quarta-feira, 14 de julho de 2010

A Bailarina



Nas postas dos pés a bailarina exala todo o seu charme com o seu encanto exuberante.
Charme que reflete no sorriso de cada um que assiste e aplaude de pé esse momento.
É tão belo esse charme que afasta o mau com apenas uma dança singela, delicada e atraente.
Feito uma roda gigante ela gira sem parar e assim adquire confiança e perfeição.
Felicidade enorme em ver essa moça rodopiando como se estivesse em sua caixinha musical, onde os meus olhos vibram ao vê-la passar por mim.
Gestos doces, movimentos marcantes e eu consigo ver em câmera lenta cada detalhe e traços.
Com os olhos rasos d’água eu confesso que tudo se transforma em emoção por vê-la deslizando com seus pequenos pés suaves.
Sentir cada giro é sentir o tempo passando e que as coisas por nós passam.
Uma imagem bem desenhada faz dessa bailarina a mais linda!
Quem nunca quis ser uma bailarina assim?
Nunca é tarde para conquistar o mundo e dançar nas pontas dos pés almejando cada passo, cada sonho, cada gesto concedido.


(Sabrina Receputi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário