quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Saber estar presente é tudo!




Pensando bem, imagine você com uma vontade enorme de seguir um satélite e nele viajar em um infinito de beijos, onde as estrelas serão cúmplices dessa coisa rara que esta solta no ar, como um raio da paixão.
Outra vez, as palavras surgem e com os dias que estão passando, algo muito bom esta zelando essa magia.
Luzes que iluminam a alma clareiam toda a cidade.
Do sol, vem uma quentura que nem as nuvens são capazes de acalmar e se chove lá fora, será só para incrementar este cenário cobertos com cetim.
Cada rosto tem o seu contorno e o especial de tudo, é olhar nos olhos, é sentir que um anjo tem mesmo lindas asas para abençoar e proteger as abelhas que fabricam todo esse mel com carinho.
O mais interessante, é explorar da realidade somente o bom.
Não seria nada mal viajar, dando assim uma volta nos mundos que se unem mentalmente. Nesse lance de tudo o que se planta colhe, porque não pensar no bem e plantar flores que dão frutos de sinceridades?
Uma confiança é essencial, quem não sabe disso?
As saudades estão conectadas na paixão, não esta tendo como negar.
Com os pés no chão, se pode voar para onde quiser.
Os sentidos são sentidos se sentir os sinais com sabedoria! Não ha nada que faça desandar, a intenção é boa.
O macete é entender, deixar acontecer livremente e correr para esse satélite a 220 por hora.
Que tal buscar das brasas, as chamas que chamam por essa constelação mista de prazer e alegria?

Saber estar presente é tudo!

(Sabrina Receputi)

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Deixar estar é deixar acontecer...




Toda forma de se expressar, carrega por trás, um nome, um porque, enfim, um motivo.
Infeliz aquele que não sabe se quer o significado de um sorriso e feliz todos aqueles que entendem ate mesmo um risco em um pedaço qualquer de papel.
Letras interpretam a correria quando escrita de banda e muitas transmitem a calmaria coberta com uma leve paciência de passar informações.
Sussurros de saudades avisam o trem que já vem vindo e trazendo consigo um caminhão de coisas boas.
Um par de olhos redondos penetra em um intimo que soletra em letras "MAIUSCULAS" uma alegria de um encanto que insiste em se encantar.
Musicas que tocam, vão marcando os momentos que passam e quando essas energias se encontram, se transformam em carinhos sintonizados em uma Estação Lunar, onde o sinal não se perde.
Torna-se "receptiva" essa reciprocidade em pauta e em alta.
É bom sentir que existem as boas intenções e ser participativo é essencial.
Para quem curti arriscar novos horizontes, basta querer perto o que faz o bem.
É muito bom admirar os pássaros, eles cantam e dançam no vento.
Por tantas voltas que o mundo da, é delicia perceber que sempre chega a hora de estar e de apertar todo esse querer risonho.

Pensamentos vagueiam em uma única direção juntos de um abraço pronto para ser lançado.

Deixar estar é deixar acontecer...


(Sabrina Receputi)

domingo, 15 de agosto de 2010

Sentir é questão de sensibilidade.


A cada dia que se vai, momentos vão sendo vividos, além de sentidos, cada um com a sua forma e, olhar ao redor é o “X” da questão.
Claro que existem aqueles que adoram freqüentar a vida dos outros e nem fazem uma moradia certeira, o que também faz parte. Mas o melhor de tudo é esbarrar no meio do “nada”, com palavras doces e uma pergunta que se escapa como se fosse uma magia. Com isso, sorrisos se esbaldam no meio de uma pista repleta de confetes a cair sobre esse querer.
Existem também aqueles que adoram tentar estraviar relações alheias.
Basta confiar!
Seria muito pior ficar trancafiado com rosas já mortas e jogadas em desertos solitários, mas basta amar a vida e dizer “sim” ao bom que vem com o vento.
O dia-a-dia faz do hoje, muito mais real e curtir os momentos de felicidades é o melhor que está tendo, acredite!
Desejos se misturam devagar, onde a pressa nem faz questão de aparecer, independente do amanhã. O bom é que de fato o hoje está sendo sentido em plena ousadia de trazer bons fluídos. Tentador, não?
Às vezes nem parece ser verdade essa forma especial de curtir esse sorriso que vem envaidecido com um belo par de covinhas e que fazem questão de desenhar um rosto feliz.
Na vida, temos que deixar acontecer belos verões e invernos. Só assim que se conquista o paraíso, com sinceridade e capacidade de fazer acontecer!
Dizem que quem inventou a saudade é maluco e covarde com si mesmo, mas veja bem:
Isso não é gostoso?
Ah é! Faz ter “liga”, se é que entende o lado saudável da coisa.
É bom quando vem a vontade de estar acompanhado com o poder estar.
Perambular pelas ruínas do não saber se resume em não querer uma realidade de sonhos, que apenas fantasiam máscaras. O interessante é juntar essa realidade com a fantasia e assim cantar livremente ao sentir a chuva molhando os olhos que admiram todo esse sabor.
Abrace, beije, fale o que quer dizer... São coisas importantes e o principal é: fazer por onde ser real, para que a reação seja recíproca na mesma altura e sintonia.
Sentir é questão de sensibilidade.
Não há nada mais bonito do que cuidar para ser cuidado com carinho.

Atenção é tudo, tanto em uma amizade quanto em um relacionamento.

Boas energias é o que se deseja e se espera!

Eu desejo e espero...



(Sabrina Receputi)