terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Sinta o sol...



Em noite de Lua cheia, um calor escorre pelo corpo, onde a vontade de amar aguça o desejo.


Sentir as curvas de Saturno faz o pensamento viajar em uma emoção muito além do horizonte, só para chegar nesses lábios suculentos, feito uma cereja carnuda.

Nas nuvens que enfeitam esse paraíso, desenhos homenageiam a paz que embriaga e faz da respiração mais tranqüila e profunda.

A sensibilidade atinge a distancia e, navega por ondas que exploram o sal que sai do sol até o amanhecer. Sinta o sol!

Olhar fixamente nos olhos e dizer que “Ama”, deixa as pernas flutuando feito uma pluma ao vento e, faz de um simples barquinho de papel, o maior do mundo!

Pássaros passeiam por esse céu azul cantarolando músicas que cantam todo esse amor. Esses versos dançam e constroem estrofes que afirmam todo esse zelo.

Um simples gesto faz do momento brilhante, ainda mais quando se usa o perfume que você adora.

Não há segredos quando tudo é vivido com presença!

Cada sorriso dado cala qualquer palavra dita.

Um amor assim é raro e muito mais que especial.

Um coração sozinho não vive as sensações de um carinho verdadeiro.

Onde houver sol, siga em frente... Existira a hora certa para sorrir e em troca, encontrar um sorriso repleto de estrelas.



(Sabrina Receputi)

domingo, 19 de dezembro de 2010

O Momento.



O mundo parece parar!


As pernas não sentem vontade de correr.

Os olhos brilham nessa intensidade e, faz com que as flores coloram esse jardim.

Pétalas aveludadas se misturam nesse ninho que chamamos de amor.

As mãos se perdem e se acham, no meio de tanta ternura que por si só, existe!

Bocas enlouquecem o beijo que tem.

Pêlos arrepiados agitam o tempo que transborda com o seu calor, o suor que pelo corpo passeia.

Delírios e desejos explodem em chamas e faz desse momento, “o momento”!

Essa sensação faz do agora, a vontade de se entregar e se tornar refém.

Surge uma liberdade que revela o gosto desse mel.

Um sentimento assim dá asas ao que surge cada vez mais forte a cada dia, sendo todo esse amor, todo esse desvelo.

Uma inspiração vem veloz, por conta dessa respiração que se torna ofegante quando esses corpos se encostam.

Enérgico!

Basta uma palavra de carinho...

Com meiguice tudo se torna doce.



(Sabrina Receputi)

O que sente quem...




O que sente quem sente amor?

O que sente quem sente horror?

O que sente quem sente certeza?

O que sente quem sente dúvida?

O que sente quem sente tristeza?

O que sente quem sente alegria?

O que sente quem sente dor?

O que sente quem sente a cura?

O que sente quem sente desejo?

O que sente quem sente desprezo?

O que sente quem sente um beijo?

O que sente quem sente o sexo?

O que sente quem sente nervoso?

O que sente quem sente medo?

O que sente quem sente paz?

O que sente quem sente maldade?

O que sente quem sente saudade?

O que sente quem sente ternura?

O que sente quem sente o vento?

O que sente quem sente loucura?

O que sente quem sente a sorte?

O que sente quem sente a morte?

O que sente quem sente frio?

O que sente quem sente calor?

O que sente quem sente angustia?

O que sente quem sente...

O que sente?

Mas... O que sente quem pensa que tudo é igual quando se trata de sentimentos?

Sempre haverá uma partícula diferenciando tudo de tudo!

Então me diz:

- O que sente quem se sente?



(Sabrina Receputi)


domingo, 28 de novembro de 2010

O "Eu" se torna "Você" e "Você" se torna "Eu"





Misteriosamente um “lance” de desejo da noite para o dia começa a acompanhar as manhãs que nos acordam. Ao dormir, os olhos se fecham e ao desenhar a sua imagem, os sonhos arquivam em flashes o play que inicia as tentações de morder a maça que perfuma e hipnotiza esse filme.


Tudo vira uma dança, onde a fantasia é transmitida em tempo real.

É mesmo um sonho?

Pois, no filme com esses mesmos olhos fechados, o “Eu” se torna “Você” e “Você” se torna “Eu”. Quando percebo, “Eu” estou em “Você” e “Você” contempla o meu “Eu”.

Um misto de prazer em sintonia faz do “agora” uma doçura! Contém um sabor único.

Existe uma naturalidade em ouvir o coração bater que em um só ritmo, ele embala essa paixão radiante.

Cenas interpretam a tranqüilidade de ver e viver esse filme. Digamos ser um sonho real!

Meus olhos focam nos olhos que vibram a me ver!

Cuidar da outra “metade” é cuidar de si mesmo, é sorrir com leveza e assim, seguir em um chão firme.

A cada dia, as horas trazem segundos inesquecíveis de um abraço que deixa essa energia passear pelo corpo, sem intervalos.

Uma história de amor merece ser vivida com presença e produzida com carinho. Merece um zelo onde não existam espaços vazios e, muito menos cópias fracassadas de solidão.

Os personagens têm de sonhar acordados e felizes, porque não existe nada que explique a satisfação de estar perto.

Pensamentos voam longe e trazem cada vez mais essa paz!

Essas palavras são de um filme que está em cartaz, em um cinema “secreto” e protegido de curiosos.

Viva La vita!




(Sabrina Receputi)

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Existem...

Existem momentos que fazem com que lagrimas passeiam rente a pele, sem o mínimo sentido ou ate mesmo com total por que possível.
Existem acontecimentos que nos dão de presente uma dor, e uma vontade enorme de se deslocar para a Lua.
Existem palavras  que saem sem medir esforços, ou com uma força que deixa um silêncio no ar e no coração.
Existem sorrisos que calam qualquer soluço e, acalmam o que talvez desoriente por alguns segundos.
Existem vários estilos musicais e ritmos que agradam e desagradam cada um de nós, mas "cada um no seu quadrado", assim já diz uma letra musical, num é mesmo?
Existem inúmeros gostos, inclusive aqueles que não se discuti.
Existem abraços que confortam e aquecem mais que um moletom.
Existem datas, que ficarão para sempre no calendário mental, como também a chegada ou ate mesmo a partida de alguém, sem saber ao certo de onde veio ou para onde se foi. A convivência exala os seus sinais!
Existem saudades, que não contém um final e nos amolecem de tamanha ansiedade ou dor. Existem tristezas que jamais serão vencidas, porque não deixam ou não seguem feito o vento. Existem tempos que atropelam as núvens e, arrastam pensamentos para a escuridão! Mas, olha o sol, ele já vem nascendo.
Existem aqueles que foram "espigas" um dia e, hoje não passam de "sabugos", existem aqueles encantados um dia e, hoje desencantados.
Existem os arco-íris da vida e cabe a nós, respeitarmos cada cor.
Existem sonhos que sonham e existem os pesadelos, que atormentam e chamam a insônia para fazer companhia.
Existem dias de sol, dias de chuvas...
Mas, existem e existem  tantos, tantas...
Existe um Mundo que gira em torno de uma paciência que o guia sem direção, mesmo sabendo que nesse instante, esse mesmo Mundo esta a girar vagarosamente e sem freio!


(Sabrina Receputi)

domingo, 7 de novembro de 2010

Nem precisa dizer nada



A vontade de um beijo aumenta o desejo que vem de longe e forte feito um furacão.
Pensamentos gangorram em versos e poesias que enriquecem esses lábios brandos.
Do singular, a vida se transforma em plural onde o “nós” é muito mais saboroso de ser dito.
Perceber a sua presença incluída nos planos de quem te faz o bem é tão atraente.
Claro que cada um tem a sua vida e jamais deve se privar, mas é interessante observar essas inclusões que nascem sem pressa ou obrigação. Com carinho deve se pensar no amanhã e esse lance de deixar de lado quem se ama, está mesmo por fora!
Companheirismo é simplesmente tudo!
Quando o coração faz os pensamentos viajarem, unidos na mesma alegria é sinal de que algo muito bom está no ar. Flutue!
Vivenciar esse momento faz nascer um querer e esse querer é convertido em vontade.
A gente sente quando é sincero, quando tudo se encaixa e nada a ver com passageiro.
Se por alguns minutos vem a falta, algo se perde em segundos por dentro. Mas, não é nada grave e, sim normal. Afinal, quem é que admira uma distancia quando se gosta?
Se essas duas energias se encontram, pode o mundo desabar que nada vai abalar.
É paixão, é amor, é tudo o que há de bom!
Existe um lado incansável de dizer o que sente e ouvir palavras ilustres.
É como se esse paraíso atropelasse a alegria de olhar nos olhos e sentir o que o corpo diz, pois é realmente maravilhoso tudo isso!
Todos os sentidos exploram esse ser e passeiam por entre curvas que só eles detectam o que sentem.
Em terra firme, os pés flutuam um de encontro ao outro e sem freio.
Nem precisa dizer nada, o sentido da coisa se completa ao sentir cada momento, delicadamente e verdadeiramente iminente.

Tudo faz sentido assim!

(Sabrina Receputi)

Como se fosse uma "Jóia Rara"



Lábios da cor do pecado molham os desejos de um beijo doce e demorado.
Quem me dera fazer uma mágica para estar ao seu lado “agora”. Posso?
Olhos contam em silêncio, os detalhes de um prazer imensurável de estar junto de quem se gosta com carinho. Lá vem a saudade “brincar” comigo!
Os corpos dão início ao que poderia parecer um encontro qualquer para muitos, mas os poros entregam todo esse querer e se arrepiam lentamente quando o vento junta essas duas almas com tudo o que há de bom!
A melhor coisa é saber sentir o grande diferencial dentro de uma relação gostosa, sem essa de apelos para viver algo e sim, deixar acontecer naturalmente cada momento, cada gesto.
Sentir um abraço que preenche todo o abraço não tem preço e quando se trata de um amor maior que eu, de um amor que vem crescendo sem se quer bater na porta, se torna melhor ainda.
Dentro do coração surge uma canção que faz uma serenata toda vez que o sentimento aflora a satisfação de namorar alguém especial. Está sentindo?
Músicas cantam o nosso amor, letras desenham a nossa paixão e as notas musicais aceleram os nossos batimentos com emoções soltas pelos ares. Está vendo?
Tudo o que se pode fazer agora é deixar esse “Love” todo cuidar desses dois corações com a realidade ao lado e, essa realidade conta com detalhes como vem sendo delicioso cada instante.
A sensação que surge é que a cada dia aumenta mais todo esse circo de amor e paz, festejando com alegria cada sorrisão que não esconde as covinhas estampadas em um rosto perfeito.
Boca carnuda que chama em chamas o fogo que um beijo tem.
Uma vontade de estar cada vez mais perto e de ”dengar” com tudo o que posso faz parte dos meus dias!
Não teria como fugir desse querer, já faz parte da gente.
Apelidos enfeitam com carinho essa união, como se fosse um bolo confeitado com amor.
Nada como um dia após o outro para afastar qualquer coisa que possa vir a fazer o mau e, sim cuidar como se fosse a Jóia mais rara do mundo, afinal, é isso que Eu considero.
Uma linda “Jóia Rara” que faz parte de um sonho, de uma melodia cantada com as palavras mais lindas que tocam profundamente um coração, que se entrega mais e mais a cada amanhecer.
Em “24horas” do dia um nome não sai da mente, uma imagem é fixada no mural de um pensamento que só conta os segundos para ver e apertar essa “Jóia” com carinho e satisfação.
É a melhor coisa que está tendo!


(Sabrina Receputi)

sábado, 6 de novembro de 2010

Em um instante




Carros passam velozes por entre pensamentos, tropeçando em letras maiúsculas que se misturam no meio da multidão, transformando em letrinhas banais e assim, freando nos pingos de chuva que varre toda a paciência que ainda existe em um instante.
De olhos fechados, as rodas aceleram! Os batimentos se multiplicam.
De olhos abertos, observa-se que parar enquanto o mundo gira, simplesmente não dará em nada!
Sentir esses granizos de uma dor fria dentro do peito é algo até saboroso, pois faz nascer uma força que não tem explicação dentro de si mesmo!
Proteger uma sensibilidade por tamanha dor é uma grande besteira. A prova de que ha força no dom de lutar é sentir cada momento, sem se lamentar por muito tempo.
Lembranças ficam para sempre e em algum lugar muito bem arquivadas, só que sem a necessidade de lembrar, afinal não teria um motivo já que se foi.
O trem que partiu, partira daqui a pouco novamente, mas para que apanhar o mesmo trem e viver uma história “igual” sendo que de caminho se tornou um atalho?
Siga agora em direção à Estação Lunar, que tal uma nova trilha?
Lá, existe um jardim repleto de flores incandescentes para um brinde especial, não é nada mau um porre de felicidade e brindar a inovação, certo?
Uma historia bem definida, fica arquivada na memória dos que puderam admirar um dia cada momento, mas que com maturidade, soube deixar para trás com a mesma intensidade.
Nada como viver o “hoje” e deixar que o “amanhã” se torne o "ontem" naturalmente.
Para que atropelar as horas cantando pneu junto de uma ansiedade vazia?
Olha lá o Cometa seguindo em frente...
Olha aquela Estrela Guia guiando a escuridão ate o amanhecer...
Sinta esse vento, de frio ele não tem nada. Ele apenas esta refrescando pensamentos.
Realidade foge do que chamamos de saudade.
Fato!


(Sabrina Receputi)

Comentário sobre: Tropa de Elite 2

O filme retrada uma situação bem real da nossa atualidade em pleno Rio de Janeiro - RJ / Brasil.

Eu, após assistir o filme "Tropa de Elite 2", eu me perguntei em silêncio por alguns segundos o seguinte:
O que está acontecendo com o nosso Brasil?
Qual a realidade do “nosso” Sistema?
O filme me passou um lado frio desse “Sistema” e, assim uma realidade nada confiável.
Acredito que ainda teremos boas notícias onde os vilãos serão eliminados adequadamente, conforme a verdadeira Lei. Digo isso em nossa realidade! É muita injustiça misturada no meio dos que estão agindo de maneira correta. Políticos, Policiais, agindo com interesses em cima daqueles que por si só, já sujam a imagem do País. Realmente está tudo errado!
O tráfico está tomando conta, assim ficou claro para mim em algumas cenas, quando mostram jovens armados de plantão nas favelas da quem diria “Cidade Maravilhosa”.
O BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais) apresenta o objetivo de eliminar esse tráfico de drogas expondo o lado sujo daqueles que agiam de má fé com as normas que deveriam ser cumpridas, recolhendo armas da própria polícia escondidas em locais secretos, desmascarar a corrupção dentre outros.
Essa realidade interpretada no filme espanta quem não acredita que isso acontece e vem acontecendo em nosso dia a dia. O Sistema tem que nos passar credibilidade e confiança, pois a ética existe para ser respeitada.



(Sabrina Receputi)

sábado, 23 de outubro de 2010

Pane no sistema.



Política em Planalto, Assalto!
Hoje em dia... Cidadania, pura Covardia!
Erro o Governo que governa!
Em casa, sem casa, sem terra!
As ruas andam empurrando o medo. Que medo? Todos!
Promessas parecem certeiras... Se tornam tristezas!
De Janeiro a Janeiro, nada muda a não ser a Lua que muda de formato.
Temer no sistema que vira tema. Ganhou ibope, "bora" pra DP.
Valores se desvalorizando por mixarias, migálhas.
Nessas alturas o engraxate lucra com a coisa que esta ficando preta!
Se doar, acreditar, votar... E a burocracia?
Justiça um dia, injustiça nata todo dia. Quem mata? Ih! Deu pane no sistema! Não dá para saber.
O rato faz de sonso e faz a festa se o gato passeia ou adormece no ponto. Alô "DJ", aumenta o som, vamos dançar a musica da ilusão!
Voz maior em um silêncio que cala o mandato.
Isso seria rabo preso?
O pombo de símbolo de paz agora é mensageiro de detentos.
Acredite se quiser!
"Capaz" em paz, incapaz de trás... De onde? Das grades! Mas, não por muito tempo, afinal estamos no "brasil".
Informações causando situações sem conclusões.
Belo aprendizado!
Presença em decadência, mente que "mente" a própria verdade.
A Lei? Evaporando-se...

Brasil... brasil... Daqui a pouco será... Ih! Sumiu!

Bem faz o bicho preguiça nessas horas, dá uma preguiça!

Insônia que sonha com os olhos mortos de ingratidão poluindo o que já foi controlado.

Mais uma vez, pane no sistema.

“acorda”... ACORDA!


(Sabrina Receputi)

Mar de rosas...



Nem tudo é um mar de rosas...

Isso seria apenas uma frase qualquer ou é realmente assim que a vida segue?

Óbvio que não é um mar de rosas!
Claro que não é um mar de rosas!
É natural que não seja um mar de rosas para todo o sempre!

Sinto que não é...
Mas pode vir a ser.

Compreensão, diálogo, cumplicidade, maturidade, certeza do que sente, paz interior, inteligência, são conteúdos de flores que de tão suaves, recebem com naturalidade uma tempestade que vem para só assustar e logo em seguida fortalece o seu potencial, com postura e classe.
Às vezes, o imaginário se torna um “teatrinho” onde se pode inventar a cena que quiser, pode falar o que quiser, pode entender uma interpretação da maneira que achar interessante ser na realidade, mas nem tudo pode ser assim como se essa realidade estivesse por aí, solta pelo ar sem uma raíz, passeando por entre as nuvens, invadindo quem sabe Norte e Sul pelo avesso.
Respirar, pensar em palavras que serão atiradas é o melhor que há e faz da sintonia firme e forte.
Claro que está no meio de nós a capacidade de errarmos e aprendermos.

É gostoso questionar o coração e descobrir que ele tem seus segredos e que quando resolve bater mais forte por amor, é sincero.
No meio de um tiroteio, ele se desespera e se declara mais e mais...

Seguir sorrindo e cantando, observando e aprendendo com cada amanhecer, faz parte de cada segundo que só se passa nós.

(Sabrina Receputi)

domingo, 17 de outubro de 2010

Se encantar...




O encanto começa com o brilho que os olhos têm ao olhar nos olhos de quem esta ali, preparada para uma nova conquista.
A mente flutua e se alimenta de pensamentos positivos fazendo com que o corpo exale sinais de desejos, de prazer.
Torna-se fácil entender como é bom amar, como é bom curtir bons momentos juntos. De dois corpos, de duas idéias diferentes, a matemática natural da soma dos momentos faz tudo isso se tornar em um só ser.
Essa é a sensação que da, pois é muito bom namorar com carinho.
É bem maior essa reciprocidade que isola para longe o que poderia atrapalhar em algo.
O mundo gira, as palavras possuem significados diversos e nós, temos muito que aprender.
O mais importante é saber deixar fluir a beleza interior que encanta apenas com a simplicidade de um gesto absoluto e único.
Respire, sinta o vento que vem tocando a alma, mergulhe fundo nessa onda doce da paixão, navegue por entre os mares que só faz surgir boas lembranças, voe por esse céu aberto, pois é bom sentir essa adrenalina de escorregar nesse arco-íris que só trás alegria.
Não vale esquecer que nas estradas da vida, damos de cara com inúmeros atalhos, mas a gente sente quando estamos no caminho certo.
Isso vale para todos os sentidos na vida.
Ter a coragem de seguir é uma dádiva e é para poucos.
Querer nem sempre é poder!
O destino está nas mãos daqueles que se preocupam com o amanhã.
Eu aprovo todos os gestos de carinhos...
Ser verdadeiro é ser real consigo mesmo antes de qualquer atitude ou palavra, seja na fala ou na escrita.

Um bom motivo para sorrir em paz é se entregar sem medo!

Se encantar é se deliciar nas curvas que nos levam ao prazer e cuidar dessa Pérola que ilumina o coração com a sua cor que só acalma e trás paz.


(Sabrina Receputi)

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Nunca... ! ?




No "cala-se e fala-se" da vida na vida, nota-se um cálice, onde um suave vinho adoça uma flor aparentemente solitária, mas nada só.
Olhos que na luz brilham feito uma estrela, observando os lentos passos de uma singela lesma, como também a velocidade traiçoeira de um gato.
Sorrisos sorrindo, e nunca se sabem se é de alegria ou ironia.
Abraços abraçam, e nunca se sabe se são seguros.
Isso faz pensar, faz os pés ficarem cansados, mas nunca desanimados.
A clareza de uma água, nunca será suficiente para refletir que palavras ditas, nunca voltam.
Em madeiras são pregadas diversos pregos, assim são frases arquivadas na mente.
Que tal retirar um prego dessa madeira?
Sim, é possível! Mas, a marca ali permanecera.
Seguir seguindo os rastros calorosos do sol faz do frio fixinha perto da falta de assunto.
Saber lidar com semblantes que nunca se sabe qual ser sincero faz parte e é importante. Vamos ter maldade?

Mas, qual maldade é pra ter?

Nunca se sabe!

...

Ah! Nunca se sabe?



(Sabrina Receputi)

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Nada de castelos de areias




Às vezes os pensamentos ficam tentando desvendar mistérios que só a gente sabe que acontece na calada da noite ou ate mesmo no raiar do dia.
Quanta gente perdendo o mel de uma união sadia, quanta gente se aquecendo no vapor do amor que chega a dar ate insolação.
Qual será o amanha de um coração completamente apaixonado hoje?
É lindo sentir essa energia boa que bota pra ferver tudo o que ha de bom no caldeirão do amor.
O coração acelera e bate forte, feito um bumbo na quadra do salgueiro ou na avenida fortalecendo o arerê da alegria.
Gostoso quando os olhares deixam transparecer a paz em estar juntinho independente da hora, do local.
Quando uma semente vira um fruto saboroso, quanto mais a boca sente o gosto, mais o fruto se torna macio e doce, deixando salivar de vontades.
Flores encantam essa noite que já vem vindo acompanhado de uma linda primavera, os pássaros cantarolam a melodia da sedução ao ver o sol surgindo por entre as nuvens, radiante e sorrindo, esquentando a alma.
Desejos se misturam e se fortalecem cada vez mais, chega a dar calafrios. Sinta!
Em uma época difícil de relacionar, afinal muitos por ai apenas vivem a atração, nada sentimental, um castelo enfeitado com diamantes é construído. E nele, não ha Rainha ou Rei e sim duas Princesas com um mesmo ideal.
A liberdade de expressão esta no meio de nos e muito mais a liberdade de amar seguindo os rastros da paz em dizer: Vem comigo!
Basta sentir o aroma que esta no ar, é de cereja incrementando a doçura de uma paixão dengosa.
Só se constrói um castelo de areia quem não tem noção da maldade dos ventos, aqui o especial é que esse castelo passa longe do imaginário, pois é de aço e muito real!
Saber curtir cada momento ao lado é respirar naturalmente sem receio com a poluição que muitos adoram fazer em nosso ambiente.
Quando a gente menos espera, o que eram dois se transforma em um só ser.

Isso tem um nome: Cumplicidade.


(Sabrina Receputi)

domingo, 10 de outubro de 2010

Vale muito se proteger




Uma saudade que tem a capacidade de dominar pensamentos, trás um recheio especial em uma relação que deixaria no ar uma interrogação se essa saudade não batesse.
Acredita-se em várias maneiras de amar alguém, mas quando é de corpo e alma, quando é natural cada sorriso trocado acompanhado de um olhar, não tempo preço.
Apenas tem a contagem regressiva de reencontrar novamente esse ser, de poder dizer o quanto foi boa essa distancia para que justamente possa ver que não é apenas um namoro qualquer.
O tempo se torna inimigo por estar longe de quem se gosta, e passa a ser observado para que os dias passem logo.
Muitos adoram a distancia para usufruir da “sacanagem” dentro da relação.
Acho tão bonito além de interessante, uma satisfação dos passos que serão dados.
A confiança nasce assim, com pequenos gestos. Muitos ignoram o mais importante, sendo a clareza entre duas pessoas. Acham que realmente está na moda uma traição, uma mentira, mas sempre se esquecem do amanhã.
Uma solidão dói e arde mais que um fogo!
Valorizar o próximo é se valorizar junto, na mesma intensidade.
Acredito mesmo naquela frase antiga, sendo: “Quem ama, cuida”.
E cuida mesmo, ou vai dizer que quem ama não está nem aí?
É gostoso quando uma energia positiva nasce e faz com que passos seguem somente para frente, sem ter um porque de pensar em uma pedra que machucou esses pés que pareciam cansados de tentar seguir.
Guardar um amor para alguém especial é algo delicioso, o coração bate forte.
Existe acontecimentos que fazem os pensamentos levitarem de emoções, desenhando nos lábios a vontade enorme de beijar e dizer: Eu Amo Você!
A gente nunca sabe como agir quando percebe estar gostando de verdade, mas não tem porque procurar um por que e sim vive e sentir no fundo da alma essa paixão macia e doce.
Repartir um sentimento puro é degustar o melhor fruto da vida.
O silêncio faz do viver uma maturidade maior de pensar e agir certo nas horas certas.
Os corpos se misturam de diversas maneiras com apenas um toque, isso é impressionante.
Os olhos se entregam, basta olhar.
A vontade de estar perto é delícia demais para quem sabe sentir isso a flor da pele.
Não vamos julgar o amor incapaz de trazer felicidades, só trás infelicidade quando não se entrega com verdades.
Hipocrisia ignorar algo dengoso assim.
Sei que é raro um amor que se resume em paz, mas não temos que dar valor à inveja daqueles que só pensam em atrapalhar e sim mostrar que não está nem atrapalhando, por ser tão forte o que está sendo construído, como uma barreira de aço.
Ser fã de um querer benigno é ser cultivar bem estar, sempre!
Apagar os que fazem o mal é a melhor coisa do mundo!

Vale muito se proteger!


(Sabrina Receputi)

sábado, 25 de setembro de 2010

Eternos Apaixonados




Porque que quando estamos apaixonados, tudo parece diferente?

Veja bem:

O sorriso se transforma em gargalhadas.
O céu ensolarado se torna uma tocha que faz desse sol um coração.
A gente conversa ate com formigas e pula canteiros por tamanha emoção. Faz da chuva um cenário de amor, faz da fantasia realidade.
Acorda só para ver o outro dormindo, agrada ate por pensamento. As estações parecem se transformar em uma só.
Basta estar perto e não fazer nada que tudo é bom.
Coração bate forte, as mãos suam, a voz estremece, os olhos procuram nas ruas, pensamentos pensam por onde andara...
Sintomas entregam uma paixão que faz do desejo uma pimenta tamanha.
Ser um eterno apaixonado não é nada ruim.
Ser criativo é curtir cada segundo e mesmo na distancia, não deixa cair à freqüência dos apaixonados, permanecendo conectados.
Porque muitos temem em dizer que uma paixão não caminha com o amor?
Claro que sim.
Preferem aceitar que um amor é rotina, é tristeza.
Se sentir apaixonado faz bem pro ego, pra pele, pra vida e acompanhado do amor é melhor ainda. Basta saber dosar e sentir cada instante.
É como saborear um bom vinho que aquece que empolga que incendeia acompanhado com goles de água. Comparação fácil para um bom entendedor!
A paixão nunca deve perder o seu foco, as suas chamas.
O amor é companheiro dos melhores momentos tranqüilos.
É como a tempestade junto da calmaria que a agasalha.
Bobos são aqueles que se afogam no pior e se englobam no sinônimo de amar que dizem ser sofrer.
Enquanto isso, virem cambalhotas de alegrias aqueles que sabem viver em paz como eternos apaixonados, prontos para o melhor sempre ao lado de um grande amor acompanhado de uma grande paixão.

É raridade, mas existem pessoas assim.

(Sabrina Receputi)

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Baú de um HD pessoal



Futricando em arquivos, uma imagem real se revelou e é notável a pele macia feito um pêssego aveludado.
Traços são gravados em flashs em sigilo absoluto.
Os olhos brilham feito as estrelas no céu da boca que com lábios carnudos, sorri sem parar com o sorriso mais gostoso do mundo!
Dentes brancos feitos nuvens de algodão transmitem a paz e a pureza de uma água cristalina.
Fotografias recortadas, outras em preto e branco, envelhecidas talvez, mas cada uma com um potencial e um brilho nada comum.
Em cores tudo vira um arco-íris na minha mente e a sensualidade fica arquivada nos flashs que iluminam toda essa beleza que mais parece um anjo.
Pôses revelam uma suavidade inigualável.
Sim, um lindo esboço passeia nos pensamentos de quem admira esse momento e sente nos póros um arrepio profundo.
Suas qualidades não escondem o seu glamour que se encaixa no horizonte dos meus sonhos.
O toque parece uma pétala a se soltar dançando assim no vento.
Luzes destacam um rosto marcante e com os olhos de bolas, olham para mim através de uma simples fotografia.
Não importa o formato, mas essa imagem não se cansa de me assaltar e não importa como ela me revela e me entrego cada vez mais nesse filme que passa quando chega à saudade.



Essas imagens se juntam e não se apagam do baú que minha mente fez só para guardar essas fotografias que só os meus olhos fotografaram e fotografam, arquivando todas
em uma pasta secreta em meu HD pessoal.


(Sabrina Receputi)

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Receita apaixonante




Um frio arde por dentro fazendo perder o ar por desenhar no pensamento cenas envolventes, que fazem chover pingos de sedução.
Uma conquista ainda maior é revertida com apenas uma musica que faz do imaginário um palco com inúmeras apresentações delirantes.
É possível sentir como seria estar bem perto e fazer acontecer tudo isso em um passe de mágica. Chega a tirar o sono!
Melhor não imaginar mesmo e sim sentir cada instante.
Na boca vem o gosto do beijo que faz da vontade refém do prazer.
Uma fantasia entre duas pessoas surge assim, no meio de uma doçura coberta com uma deliciosa calda de chocolate.
O mel que recheia todo esse encanto, abelha nenhuma é capaz de produzir!
É uma receita apaixonante que deixa o coração em um segundo palpitando mais que todas as baterias juntas em pleno carnaval e dança de acordo com esse ritmo que embala o pensamento e canta baixinho bem ao pé do ouvido com um simples vai e vem.
A vontade de abraçar aumenta e faz surgir um grito que vem de dentro, abalando toda a estrutura, trepidando de desejos incomparáveis.
Uma paixão assim protege todo o amor que esta no ar e faz gostar um do outro cada vez mais.
Ser sincero transforma a relação em um parque de diversões, onde a emoção em estar junto nunca acaba e a atração se torna fatal.
Amar é se entregar e o conjunto que o acompanha são gostosos demais, da até vontade de morder.
Basta cuidar e viver com carinho, com paixão, com amor compreendendo a liberdade dos pássaros que se apaixonam pela arte de se sentirem livres para amarem com verdades.

"Feche os olhos, sinta o quanto esta próxima, sinta com as mãos o corpo que dança vagarosamente.
Pode ser que verá tudo isso, mas antes, respire e sinta o perfume que toma conta do ambiênte.
Passeie as mãos e abra os olhos lentamente, observe o quanto é real cada batida que faz esse corpo remexer tranquilamente.
O que esta por baixo dessa fantasia é segredo.
Cuidadosamente, o calor toma conta e penetra nesse corpo que pertence a um desejo duplo, puro e único. Palavras se perdem e se encontram em uma excitação ilustre que embala esse momento..."


Obs. Uma história secreta nunca deve ser desvendada assim e sim deve ser vivida para sentir na pele o gosto que tem!

Uma fada reina em nessa primavera embreaga as flores com o suor que sai do sol.

(Sabrina Receputi)

domingo, 19 de setembro de 2010

Os "5" sentidos da paixão




No caminhar de um desejo, dois corpos se encontraram e lançaram simultaneamente com os seus "arcos e flechas", uma flecha certeira em chamas de uma paixão que ate então, parecia nunca acontecer.
Olhares não negam a sintonia que acalma a alma e que quando estão conectadas, se tornam uma energia só por tamanha cumplicidade.
Claro que todos sentem na pele os "cinco sentidos" que fazem parte de cada um, mas quando se trata dessas duas almas, se fala em magia, em encanto desabrochando em plena primavera desfazendo os temporais.
Um jardim esta a brilhar dias apos dias, germinando um calor muito mais ardente que o sol.
Em uma altura tamanha, o primeiro beijo foi carimbado em uma linda estrela guia.
A lua na grandeza desse céu, apenas enfeitou o cartão postal que arquivou um dia especial em dois corações.
Nos cinco sentidos dessa paixão, o cheiro se torna único, o toque simplesmente irresistível, o gosto com um sabor de flamboyant, os olhos observam tudo e a audição escuta sussurros e palavras secretas que causam arrepios.
Assim é uma conquista sem pressa!
O prazer vem em clima de furacão que arrasta tudo e faz loucuras para mostrar que está presente.
A sinceridade abafa qualquer medo e a solidão passa longe, em um local desconhecido. Imagine você, observando um deserto dando a luz a uma bela orquídea... Parece impossível, mas basta estar preparado para deixar essa semente fazer moradia.
É bom ter a sensação de estar ocupando um pensamento, sendo que esse alguém pode estar ocupando o seu, na velocidade de uma bala. Nada mais especial que amanhecer e ver ao lado um amor absoluto, doce. De fato, não existem palavras para explicar quando alguém chega chegando, apenas vale muito mais sentir e ao beijar, deixar que os cinco sentidos façam o resto.
Porque é o que sempre digo aqui: um verdadeiro beijo não se beija, apenas se sente!


(Sabrina Receputi)

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Nada de distancia!




Existem inúmeras maneiras de se abrir, de se entregar.
Existem varias maneiras de amar, mas a melhor maneira é aquela que vem do nada e conquista com carinho não só a flor como todo o jardim.
A calmaria das águas reflete a transparência de um sentimento gostoso.
Atenção é uma coisa que jamais pode faltar entre duas pessoas que se gostam e uma indiferença então, melhor nem tentar.
Não tem coisa mais gostosa do que olhar nos olhos e dizer: "te quero muito"!
Acredito que todo relacionamento tem o lado "A" e o lado "B" da questão e é claro que o dialogo faz parte para que justamente não crie forças para o ruim.
É obvio que quem ama cuida e um impulso pode colocar tudo a perder em um segundo.
É interessante pagar pra ver?
-Não!
É bom demais gostar sem medo!
Insegurança não esta com nada! Confiança sim está com tudo!
Ciúmes aparecem, é até bonitinho.
Mas, jamais vale à pena viajar na imaginação de algo sem ser crível.
Momento bom ao lado de quem se gosta é raridade para muitos e só quem sabe o que é razão, se entrega com o coração!
Não da em nada brigar com o "mundo", jogar fora quem se gosta por coincidências que a vida oferece justamente para testar um sentimento e amadurecer o que esta fluindo. Sentir e viver cada segundo sem atravessar a barreira da realidade, invadindo um desenho animado sem fundamentos é o ponto "G" de uma relação.
Pés no chão para caminhar e voar livremente para onde o coração mandar é tão bonito. É bom dividir cada momento bom ao lado de um amor que a cada dia aumenta mais e mais feito uma arvore germinando seus frutos com um belo sabor, basta sentir a doçura de viver em paz.
Algo raro e leve transforma tudo em algodão doce e em cores.
Estar de bem com a vida, é estar sadío e preparado para tudo e todos.
sinceridade é tudo independente da forma, da cor, da beleza e palavras ditas não voltam nunca.
Fantasiar, planejar um amanha é positivo e a reciprocidade faz o bem.
Quem nunca rabiscou nos muros um coração por estar pensando em alguém?
Quem nunca subiu no alto de uma montanha e contou para todos a alegria de estar junto com um simples berro?
Evitar a duvida e ser claro é saudavel.
Climas fechados, não trazem o sol se focar nas nuvens negras sem pressa de ir embora das marés.
Se conhecer e se entregar é uma aula de convivência.
Faz parte um sorriso aberto e aquele que às vezes também nem sai.
Fotos mostram a felicidade estampada com um simples flash.
Não vale a pena esquecer, seria bobagem pura!
Por isso existe uma frase, sendo: "Nada de distancia!"
Colo que aquece, beijo que encaixa, toque que arrepia, corpos que se misturam.
Tudo de modo natural não se acaba ao ponto de explodir com si mesmo, se machucando e machucando quem está envolvido.
Afinal, o amanhã existe e é de se imaginar que ele pode vir mal intencionado quando o impulso age sem parar, sem observar e sem pensar.

Um carinho vale muito mais do que algo ruím que só vem para atordoar e desesperar o pulsar que marca cada batida de um coração que só pensa em estar perto.


(Sabrina Receputi)

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

O destino esta nas mãos dos que sabem seguir




Existem palavras que tocam profundamente o nosso dia a dia.
Algo que não se sabe ao certo de onde vem, mas chega a ser mais forte que um furacão que arrasta todas as palavras do dicionário deixando apenas o silencia.
Talvez por tamanho elogio ou ate mesmo palavras ruins tudo acontece.
O sino que toca agora nem é o das 18 horas avisando à hora da Ave Maria. É o sino que vem de dentro e que alem de tocar, comove avisando o momento exato de uma partida ou chegada. Nunca se sabe! É hora de o dia acordar, é hora do trançar dos passos que passeiam sem rumo, mas que sempre chegam a algum lugar enquanto outros saem. Nada se perde ate o momento em que se encontra o que parecia estar perdido.
As ondas que chegam à beira da praia, deixam somente em um corpo o sal que limpa todo esse mistério simbolizando a paz corporal e sentimental.
Nas areias de uma estação qualquer, um coração foi desenhado com apenas um palito e em letras de formas cifras deram o ar da graça. Coisas que só quem esta envolvida, sabe. Tudo faz valer à pena e a hora é sempre o agora!
No radio toca uma canção que mesmo com a pilha fraca, uma sensibilidade é sintonizada em pura emoção. Sinta a vibração!
Um chute pra vida é um gol certeiro pro futuro. Cedo ou tarde, seguir é o caminho tranqüilo da certeza.
Não se maltrate pelo o que não o pertence e sim busque o que o destino o reserva, sempre!
A vida é só um berço da liberdade de escolha.
O destino esta nas mãos dos que sabem seguir...


(Sabrina Receputi)

Assim se segue, em um desabafo sem fim!

Com os pés descalços, as marcas vão sendo cravadas no peito de quem ama, ate a areia sente cada momento, como palavras ditas que certamente não voltam mais.
Na grama, uma ventania embala uma tempestade que já vem chegando, os trilhos deslizam bem o peso que por eles passam meio que desgovernados.
Pessoas vazias preenchem o planeta e o frasco também esta por um fio, com uma única gota a exalar todo esse perfume. Odor que arde o cheiro de quem sente, é muita poluição mental. Políticos, Ladrões, Marginais por toda parte, se protejam!
Rios que cortam o coração deságuam na escuridão de um infinito que ninguém sabe qual é. Asfaltos gastos e os sapatos nem suportam mais andar sobre essa sujeira, estão mais gastos ainda!
Arvores de verdes estão negras por tamanho fogaréu.
Dinheiros em cofres desconhecidos e coitado daquele que leva a vida com ganância.
Felicidade blefando o sorriso dos que nem conhecem o amor.
Fácil demais atingir o patamar em plena "putaria", difícil ser visto com bons olhos ou ate mesmo permanecer no glamour da ilusão de ser grande.
Um dia a casa cai e que sobrevivam os bons, porque de espertos o mundo esta farto. Nunca se sabe quem é o vilão ou o mocinho e não sou eu quem vai dizer.
Cada um que faça a sua parte e que os superiores honestos, fiquem ligados! Na vida é importante ter conhecimento e ser sábio. Esses dois conceitos não caminham bem separados.

Assim se segue, em um desabafo sem fim!

(Sabrina Receputi)

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Nem é ruim viajar no tempo...


Veja bem!

Uma correria acabou de passar por aqui, mas quem era?
Uma voz respondeu:-
É o tempo tentando se safar das horas que o perseguem.
Mas, para que? Ele não vai parar!
E mais uma vez a voz responde:
-É eu sei que não ira.

No meio de tantos segundos, os minutos vão criando maturidade e daqui anos e anos, nota-se que o tempo já foi um segundo cravado no peito junto do pulsar e em forma de um único ponteiro.
Na matemática da vida, tudo se multiplica ou se perde nas equações de um grande amor.
Olha! Já são seis horas da manhã!
Agora, falta pouco para que o dia anoiteça e nem foi solto o gabarito da prova de fogo de hoje, onde dois corpos podem tudo e assim se transformarem em um só, se tratando de uma igualdade sentimental.
O clima parece esquentar em um segundo!
Opa! Faltam 10 segundos para o bonde que já vem vindo, não vale deixá-lo passar por mais atrasado que esteja ou adiantado.
Os segundos estão por toda a parte, marcam ate o tempo da musica que marca esse momento.
Os olhos piscam em menos de meio segundo e o tempo permanece em erupção com o que esta ficando para trás.
Nas somas da ilusão, tudo complica e na realidade se tem um resultado exato nas conseqüências que muitos pagam para ver.

Tudo se resume em números?
Quantos anos você tem?
Que horas vai chegar ou partir?

Ao olhar para o calendário, tudo isso se explica e a idade amadurece dias apos dias nas contas da vida.
O inconsciente trabalha por nós no cronômetro imaginário.
Pare não!
O amanhã vem a galope em seu cavalo branco que consegue ser mais veloz que um querer.
Desejos são resultados de uma vontade guardada a sete chaves e o segredo só é desvendado com raios ultravioletas que sai do corpo queimando ate a alma.
Vamos sorrir, vamos brincar!
Marcando o tempo se conquista um território jamais tomado por alguém, sendo o "eu" que existe dentro de cada um de nós.

Agora, quanto ao tempo, deixe que ele se resolva com todos que o cercam.

Nada é por acaso e dentro dos parâmetros naturais, cada um tem aquilo que pertence.

Nem é ruim viajar no tempo...


(Sabrina Receputi)

Vai alem do imaginário!




No meio de tantos aviões a cortar o céu, encontram-se duas borboletas a seguirem a ventania que assopra de acordo com os pássaros que cantam repletos de fissuras. Freneticamente, embalam a natureza que cobre um desejo com belos sonhos ao anoitecer.
Orquídeas podem até surgir em um solo que se encontra preparado por estar revertido com placas de boas intenções, basta usar do canto, um encanto para que as coisas aconteçam vagarosamente.
Desafios são atravessados a cada dia e um noticiário interno, permanece antenado no glamour de se entregar com carinho e de maneira natural.
Olhos ligados no canal da paixão que arde ate a alma.
Se fica longe por 5 segundos que sejam, uma saudade faz surgir no céu uma constelação de desejos.
Charmes chamam a chama que se acende mais e mais ao olhar nos olhos.
Nos pensamentos, surge uma moradia sem pedir licença e esse lance de frescura sentimental nem acompanha o raciocínio.
Faz bem viver uma calmaria dessas que gruda feito um grude ao se encontrarem nesse céu azul de felicidade.
Claro que o perigo existe, não é legal sobrevoar acima dessas nuvens que, um nome desenha com penas douradas de belos canários apaixonados.
Pode ate voar, mas de forma visível e crível em meio à multidão.
Provocações negativas não fazem parte desse “menu", basta acionar o automático e observar somente o que merece ser acionado, afinal, se tudo esta acontecendo, é sinal de que o "start" foi apertado há dias atrás.
Um tiro certo acertou um lugar que não é tão fácil chegar, nem adianta explicar e sim sentir é o melhor além de ideal.

Palavras são ditas e ouvidas com atenção, assim é de se esperar, sempre!

Vai alem do imaginário!

(Sabrina Receputi)

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Saber estar presente é tudo!




Pensando bem, imagine você com uma vontade enorme de seguir um satélite e nele viajar em um infinito de beijos, onde as estrelas serão cúmplices dessa coisa rara que esta solta no ar, como um raio da paixão.
Outra vez, as palavras surgem e com os dias que estão passando, algo muito bom esta zelando essa magia.
Luzes que iluminam a alma clareiam toda a cidade.
Do sol, vem uma quentura que nem as nuvens são capazes de acalmar e se chove lá fora, será só para incrementar este cenário cobertos com cetim.
Cada rosto tem o seu contorno e o especial de tudo, é olhar nos olhos, é sentir que um anjo tem mesmo lindas asas para abençoar e proteger as abelhas que fabricam todo esse mel com carinho.
O mais interessante, é explorar da realidade somente o bom.
Não seria nada mal viajar, dando assim uma volta nos mundos que se unem mentalmente. Nesse lance de tudo o que se planta colhe, porque não pensar no bem e plantar flores que dão frutos de sinceridades?
Uma confiança é essencial, quem não sabe disso?
As saudades estão conectadas na paixão, não esta tendo como negar.
Com os pés no chão, se pode voar para onde quiser.
Os sentidos são sentidos se sentir os sinais com sabedoria! Não ha nada que faça desandar, a intenção é boa.
O macete é entender, deixar acontecer livremente e correr para esse satélite a 220 por hora.
Que tal buscar das brasas, as chamas que chamam por essa constelação mista de prazer e alegria?

Saber estar presente é tudo!

(Sabrina Receputi)

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Deixar estar é deixar acontecer...




Toda forma de se expressar, carrega por trás, um nome, um porque, enfim, um motivo.
Infeliz aquele que não sabe se quer o significado de um sorriso e feliz todos aqueles que entendem ate mesmo um risco em um pedaço qualquer de papel.
Letras interpretam a correria quando escrita de banda e muitas transmitem a calmaria coberta com uma leve paciência de passar informações.
Sussurros de saudades avisam o trem que já vem vindo e trazendo consigo um caminhão de coisas boas.
Um par de olhos redondos penetra em um intimo que soletra em letras "MAIUSCULAS" uma alegria de um encanto que insiste em se encantar.
Musicas que tocam, vão marcando os momentos que passam e quando essas energias se encontram, se transformam em carinhos sintonizados em uma Estação Lunar, onde o sinal não se perde.
Torna-se "receptiva" essa reciprocidade em pauta e em alta.
É bom sentir que existem as boas intenções e ser participativo é essencial.
Para quem curti arriscar novos horizontes, basta querer perto o que faz o bem.
É muito bom admirar os pássaros, eles cantam e dançam no vento.
Por tantas voltas que o mundo da, é delicia perceber que sempre chega a hora de estar e de apertar todo esse querer risonho.

Pensamentos vagueiam em uma única direção juntos de um abraço pronto para ser lançado.

Deixar estar é deixar acontecer...


(Sabrina Receputi)

domingo, 15 de agosto de 2010

Sentir é questão de sensibilidade.


A cada dia que se vai, momentos vão sendo vividos, além de sentidos, cada um com a sua forma e, olhar ao redor é o “X” da questão.
Claro que existem aqueles que adoram freqüentar a vida dos outros e nem fazem uma moradia certeira, o que também faz parte. Mas o melhor de tudo é esbarrar no meio do “nada”, com palavras doces e uma pergunta que se escapa como se fosse uma magia. Com isso, sorrisos se esbaldam no meio de uma pista repleta de confetes a cair sobre esse querer.
Existem também aqueles que adoram tentar estraviar relações alheias.
Basta confiar!
Seria muito pior ficar trancafiado com rosas já mortas e jogadas em desertos solitários, mas basta amar a vida e dizer “sim” ao bom que vem com o vento.
O dia-a-dia faz do hoje, muito mais real e curtir os momentos de felicidades é o melhor que está tendo, acredite!
Desejos se misturam devagar, onde a pressa nem faz questão de aparecer, independente do amanhã. O bom é que de fato o hoje está sendo sentido em plena ousadia de trazer bons fluídos. Tentador, não?
Às vezes nem parece ser verdade essa forma especial de curtir esse sorriso que vem envaidecido com um belo par de covinhas e que fazem questão de desenhar um rosto feliz.
Na vida, temos que deixar acontecer belos verões e invernos. Só assim que se conquista o paraíso, com sinceridade e capacidade de fazer acontecer!
Dizem que quem inventou a saudade é maluco e covarde com si mesmo, mas veja bem:
Isso não é gostoso?
Ah é! Faz ter “liga”, se é que entende o lado saudável da coisa.
É bom quando vem a vontade de estar acompanhado com o poder estar.
Perambular pelas ruínas do não saber se resume em não querer uma realidade de sonhos, que apenas fantasiam máscaras. O interessante é juntar essa realidade com a fantasia e assim cantar livremente ao sentir a chuva molhando os olhos que admiram todo esse sabor.
Abrace, beije, fale o que quer dizer... São coisas importantes e o principal é: fazer por onde ser real, para que a reação seja recíproca na mesma altura e sintonia.
Sentir é questão de sensibilidade.
Não há nada mais bonito do que cuidar para ser cuidado com carinho.

Atenção é tudo, tanto em uma amizade quanto em um relacionamento.

Boas energias é o que se deseja e se espera!

Eu desejo e espero...



(Sabrina Receputi)

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Os olhos sentem, quer ver?



Avistando um horizonte, se ouvia uma cigarra a cantarolar versos sombrios em sinfonias de paz.
Até os sapos dançavam na garoa que caía naquela hora.
No meio de um silêncio de um frio a queima-roupa, era notável um aquecimento com um simples beijo que poderia acontecer a qualquer momento.
Até a Lua se encantou com a melodia.
Beijo que despertou uma curiosidade de sentir mais e mais ao ser beijado.
Vaga-lumes a piscarem em um ritmo gostoso onde a noite estava só começando.
Não tem coisa melhor que compartilhar uma sintonia que dá para perceber uma combinação, e com isso, nada como deixar fluir como uma valsa.
Poemas vão sendo elaborados vagarosamente e um deles nasce no meio de um deserto após a meia-noite, do nada e cheio de mistérios.
O coração bate de acordo com o agora e isso não é nada fora do normal.
Risos soltos pelo ar, mãos a passearem, até que tudo se misturam ao poucos.
Cores acesas que simbolizam uma tranqüilidade em constelação.
Uma conquista é algo precioso em uma relação, independente de um amanhã, pois se torna o momento de saber ser o que de fato é, e assim conquistar com carinho e sem pressa.
Tudo se observa e observando, tudo se nota. Fato!
A calmaria faz de uma ventania, um bebê inocente e abraça sem pensar em largar o que de fato é bom, mandando o ruím para longe.
Faz bem dar valor aos pequenos momentos, sorrir com os olhos, tocar com delicadeza e ser firme nas horas certas.

As horas precisam voar mais de vez enquando, para que sempre chegue o amanhã e assim saciar o que deseja, agora...

Os olhos sentem, quer ver?

"Inspirações vão sendo expostas e os segredos vão sendo entregues".


(Sabrina Receputi)

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Sinta o respirar da vida...




Alguém já reparou que na construção de um edifico, não é difícil erguer o que deseja dentro dos parâmetros de um querer?
Um condomínio de boas companhias pode ser elaborado suavemente e não tem essa de olhar para o céu só quando ele tiver acompanhado de lindas estrelas. E as árvores que vivem cada momento das estações, cada hora de uma forma?
Um momento sozinho faz bem, também!
O Ego de bem com o alto estima, da nisso, um belo prédio repleto de janelas para observar o vôo das gaivotas a jogarem as suas penas lá de cima e o rodar das rodas que se passam por aqui.
Esse designar estrutural, trás olhares curiosos, onde ficam nas expectativas de descobrirem um mistério que contagia a vizinhança.
Tempo bom é tempo que passa junto de passos que presenciam o presente e o passado ou ate mesmo o futuro.
Sentir cada instante é saber apreciar o gosto e o sumo de uma fruta que chega a molhar os lábios. Degustar palavras é prestar atenção em pequenos detalhes das pequenas sílabas.
A minoria samba de acordo com o batuque de um instante, digamos o agora.
Muitos não compreendem um beijo de "banda", sendo que é a melhor parte do filme que se segue.
Não sei não, esta tudo virando de cabeça para baixo e a montanha russa nem esta funcionando ou eu sou a o "loop" que gira e gera a ansiedade de viver?
No encanto de um canto, tudo pode acontecer flutuando de encontro com o vento que alisa o um corpo que observa.
Sinta o calcanhar passando pelo chão, que fica para trás junto das horas que vagueiam segundos e segundos nos mesmo tempo, tudo vai valendo a pena, ate mesmo os erros que constroem aquele edifício enfeitado com glacê de chocolate.
A vida é doce e o amargo é só para contrariar.
Observem a doçura de uma goiabada com queijo, eles se adoram e combinam.

Sinta o respirar da vida...


(Sabrina Receputi)

domingo, 8 de agosto de 2010

Enfim, que tal um café acompanhado com boas notícias?




É muito bom quando do nada aparecem palavras que fazem parecer como se já o conhecesse há séculos certo alguém. Curiosidades de formas espontâneas vão sendo expostas e jogando suas deixas ao vento. O lance é saber pescar!
Conhecer alguém não é da noite para o dia, mas esses princípios são muito importantes, pois mostram detalhes que depois passam a ser despercebidos, o que é uma pena.
O fato de observar cada detalhe é algo que faz parte, mas e quando você descobre que é observado, faz surgir um ar de curiosidade ainda maior por aí...
Em sua hora tudo acontece e as surpresas da vida são só detalhes que mais uma vez muitos não reparam. É sinal de que hoje em dia está havendo uma falta de conteúdo sentimental que dá medo, mas o bom é poder sentir o bom e se sentir no meio de algumas raridades, já que hoje em dia muitos desejam o imperfeito e não acham interessante conquistar alguém “perfeitinho” nas intenções.
As horas vão passando e os pensamentos vão desenhando os desejos guardados bem devagar, só para que sejam notados na calmaria de uma tempestade que pode ter acabado de cair ou nem vai mais cair, pois o céu está aberto.
Vontade de um encontro, mas para que pressa? Sinta o aroma das flores. Que doçura!
Vontade de tudo! Mas, para que falar? O olhar já faz esse papel em seu momento certo.
O "ontem" deixou saudades de um assunto que terá continuidade e quem sabe "hoje", prevendo assim um "amanha" tranqüilo e ansioso por um beijo, pode acontecer uma organização geral? Mas, para que prever? Melhor nem fantasiar e sim fazer acontecer no caminhar da carruagem que está passando em minha rua agora, sim eu consigo avistar da minha janela central que dá claridade em todo o coração.
A gente sabe que nada é mesmo por acaso e também se soubesse não teria porque ficar falando nada.
Observem os sinais, esses são importantes.
Sempre direi sobre esses sinais para que saibam ser o que é.
Enfim, que tal um café acompanhado com boas notícias?



(Sabrina Receputi)

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Dias, semanas e anos...




Ao sair pelas ruas, cortando avenidas e virando esquinas, surge um pensamento bom. Observar que "hoje" é segunda-feira é sinal da existência de um inicio, sem ter que pensar em um meio ou fim, afinal esta tudo só começando e pronto para ser vivido.
Sentir que a terça-feira, pode ser melhor que o "hoje" que na verdade já se tornou “ontem”, então para que reviver o que já passou?
Só vale lembrar e sentir que uma rotina não esta com nada e faz muito bem inventar sempre um novo amor, uma nova paixão, um sorriso de banda quem sabe, tanto faz... Mostrar o diferencial de saber seguir é ser guiado por si mesmo. Quarta-feira chega com os pés fincados no chão, é dia de colocar na balança tudo o que aconteceu ate aqui. Sinal de amadurecimento consigo mesmo, fruto do tempo.
Em um piscar de olhos surge a nossa quinta-feira repleta de surpresas para o que esta por vir ainda mais. Dia de contagem regressiva para algo que está por vir e a gente nunca sabe.
Agora sim, a melhor de todas as rosas se abriu, chegou à querida sexta-feira.
Juro que a vontade é gigante de convidar os amigos para um café ou para uma cerveja. Afinal, nunca se devem esquecer os amigos, num é mesmo?
Coração bate forte, doido para entrar no ritmo da madrugada adentro e sonhar a vontade.
O cotidiano é essencial para quem sabe agir de acordo com cada dia que se acorda e se dorme.
Final de semana se resume em paz! Em festa com o intimo da gente.
Imagine você vivendo e sentindo cada dia do ano que se vai, feito uma folha de um caderno que se vira apos a meia noite.
Dias de chuvas, dias de sol acompanham a semana de um por um e não existe um inicio certo para que se tenha um final “errado”.
Tudo acontece com uma lógica. O trajeto é longo e com paciência tudo se encaixa a sua maneira, basta observar e ter calma.
Dizem que tudo se cria, se copia, mas nada disso faz sentido.
Só tem sentido caminhar com as próprias pernas e ter a capacidade de criar e inventar para que te observem dias, semanas e anos...

(Sabrina Receputi)

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Nada como ceder o braço e dizer: - Vamos?




Em uma linda magia, surge uma fada onde uma mágica é concedida com sua varinha de condão e acerta uma esperança a brilhar no infinito de uma boca que escondia um belo sorriso. Não importa se um dia um cometa desgovernado se perdeu, o melhor é a chegada de uma nova estrela a tomar conta de uma noite que até então se encontrava preta. Algo tão leve, sem pressa faz do redor ser mais real nesse misto de prazer e fantasias.
Viver apenas com palavras soltas pelo ar não são quase nada ou realmente não são nada!
Sem querer, sempre se começa algo interessante seguindo a intuição de um mestre, conhecido como “Time”. Ser feliz é não ter medo de se envolver e nem andar no que não existe, pois pode cair no primeiro passo!
Um cristal é lindo de se ter, de cuidar, de apreciar. A partir do momento em que ele se trinca se quebra, já era, nem da! Magoas surgem, sonhos se apagam e não ha cola que junte tudo isso que um dia se torna resto.
Por isso, dar valor a cada gesto e momento é o poder de uma vida bem lembrada em um amanhã. Sem remoer passados, sem construir intrigas irrelevantes.
Estar disposto a assumir o que se quer é primordial.
Se esconder atrás do medo formando uma mascara é o pior de um caráter.

Nada como ceder o braço e dizer: - Vamos?

Fazer acontecer um sentimento sadio é a alma do gostar.

Deixar que as flores invadissem o jardim é tão bonito.

Ser um beija flor de uma única rosa é o ato mais especial de um ser humano.

Sem pressa viva e com pressa nunca abra um espaço para o que não existe!

É lindo sentir de perto as flores se amando no meio de tantas cores e espinhos, o que fazem parte da vida.


(Sabrina Receputi)

Juntos!




É muito bom sentir um arrepio ao se entregar para um oceano profundamente.
Fantasiar borbulhas de amor e conquistar uma linda sereia que disfarça toda a sua sensualidade com sua calda a nadar ate o seu porto seguro se torna um desejo.
Peixes cantarolam e batucam nas casquinhas dos siris, só para almejar toda essa vontade. O silencio marítimo nem é quieto, afinal é de se ouvir todo esse balanço e as ondas dançam os passinhos do vem e vai sorrindo e festejando cada flash.
Viajar nesse mar é como percorrer na melhor parte do corpo da natureza e trás consigo uma satisfação recíproca. Nada de tristezas, nada de nadar para morrer na areia. Nada de nadar sem rumo. Tudo tem um sentido, tem uma calmaria onde a maresia aflora e abençoa essas aventuras secretas. Algas se sacodem de felicidade por assistir de camarote essa benção. Nunca se sabe de nada que tenha ligação com o amanha, mas o que importa? Basta nadar e se aprofundar cada vez mais.
Ate as conchinhas brincam de se esconderem nas pedras, só para causarem aflição, mas nem conseguem, pois é observado o tempo todo. Para que se preocupar em se dar sem receber? O legal é saber dividir, somar com verdades e muita cautela.
O melhor de tudo é ter a certeza que existe fogo mesmo no fundo desse mar, ardente e bem apaixonante. Em um porto seguro, existe uma sereia que seguiu a nadar e agora espera por seu anjo e sem forçar nada, uma ansiedade vem surgindo.
Agora sim essa sereia esta a cantar para esse anjo que acaba de chegar.
Juntos, desejam o amanha juntos!

(Sabrina Receputi)

domingo, 1 de agosto de 2010

Tudo tem um por que e nem tem por que discutir...




Caminhar a pé pela chuva é sentir a liberdade de seguir e estar onde o extinto pedir sem nenhuma sensação de radar.
Colocar no porta retrato momentos que passam um humor feliz de e aceitar que nada se perde e apenas passa, sendo esse o segredo da vida é o que faz do amanhã muito mais misterioso.
Em uma estrela se pode fantasiar o brilho que quiser, desde que ela realmente ela esteja ali a cintilar a sua vontade de estar e brilhar junto com ela.
Uma saudade faz tudo ser lembrado, mas o bom é que tem a vantagem de não viver de saudades e sim do que esta acontecendo agora.
Observe o relógio nesse momento, muita coisa está acontecendo e só se pode dizer que os dias estão passando muito rápidos.
Feito uma roleta coletiva, as pessoas aparecem e se vão a cada vida existente na Terra.
O bom é que nesse misto de alegria e tristezas se tem em troca a experiência do melhor.
Rever quem tiver que rever nem apresenta dor e sim mais uma vez uma lembrança do que um dia foi e agora já nem é e muito menos será.
Ai, essa vida é uma caixa de surpresas onde tudo se dança, basta deitar e rolar nessa musica que toca com um ritmo de vulcão onde tudo se transborda e se resume em paz lá no final.
Em um copo de cerveja procuram a distração, mas é em outros braços que se encontra uma nova paixão.
A felicidade não tem fim, não se deve focar na frase que diz que “nada dura para sempre” e sim que “tudo se segue com algum ponto final no infinito imaginário”.
Nos caminhos de um querer e de uma paixão um sorriso sai tão devagar que os olhos dão gargalhados em um segundo.

Você consegue ouvir?

Tudo tem um por que e nem tem por que discutir...


(Sabrina Receputi)

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Pássaros...



A liberdade de um pássaro esta em suas asas, onde as levam em qualquer lugar e enfrenta qualquer estação.
É uma aventura de se admirar, e faz viajar os pensamentos por essa imensidão, voando feito um algodão sem pressa alguma de chegar, lentamente tudo vai ficando em câmera lenta. Detalhes jamais vistos são observados por esses olhos de águia, bem lá de cima. Destino que se faz com o desejo de sobrevoar pelos caminhos mais altos da vida, sem deixar que a alta estima pouse a qualquer momento.
Os pássaros conseguem com sua praticidade de voar, brincar de colorir até mesmo o arco-íris que se vê seja la de onde for.
Se sentir por cima sem ter que pisotear é tão interessante, mas com muita calma e delicadeza os pés se encontram no chão.
Assim é a rotina desses pássaros que se vão sempre à procura do melhor e voltam repletos de historias para contar. Claro que nada é perfeito e eles sofrem com tamanhas ventanias, mas sabem ultrapassar com cautela e sabedoria.
Uns cantam alegrando a natureza que fazem até o cavaco chorar de emoção.
Uns dão sinais de alerta, afinal existe sempre um caçador sem coração que chega só para deixar uma dor e partir.
No meio de tantas núvens, existe um lindo céu azul que namora a grandeza de um mar em clima de eternas ondas, mesmo que sejam passageiras.
Paisagens que se transformam em poesias e pintam qualquer tela, desde que sejam verdadeiras.
Os passarinhos dançam no vento que assopra e às vezes até assombra a escuridão de uma noite misteriosa.
Ouçam o sentido das cífras que soam pelos tímpanos às vezes até sem pedir licença.
Basta apenas lembrar que esses pássaros podem tudo e que estão por aí espalhados com suas lindas asas, flutuando deliciosamente e pousando em belos jardins, onde a liberdade de voar é divina e bem maior.

Eles assistem de perto as noites e os dias passarem, assim como nós!

"A liberdade de seguir, está nas asas de um pássaro!"
 



(Sabrina Receputi)

domingo, 25 de julho de 2010

Um papel...




Da ponta de uma caneta se espera tudo desde que a encoste-se a um mínimo pedaço de papel, seja ele rasgado ou até mesmo em uma folha branca e sem trilhas para que não haja desvios de expressões. O importante é passar uma informação, é saber escrever o que deseja de forma correta com o português intelectual ou sem vírgulas e acentos onde se come letras e resta somente o “mais ou menos” da palavra, mas para que se importar? Passando a informação é o que interessa, num é mesmo?
Se sái “X” no lugar do “CH”, se não “IN”tende o que está escrito, aí já é melhor deixar tudo em branco como um silêncio.
São dúvidas que surgem, mas é de se entender que um papel enfrenta muita coisa errada.
Já diz a música de “TEATRO MÁGICO – Zaluzejo”, cada um tem a sua forma de falar...
Alguém já parou para pensar que com apenas um pedaço de papel pode-se dizer tudo com somente algumas letras?
Pode também escrever um testamento, mesmo que a letra saia minúscula forçando assim as lentes já que os olhos não enxergam bem mais.
Rabiscar, desenhar, sorrir em um papel ou até mesmo derramar lágrimas, faz sentido além de ser possível.
Quando alguém quer falar e não sabe soltar as palavras oralmente, a idéia vem em um papel e para quem lê, entende muito bem tudo e até responde se for o caso.
Acho tão bonito quando se entrega ao se escrever algo, independente do assunto, da forma, da hora e a gente sente quando foi escrito com atenção e vontade.
O mais legal é quando uma caneta faz pirraça e não libera a tinta deixando assim o papel acanhado por esperar tanto por um dizer, um recado ou até mesmo uma crítica.
O lápis pode bancar o durão e quebrar a pontinha evitando assim a liberdade de se deslizar sobre esse papel, seja de pão, de embrulhar carne, com linha, sem linha...
Quando se escreve com carinho, o papel às vezes se sente até envergonhado e fica rosinha e na hora da braveza se escurece todo.
Existem inúmeras maneiras de se entregar perante um pedaço de papel e uma informação é muito importante, pois quem escreve sabe que chegou a seu destinatário a não ser que resolveu desviar o caminho de um humilde pedacinho de papel evitando assim um encontro.
Melhor ainda é quando se sabe interpretar cada letra, ponto e vírgula!
Um pedaço de papel tem uma importância que muitos nem reparam, mas ele está em nosso dia a dia.

(Sabrina Receputi)

sábado, 24 de julho de 2010

"Casas"



Casas e mais casas moram la naquele morro que um dia já foi verde. É lindo de se olhar!
São tantas cores que os olhos de quem assistem se sentem afobados e desapontados.
Vigas tortas abalam uma calma em um segundo.
Basta chover para essas casas serem lembradas.
Roupas são dependuradas quase que no fio de alta tensão trepidando o sistema nervoso.
É de se entender que muitos não têm uma opção sobre onde morar, mas os barrancos e barracos são vitimas do inesperado quase sempre, basta piscar esses mesmos olhos teimosos. Favelas abusam do espaço e da simplicidade que alguns ainda carregam e apenas comandam o comando vermelho, azul, verde, amarelo, tanto faz. Não passam de cores mesmo!
Calibres ocupam as mãos daquele homem com uma aparência ate humilde, mas é de se lembrar que quem vê cara não vê coração.
Opa, um aviãozinho passou por entre aquelas casas neste exato momento, seria o Lula passando? Que nada, foi só um papelotinho sendo negociado.
Gente! Mas que carro “da hora” é esse? Ué, o proprietário só tem 17 anos e nem faz nada da vida a não ser tomar conta de uma das entradas daquelas casas com sua arma de brinquedo.
O mais interessante é que também existe um velho ditado sendo que "o pior cego é aquele que não quer enxergar".
Então para que chamar a Policia? De 100%, 80% vão vestir de fato a farda?
Está tudo invertido ultimamente. As normas são: "Que vença o melhor, meu bem"!
Alguém anima a fazer um bolão para saber o vencedor?
Enfim.

