quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Use a sua chance... Acorda!




Essa frase tem um significado para mim de algo que me faz lembrar o filme “Jogos Mortais”, onde as vítimas tinham que tentar sair dos lugares onde se encontravam “presas”.
O cronometro marcando cada segundo e se não se libertar, morreria de forma trágica.
O mais interessante desta frase é que fazem sentindo essas simples palavras.
“Use a sua chance!” Putz! Em tudo temos que saber usar essa famosa “chance” ou já!
Bancar o “phoda” não está nada na moda, é imoral e doloroso.
Quando se trata de uma vida a dois, sempre irá existir alguém que dara certa chance para outro alguém e esse alguém abusara do que poderia ser bom, do que poderia fazer sentido, por existir sentimentos.
Mas, e quando a cada dia se descobre uma coisa passada que foi abafada com mentiras? Nossa, é um atalho essa chance maldita que até então, poderia ser ou ter sido um caminho de rosas.
Quem sou eu para falar, mas a cada noite adormecida eu aprendo muito com a vida e com o que ao meu redor surge.
Minhas orelhas fazem do que ouvem uma melodia. O que contém razão é arquivado com respeito e o que é vazia, passa despercebida.
Oportunidades são resultados de “chances” que se tornam perdidos e como dizem por aí:
“De que adiantaria viver batendo em uma mesma tecla se não sai do lugar?”
Pois é, é hora de colocar a cabecinha para agir e ouvir a famosa voz que só quem ouve sabe do que estou falando.
Voz que grita, voz que pede, voz que implora por apenas um segundo de atenção e muitos ignoram.
Na maioria das vezes falam assim depois do fato ocorrido:
“Ah, se eu tivesse seguido a minha intuição, bem que eu sabia...”
Complicado, num é mesmo?

Então, "bora" ser racional e corajoso?

Sei que não é nada fácil.

Acorda!




(Sabrina Receputi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário