terça-feira, 6 de julho de 2010

Belo cenário




Na estação do trem que já vem vindo, sinto-me a primavera a sorrir para as pupilas dos meus olhos que para você abrem um sorriso.
Cílios sintonizados de vontades por querer estar muito perto.
É um querer que se transforma em canção, em palavras azuis da cor do céu.
Observe os desenhos das nuvens, eu vejo um coração.
Em silêncio os dias passam e junto uma ansiedade enorme vem me ver.
Estrelas dando uma boa noite e gaivotas dançando nos ritmos das ondas de emoções que invadem essa paisagem em plena manhã.
É desejo, é paixão, é mais dos que qualquer palavra.
Feito o sol, o clima se esquenta em chamas sem deixar espaço para a solidão.
Chegou, é você a razão desse sorriso.
É como um sonho que parecia impossível, mas mesmo um tempo na contramão, essas duas peças de um quebra cabeça se encaixaram.
Da varanda dos meus olhos eu avisto lindas flores e uma delas esta deixando a minha risada muito mais gostosa de se ouvir. Nesse conto “escondido” é desvendado um laço gostoso que vem surgindo por de trás das montanhas que nos separam e nos unem.
Fruto que alimenta o desejo, semente que faz brotar essa paz.
Magias sendo desvendadas e o que importa é o “nós”, então para que algum tipo de medo?
O tempo todo faz pensar e imaginar no que há de melhor e no que pode estar por vir. Viajar nas curvas desse corpo e penetrar nesse sonho lindo é o que faz ser real.

Isso tudo se transforma em um belo cenário onde a sedução faz a festa.


(Sabrina Receputi)

2 comentários:

  1. "Magias sendo desvendadas e o que importa é o “nós”, então para que algum tipo de medo?" Me identifiquei nesse trecho hehe

    muito bom!
    Bjoo!

    ResponderExcluir
  2. Olha vc aí, mais uma vez. Bom saber que está conectada em meu blog. Obrigada, moça. Beijo...
    Volte sempre!

    ResponderExcluir