(Sabrina Receputi)

sexta-feira, 23 de julho de 2010

"the end"



Porque que surgem dias estranhos onde faz parecer tudo tão sem sentido?
O pior de tudo é que os pensamentos vagam procurando um motivo e não encontra nada ou encontra?
O bom é ter a certeza que as pernas continuam seguindo, num é mesmo?
Ops! Quantas interrogações, para que tudo isso? Melhor evitar essas interrogações antes que seja tarde demais. Já nem importa, já foi!
Esse lado temperamental da coisa da certo nervoso, mas é de se entender o que esta no intimo de um querer seja ele qual for ou como for.
Tiro como exemplo o nosso céu que hora sorri e outra chora, basta ele ter vontade de chover. Uma lagrima fez questão de escorrer, mas logo se secou.
Entender esse querer não é nada fácil, pois ele pode não falar a mesma língua. Captar um sinal é pior ainda, ele pode ser imaginário. Decifrar um sorriso nem sempre tem um significado de felicidade e sim de vontade de falar algo, mas que falta a coragem de dizer.
Lembrar do que se foi nem é pecado e pode ser que ainda tenha uma continuidade, serve até como estimulo para o melhor.
Sacar que começou um jogo é estar ligado nos jogadores.
Sinto que uma voz tamanha quer gritar e ouço que existe um alerta onde se entregar sem medo hoje em dia esta cada vez mais rara.
Às vezes escrevo aqui o que meus dedos querem digitar, mas nada é por acaso e o tempo mostra que "tempo" não existe e sim caminha junto com os dias que se vão. Observar cada palavra, gesto, faz de uma mudança muito mais notória.
Dói perceber que algo se perdeu e se ainda não se perdeu é grande a porcentagem disso acontecer. Viver um momento seja de anos ou ate mesmo de "um mês" não deixa de plantar um tipo de sentimento e com isso surge a vontade de um abraço.
"Deve fazer parte..." é o que logo aflora no meu interior. Em algum lugar deve existir uma "porta onde um dos dois vai ter que abrir" assim já conta na musica cantada por Fabio Junior "Sem Limites Pra Sonhar". Claro que tem que ter o famoso querer...
Então, enquanto isso tudo caminha sim, só que na contramão. Pode não haver respostas concretas agora para algo, mas esse famoso "tempo" tragara tudo o que for necessário e para quem observa, só falta uma certeza.

Penso que uma bala ao ser degustada com vontade, deixa melado toda a boca e depois que se acaba fica somente o gosto do mel e vem à secura dando a sede com um desejo enorme de se refrescar com apenas um copo d’água e assim lavando tudo. Assim, se faz com a cabeça.

Nada como um dia apos o outro e mais uma vez direi: atenção é tudo!

E ser real é muito mais interessante...



video


"the end".



(Sabrina Receputi)

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Vejo as folhinhas dos calendários voarem e atravessarem os ponteiros do meu relógio.




Iniciarei o meu texto com duas breves perguntas:

- O que esta acontecendo com os ponteiros dos relógios?
- E com as datas dos calendários?
Está tudo assim tão rápido.
Me peguei em um momento de reflexão comigo mesma.
Rodou um filme em preto e branco em minha cabeça neste momento e resolvi contar.

Era uma vez, uma menina que corria pela casa de fraudinha e não deixava a sua mãe quieta por tamanha falta do que fazer ou até mesmo por gostar de estar perto dela.
Carregava desde criança cachinhos castanhos escuros e um lindo par de covinhas.
Sempre emburradinha e pirracenta, ela ia mamar. Morria de medo da solidão, por isso nunca dormia sozinha em seu travesseiro gelado. Seu irmão era o atentado da historia, vestia uma roupa de um super herói qualquer em seu imaginário e fazia a “sua” festa nos lugares. Era muito bom!
Ela nunca deixou de morar em seu quarto, fez deste lugar um cantinho repleto de memórias fotográfica onde só ela sabe dos fatos.
As festas aconteciam e ela mais uma vez nunca se abria direito, apenas observava cada um presente e depois pensava consigo mesma como poderiam ser tão malucos. Coisas de crianças. Afinal, ela quase nunca brincava ou se arriscava nessas aventuras.
Até hoje ficou em seu interior a vontade de se extrapolar em uma piscina de bolinhas, de descer sem medo em um tobogã gigante, de pular das alturas sem se machucar... O que a timidez não faz ou até mesmo o medo de expor uma vontade.
Nas ruas, ela brincava de queimada. No colégio, jogava futebol com seus amiguinhos enquanto que suas amigas jogavam peteca. No ginásio, deu o seu primeiro beijo e hoje muita coisa mudou.
No meio disso tudo, os ponteiros continuaram e continuam a quase cento e vinte por hora.
Por viver em um país corrupção, ela adotou maneiras para viver em paz e carrega uma maturidade de uma boa educação, mesmo por ter se prendido tanto no meio de sua timidez.
Mas, mesmo assim ela agradece por não terem tido pena das lagrimas que por tantas vezes passearam em seu rosto, quando ela quis brincar nas ruas próximas de sua casa. Todos os seus amiguinhos daquela época hoje seguem um rumo diferente.
Um é traficante, outro é viciado em drogas. Uma vive indo para a prisão sabe lá porque, outra tem três filhos e nem veste a roupa de uma boa mãe.
Ela continua quieta na sua e apenas escolhendo o melhor, para não possuir um sobrenome assim relacionado ao crime. Melhor assim!
Vejo as folhinhas dos calendários voarem e atravessarem os ponteiros do meu relógio.
Dias e noites invadindo o presente e fazendo do passado um pequeno filme onde não se pode mais voltar atrás.

Agora, tenho só mais uma pergunta a fazer:
- Já que tudo passou tão rápido, o que será dessas crianças que hoje vejo brincar nessas mesmas ruas, sendo que são filhos dos mesmos que essa moça quis brincar um dia?

Acredito que eu já vi esse filme antes, só que agora em cores.


(Sabrina Receputi)

quarta-feira, 14 de julho de 2010

A Bailarina



Nas postas dos pés a bailarina exala todo o seu charme com o seu encanto exuberante.
Charme que reflete no sorriso de cada um que assiste e aplaude de pé esse momento.
É tão belo esse charme que afasta o mau com apenas uma dança singela, delicada e atraente.
Feito uma roda gigante ela gira sem parar e assim adquire confiança e perfeição.
Felicidade enorme em ver essa moça rodopiando como se estivesse em sua caixinha musical, onde os meus olhos vibram ao vê-la passar por mim.
Gestos doces, movimentos marcantes e eu consigo ver em câmera lenta cada detalhe e traços.
Com os olhos rasos d’água eu confesso que tudo se transforma em emoção por vê-la deslizando com seus pequenos pés suaves.
Sentir cada giro é sentir o tempo passando e que as coisas por nós passam.
Uma imagem bem desenhada faz dessa bailarina a mais linda!
Quem nunca quis ser uma bailarina assim?
Nunca é tarde para conquistar o mundo e dançar nas pontas dos pés almejando cada passo, cada sonho, cada gesto concedido.


(Sabrina Receputi)

terça-feira, 13 de julho de 2010

Saudades...



Como seria decifrar uma saudade tão presente?
Saudade que vem para tentar abafar uma falta, saudade que surge para se lembrar do bom, saudade para lhe ofertar e tentar enganar toda essa tensão por querer ver logo, saudade para fortalecer uma união, saudade que abala o coração partindo assim para uma saudade ainda maior ou meio dolorosa.
Qual é a da saudade?
As horas passam, uma contagem regressiva atormenta para chegar logo à hora.
Momentos de ternuras são jogados na cama e o ar que se respira tem cheiro de alecrim.
A água doce adoça o rio que se passa unindo esses dois corpos, seguindo o caminho da paixão.
Sentir todo esse mistério atenta, agrada ainda mais e aquece esse sentimento leve e crível.
Paixão que estando "frente a frente" faz o diferencial de uma dança caliente.
Nesse instante, cadê a saudade?
Olhar fundo e profundo esses olhos despertam palavras e mais palavras sem precisar de fato falar alguma coisa.
Bons pensamentos tomam conta do espaço e deixa essa saudade para depois.
Basta olhar mesmo para perceber tudo o que está acontecendo nesse inverno.
Depois vem mais uma vez essa tal de saudade fazer moradia e parte para a contagem mais uma vez só para ter perto essa estrela.
É um querer tão grande que às vezes assusta e aguça a curiosidade por algumas respostas de perguntas secretas.
Ai, que encanto!
Entender às vezes nem é necessário, basta se entregar de corpo e alma.
Sonhar com o café na cama, com a casinha de sapé e um lindo ninho de amor é algo que faz companhia dos pensamentos diários.
Corações aquecidos despertam batidas que só os dois soletram, “entende”?
O jeito é tentar distrair a saudade com uma xícara de café e esperar por esse abraço que aquece mais que um moletom em pleno frio.


(Sabrina Receputi)