terça-feira, 3 de agosto de 2010

Juntos!




É muito bom sentir um arrepio ao se entregar para um oceano profundamente.
Fantasiar borbulhas de amor e conquistar uma linda sereia que disfarça toda a sua sensualidade com sua calda a nadar ate o seu porto seguro se torna um desejo.
Peixes cantarolam e batucam nas casquinhas dos siris, só para almejar toda essa vontade. O silencio marítimo nem é quieto, afinal é de se ouvir todo esse balanço e as ondas dançam os passinhos do vem e vai sorrindo e festejando cada flash.
Viajar nesse mar é como percorrer na melhor parte do corpo da natureza e trás consigo uma satisfação recíproca. Nada de tristezas, nada de nadar para morrer na areia. Nada de nadar sem rumo. Tudo tem um sentido, tem uma calmaria onde a maresia aflora e abençoa essas aventuras secretas. Algas se sacodem de felicidade por assistir de camarote essa benção. Nunca se sabe de nada que tenha ligação com o amanha, mas o que importa? Basta nadar e se aprofundar cada vez mais.
Ate as conchinhas brincam de se esconderem nas pedras, só para causarem aflição, mas nem conseguem, pois é observado o tempo todo. Para que se preocupar em se dar sem receber? O legal é saber dividir, somar com verdades e muita cautela.
O melhor de tudo é ter a certeza que existe fogo mesmo no fundo desse mar, ardente e bem apaixonante. Em um porto seguro, existe uma sereia que seguiu a nadar e agora espera por seu anjo e sem forçar nada, uma ansiedade vem surgindo.
Agora sim essa sereia esta a cantar para esse anjo que acaba de chegar.
Juntos, desejam o amanha juntos!

(Sabrina Receputi)

Um comentário:

  1. Textos sempre indiretos.. rs procuro sempre me colocar em cada um deles, e nesse imaginei uma paxião recíproca!

    O coisa boa

    Beijo!

    ResponderExcluir