segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Nada de castelos de areias




Às vezes os pensamentos ficam tentando desvendar mistérios que só a gente sabe que acontece na calada da noite ou ate mesmo no raiar do dia.
Quanta gente perdendo o mel de uma união sadia, quanta gente se aquecendo no vapor do amor que chega a dar ate insolação.
Qual será o amanha de um coração completamente apaixonado hoje?
É lindo sentir essa energia boa que bota pra ferver tudo o que ha de bom no caldeirão do amor.
O coração acelera e bate forte, feito um bumbo na quadra do salgueiro ou na avenida fortalecendo o arerê da alegria.
Gostoso quando os olhares deixam transparecer a paz em estar juntinho independente da hora, do local.
Quando uma semente vira um fruto saboroso, quanto mais a boca sente o gosto, mais o fruto se torna macio e doce, deixando salivar de vontades.
Flores encantam essa noite que já vem vindo acompanhado de uma linda primavera, os pássaros cantarolam a melodia da sedução ao ver o sol surgindo por entre as nuvens, radiante e sorrindo, esquentando a alma.
Desejos se misturam e se fortalecem cada vez mais, chega a dar calafrios. Sinta!
Em uma época difícil de relacionar, afinal muitos por ai apenas vivem a atração, nada sentimental, um castelo enfeitado com diamantes é construído. E nele, não ha Rainha ou Rei e sim duas Princesas com um mesmo ideal.
A liberdade de expressão esta no meio de nos e muito mais a liberdade de amar seguindo os rastros da paz em dizer: Vem comigo!
Basta sentir o aroma que esta no ar, é de cereja incrementando a doçura de uma paixão dengosa.
Só se constrói um castelo de areia quem não tem noção da maldade dos ventos, aqui o especial é que esse castelo passa longe do imaginário, pois é de aço e muito real!
Saber curtir cada momento ao lado é respirar naturalmente sem receio com a poluição que muitos adoram fazer em nosso ambiente.
Quando a gente menos espera, o que eram dois se transforma em um só ser.

Isso tem um nome: Cumplicidade.


(Sabrina Receputi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário