sábado, 23 de outubro de 2010

Pane no sistema.



Política em Planalto, Assalto!
Hoje em dia... Cidadania, pura Covardia!
Erro o Governo que governa!
Em casa, sem casa, sem terra!
As ruas andam empurrando o medo. Que medo? Todos!
Promessas parecem certeiras... Se tornam tristezas!
De Janeiro a Janeiro, nada muda a não ser a Lua que muda de formato.
Temer no sistema que vira tema. Ganhou ibope, "bora" pra DP.
Valores se desvalorizando por mixarias, migálhas.
Nessas alturas o engraxate lucra com a coisa que esta ficando preta!
Se doar, acreditar, votar... E a burocracia?
Justiça um dia, injustiça nata todo dia. Quem mata? Ih! Deu pane no sistema! Não dá para saber.
O rato faz de sonso e faz a festa se o gato passeia ou adormece no ponto. Alô "DJ", aumenta o som, vamos dançar a musica da ilusão!
Voz maior em um silêncio que cala o mandato.
Isso seria rabo preso?
O pombo de símbolo de paz agora é mensageiro de detentos.
Acredite se quiser!
"Capaz" em paz, incapaz de trás... De onde? Das grades! Mas, não por muito tempo, afinal estamos no "brasil".
Informações causando situações sem conclusões.
Belo aprendizado!
Presença em decadência, mente que "mente" a própria verdade.
A Lei? Evaporando-se...

Brasil... brasil... Daqui a pouco será... Ih! Sumiu!

Bem faz o bicho preguiça nessas horas, dá uma preguiça!

Insônia que sonha com os olhos mortos de ingratidão poluindo o que já foi controlado.

Mais uma vez, pane no sistema.

“acorda”... ACORDA!


(Sabrina Receputi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário