segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Vai alem do imaginário!




No meio de tantos aviões a cortar o céu, encontram-se duas borboletas a seguirem a ventania que assopra de acordo com os pássaros que cantam repletos de fissuras. Freneticamente, embalam a natureza que cobre um desejo com belos sonhos ao anoitecer.
Orquídeas podem até surgir em um solo que se encontra preparado por estar revertido com placas de boas intenções, basta usar do canto, um encanto para que as coisas aconteçam vagarosamente.
Desafios são atravessados a cada dia e um noticiário interno, permanece antenado no glamour de se entregar com carinho e de maneira natural.
Olhos ligados no canal da paixão que arde ate a alma.
Se fica longe por 5 segundos que sejam, uma saudade faz surgir no céu uma constelação de desejos.
Charmes chamam a chama que se acende mais e mais ao olhar nos olhos.
Nos pensamentos, surge uma moradia sem pedir licença e esse lance de frescura sentimental nem acompanha o raciocínio.
Faz bem viver uma calmaria dessas que gruda feito um grude ao se encontrarem nesse céu azul de felicidade.
Claro que o perigo existe, não é legal sobrevoar acima dessas nuvens que, um nome desenha com penas douradas de belos canários apaixonados.
Pode ate voar, mas de forma visível e crível em meio à multidão.
Provocações negativas não fazem parte desse “menu", basta acionar o automático e observar somente o que merece ser acionado, afinal, se tudo esta acontecendo, é sinal de que o "start" foi apertado há dias atrás.
Um tiro certo acertou um lugar que não é tão fácil chegar, nem adianta explicar e sim sentir é o melhor além de ideal.

Palavras são ditas e ouvidas com atenção, assim é de se esperar, sempre!

Vai alem do imaginário!

(Sabrina Receputi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário