sábado, 23 de outubro de 2010

Pane no sistema.



Política em Planalto, Assalto!
Hoje em dia... Cidadania, pura Covardia!
Erro o Governo que governa!
Em casa, sem casa, sem terra!
As ruas andam empurrando o medo. Que medo? Todos!
Promessas parecem certeiras... Se tornam tristezas!
De Janeiro a Janeiro, nada muda a não ser a Lua que muda de formato.
Temer no sistema que vira tema. Ganhou ibope, "bora" pra DP.
Valores se desvalorizando por mixarias, migálhas.
Nessas alturas o engraxate lucra com a coisa que esta ficando preta!
Se doar, acreditar, votar... E a burocracia?
Justiça um dia, injustiça nata todo dia. Quem mata? Ih! Deu pane no sistema! Não dá para saber.
O rato faz de sonso e faz a festa se o gato passeia ou adormece no ponto. Alô "DJ", aumenta o som, vamos dançar a musica da ilusão!
Voz maior em um silêncio que cala o mandato.
Isso seria rabo preso?
O pombo de símbolo de paz agora é mensageiro de detentos.
Acredite se quiser!
"Capaz" em paz, incapaz de trás... De onde? Das grades! Mas, não por muito tempo, afinal estamos no "brasil".
Informações causando situações sem conclusões.
Belo aprendizado!
Presença em decadência, mente que "mente" a própria verdade.
A Lei? Evaporando-se...

Brasil... brasil... Daqui a pouco será... Ih! Sumiu!

Bem faz o bicho preguiça nessas horas, dá uma preguiça!

Insônia que sonha com os olhos mortos de ingratidão poluindo o que já foi controlado.

Mais uma vez, pane no sistema.

“acorda”... ACORDA!


(Sabrina Receputi)

Mar de rosas...



Nem tudo é um mar de rosas...

Isso seria apenas uma frase qualquer ou é realmente assim que a vida segue?

Óbvio que não é um mar de rosas!
Claro que não é um mar de rosas!
É natural que não seja um mar de rosas para todo o sempre!

Sinto que não é...
Mas pode vir a ser.

Compreensão, diálogo, cumplicidade, maturidade, certeza do que sente, paz interior, inteligência, são conteúdos de flores que de tão suaves, recebem com naturalidade uma tempestade que vem para só assustar e logo em seguida fortalece o seu potencial, com postura e classe.
Às vezes, o imaginário se torna um “teatrinho” onde se pode inventar a cena que quiser, pode falar o que quiser, pode entender uma interpretação da maneira que achar interessante ser na realidade, mas nem tudo pode ser assim como se essa realidade estivesse por aí, solta pelo ar sem uma raíz, passeando por entre as nuvens, invadindo quem sabe Norte e Sul pelo avesso.
Respirar, pensar em palavras que serão atiradas é o melhor que há e faz da sintonia firme e forte.
Claro que está no meio de nós a capacidade de errarmos e aprendermos.

É gostoso questionar o coração e descobrir que ele tem seus segredos e que quando resolve bater mais forte por amor, é sincero.
No meio de um tiroteio, ele se desespera e se declara mais e mais...

Seguir sorrindo e cantando, observando e aprendendo com cada amanhecer, faz parte de cada segundo que só se passa nós.

(Sabrina Receputi)

domingo, 17 de outubro de 2010

Se encantar...




O encanto começa com o brilho que os olhos têm ao olhar nos olhos de quem esta ali, preparada para uma nova conquista.
A mente flutua e se alimenta de pensamentos positivos fazendo com que o corpo exale sinais de desejos, de prazer.
Torna-se fácil entender como é bom amar, como é bom curtir bons momentos juntos. De dois corpos, de duas idéias diferentes, a matemática natural da soma dos momentos faz tudo isso se tornar em um só ser.
Essa é a sensação que da, pois é muito bom namorar com carinho.
É bem maior essa reciprocidade que isola para longe o que poderia atrapalhar em algo.
O mundo gira, as palavras possuem significados diversos e nós, temos muito que aprender.
O mais importante é saber deixar fluir a beleza interior que encanta apenas com a simplicidade de um gesto absoluto e único.
Respire, sinta o vento que vem tocando a alma, mergulhe fundo nessa onda doce da paixão, navegue por entre os mares que só faz surgir boas lembranças, voe por esse céu aberto, pois é bom sentir essa adrenalina de escorregar nesse arco-íris que só trás alegria.
Não vale esquecer que nas estradas da vida, damos de cara com inúmeros atalhos, mas a gente sente quando estamos no caminho certo.
Isso vale para todos os sentidos na vida.
Ter a coragem de seguir é uma dádiva e é para poucos.
Querer nem sempre é poder!
O destino está nas mãos daqueles que se preocupam com o amanhã.
Eu aprovo todos os gestos de carinhos...
Ser verdadeiro é ser real consigo mesmo antes de qualquer atitude ou palavra, seja na fala ou na escrita.

Um bom motivo para sorrir em paz é se entregar sem medo!

Se encantar é se deliciar nas curvas que nos levam ao prazer e cuidar dessa Pérola que ilumina o coração com a sua cor que só acalma e trás paz.


(Sabrina Receputi)