segunda-feira, 18 de julho de 2011

Novos ventos

Voltar a ser feliz é deixar a vida seguir em ritmo de paz, mas quando que essa paz dá o ar da graça? Paciência.
O coração bate apertado, em silêncio, mas com uma vontade enorme de voar e sonhar um sonho real.
Não dá pra brincar de ser feliz. Os ponteiros estão girando junto com o planeta, e com isso a mente também gira por se sentir confusa.
Esperanças só alimentam esperanças e, acumulam pensamentos soltos ao vento, arrastados em plena falta de coragem.
Cumplicidade, essa é a palavra e sentimento verdadeiro.
Curioso quando tudo parece estar desandando, mas tem um porque e o resultado com certeza é divino.
Sorrir faz bem não só para a pele, mas para a alma.
Se o amor é tudo isso que cada um preza dentro de si a sua maneira, que as pétalas de rosas caiam sobre mim.
As surpresas da vida nos proporcionam amantes até que chegue um verdadeiro amor. Aprender a amar é tão lindo, é delicado e capaz de tudo se a recíproca é verdadeira.
Sentimentos em guerra existem, mas os pássaros voam livre quando se trata de paz e de ir muito mais além.
Respirar parece fácil, mas para isso tem um tempo certo para que não falte o ar.
Tudo tem um porque e o momento é de libertação e de novos ventos.



(Sabrina Receputi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário