz que é necessário ter sem esse alguém por perto.
Mas, colocar isso na prática é difícil.
Por isso, só mesmo sentindo na pele e assim chegar sozinho no conceito de que é bom sair fora.
Matar um amor é doloroso, é lento demais esse processo, mas uma hora, você matara e sem deixar rastros para que o mesmo se ressuscite.
É como engolir uma faca que sai cortando tudo, mas basta olhar para frente e perceber que a solidão só mora ao lado se você deixar. Olhe ao redor, nada mais!
Chorar, lembrar em vão pra que?
Aff!
Como é bom se sentir bem com a gente mesmo para depois sim pensar em outra pessoa, num é mesmo?
Eu digo que estou em uma fase maravilhosa!
Por isso gosto de discutir assuntos, experiências, falar demais ou de menos por aqui.
Podem ter nexos como pode nem ter também.
Se não tenho nada para fazer, é aqui que gasto meus minutos quieta.

Clicam e leiam sem receio.

Obrigada!

(Sabrina Receputi)

domingo, 21 de junho de 2009

Marketing no meio de nós.




Hoje irei falar um pouco do Marketing no meio de nós.




Nós também somos produtos no meio desse Mundo!

Alguém sabe me dizer “o que é marketing”?



1. Você vê um cara em uma festa.

Você vai até ele e diz: “Eu sou muito boa de cama.”.
Isto é marketing direto.

2. Você está em uma festa com um grupo de amigas e vê um cara.
Uma delas vai até ele e, apontando para você, diz: “Ela é fantástica na cama!”.
Isto é publicidade.

3. Você vê um cara em uma festa.
Você vai até ele e consegue o seu telefone.
Você liga no dia seguinte e diz: “Oi! Eu sou ótima de cama!”.
Isto é telemarketing.

4. Você vê um cara em uma festa.
Você se levanta, ajeita o vestido, vai até ele e diz: “Com licença”.
Ajeita a gravata dele, roçando de leve no seu braço e conclui: “A propósito, eu sou muito boa de cama.”
Isto é relações públicas.

5. Você está em uma festa.
Um cara se aproxima de você e diz: “Me disseram que você é maravilhosa na cama.”.
Isto é reconhecimento de marca.

6. Você está em uma festa e vê um cara.
Você o convence a ir para casa com a sua melhor amiga.
Isto é representação de vendas.

7. Sua amiga não o satisfaz e ele liga para você.
Isto é suporte técnico.

8. Você está indo para uma festa quando se dá conta que poderia haver um monte de cara em cada uma das casas pelas quais você está passando.
Você sai do carro e do meio da rua grita bem alto: “Eu sou fantástica na cama!”.
Isto é spam.

Texto a cima, fonte: www.boidegratava.com.br



O Marketing Mix, pode ser definido como a combinação de elementos variáveis que compõe as atividades de Marketing.

De uma forma mais simples e exata, demonstrarei o MKT e o Mix de MKT comparados em nossas vidas pessoais.

A expressão Marketing Mix (mistura de Marketing) ou Composto de Marketing, como é conhecida no Brasil, passou a ser a teoria mais aceita para efetivar atividades de Marketing.
A maior autoridade em Marketing da atualidade, ainda considera a teoria original e mantém o composto de Marketing com “apenas” 4 Ps.
Ele define o composto de Marketing como “o conjunto de ferramentas que a empresa usa para atingir seus objetivos de marketing no mercado alvo”.
Os 4 Ps são: Produto, Preço, Praça, Promoção.
Com esses 4 Ps, é atingido o público alvo.
Mas, o que estou querendo dizer, é que somos e vivemos em nossas vidas pessoais, um verdadeiro marketing.
Se tratando de relações amorosas, veja bem:

PRODUTO:

Cada ser humano presente em nosso espaço é um “produto”, se tratando de MKT.
É legal e positivo apresentar um belo Design, boas características.
É bom ser diferente das outras pessoas, digo em relação a objetivos, conquistas.
É completamente positivo ser uma pessoa (produto), respeitosa, educada, honesta, sincera, para que assim seja visto com outros olhos, como se fosse uma marca com um belo diferencial de qualquer outra, com suas especificações, garantia de que vais durar, de que vai valer à pena.
É bom andar bem vestido, bem apresentável, assim como uma bela embalagem.

PREÇO:

Se que conquistar a pessoa, adquirir o “produto” tem que saber como chegar, como conquistar, como se tivesse pagando para ter o que deseja no mercado.
Mas também, se não for como deve ser perante a sociedade, tem um preço a se pagar.
Nessa conquista, têm o prazo certo, sem deixar ficar grande demais, como as prestações das Casas Bahia.
Se não lembrar de detalhes na relação, é legal ter um desconto e também depositar um crédito no parceiro ou parceira.

PRAÇA:

É legal estar presente em locais agradáveis, bem freqüentados.
Os lugares por onde o produto pode ser “vendido” é muito importante, á que deseja atingir um belo público alvo no mercado amoroso.
Ser reservado e bem distribuído na hora certa é o ideal.

PROMOÇÃO:

Mas, para que se tenha em mãos o seu público alvo, é bom investir em sua Propaganda, Publicidade com as pessoas ao redor.
Demonstrar o quanto vale à pena. Ter um bom entendimento com as Relações Públicas e saber Promover as suas milhares de facetas.
Basta saber ser sincero de coração e ser capaz!

No entanto, no mundo do Marketing, existe também a interação entre a organização e seu ambiente externo se dá através de um campo de forças.

Sendo: Ponto Forte, Ponto Fraco, Ameaças e Oportunidades.

Isso é muito importante!

PONTOS FRACOS:

Uma baixa qualificação entre duas pessoas envolvidas em uma relação.
Desentendimentos por coisas banais, é algo insatisfatório.
Erros onde a mentira aparece e permanece.
Decepções, desperdício de tempo.
Falta de respeito no decorrer da união entre duas pessoas.
Na realidade, podem ser relacionados milhares de causas que, somadas, dificultam à organização alcançar um desempenho considerado de Qualidade para uma vida a dois.

PONTOS FORTES:

Se relacionar de forma favorável ao atingimento de anos e anos de um casamento.
Ser sincero, respeitoso, amoroso, cuidadoso é uma boa qualidade desejada por todos.
Ser superior aos concorrentes, pois sempre existe uma mosca por perto do pão da padaria.
Tudo o que produz a satisfação e felicidade é um ponto forte para qualquer concorrência.
Assim, pode planejar anos ao lado da pessoa amada.

OPORTUNIDADES:

Novas pessoas surgindo no mundo.
Demanda das pessoas por uma pessoa legal.
Oportunidades são como cartas jogadas na mesa.

AMEAÇAS:

É desfavorável ao alcance de anos de namoro.
Concorrência desleal por parte das pessoas competidoras.
Na realidade, pode-se citar uma gama enorme de forças, localizadas no ambiente, que atuam de forma a dificultar que as organizações realizem sua Visão de Futuro.

Por isso, é bom ficar esperto!

(Sabrina Receputi)