quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Belas manhãs

Dias e dias ao seu lado
Me mostraram o verdadeiro sabor de algumas belas manhãs.
Te ver dormindo e acordando,
É uma linda paisagem para os meus olhos que te olham sem parar
Por ser uma linda beleza rara.
Sinto prazer em me ver perto de ti,
Uma emoção que toma conta de mim
Tudo porque eu gosto de você.
O seu sorriso é companheiro da minha paz, da minha alegria, do meu amor
E descobri como é bom sentir saudades e te abraçar em seguida
Sem ter que contar as horas pra te ver chegar.
Por isso o meu coração se encontra apertado neste instante
E torço para que o tempo pare agora!
Não quero ouvir o "tic-tac" de um relógio qualquer, que não sabe o que é amar
Por ainda existir um tempo pra nós aqui.
Vamos sair, vamos curtir e sentir...
Porque o amanhã já vem vindo e me levando de volta pra casa.



Sabrina Receputi

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Hoje...

A vida é mesmo feita de momentos.
Ontem eu era uma flor a desabrochar no campo, hoje sou eu quem planto para colher bons frutos.
Ontem eu sorria pra qualquer pessoa, hoje sou eu quem decido o momento certo de sorrir, porque as vezes eu choro;
Ontem eu não conhecia nada e fazia pirraça para conseguir um brinquedo.
Hoje, penso em mim e não me deixo levar em qualquer ventania.
Um dia conheci o amor,
Um dia desconheci este amor.
Um dia descobri que o tempo é tudo e,
Em um belo dia, descobri um novo amor.
Descobri também que a vida segue junto das horas que não param um segundo...
Hoje, me encontro no pensamento de alguém. Alguém que por sinal, vem me ensinando o que é viver em todos os sentidos. E olha que tenho muito o que viver, mas procuro para que seja ao lado deste "anjo".
Com isto, descobri também que ontem, eu não vivi nada, mas aprendi bastante.
Afinal, sou aprendiz do tempo.
Hoje, procuro o melhor para que a admiração seja eterna em "nossos" corações.
O meu Eu está feliz e quer muito mais...



Sabrina Receputi

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Só eu sei como é bom

Sabe quando do nada alguém se pega sorrindo sozinho?
Assim sou eu a cada amanhecer e anoitecer ao te encontrar dentro de mim.
Uma vontade enorme de você corrói o peito
E molha os meus olhos por tamanha saudade que me invade.
Não tem preço, muito menos explicação,
Afinal, nenhum sentimento se explica apenas se sente!
É de se admirar cada gesto, cada troca de olhar...
Pois, não existem mesmo barreiras para o amor.
Esse jardim está repleto de rosas vermelhas,
Com um sentimento a flor da pele.
Senti um arrepio ao olhar para o céu,
Está chovendo uma chuva de estrelas nesse momento,
Sinto que o paraíso é o nosso ninho.
Por onde passo avisto pétalas brancas
Abençoando tudo o que há de bom.
Sinto um calafrio ao te ver,
Encontro em você a menina dos meus olhos.
Só eu sei como é bom...





(Sabrina Receputi)

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Estava escrito

Amanhã será
O que hoje, um dia foi
E amanhã cedo será,
Um dia novo, um dia depois desse que se foi.
Amanhã será um novo rumo e o meu amor amanhecera sorrindo...
Seguindo a linha do tempo,
Percebi que é noite de lua cheia;
É tempo de primavera,
E o meu coração chama por você.
Um dia desses, amanheceu diferente
Com um céu azul anis, azul turquesa, incandescente.
Choveu estrelas cadentes,
A sua beleza me afetou em um piscar de olhos
E o nosso amor nasceu em um simples olhar, fatal.
Ontem eu tive um sonho e te vi.
Olhei bem no fundo dos seus olhos
Quando me olhei no espelho.
A retina dos meus olhos,
Fotografou a sua imagem levemente com o seu sorriso encantador.
De ontem em diante;
O meu coração pulsou mais forte.
Confesso que hoje, me encontro em seu mundo colorido,
Que gira... Gira e me transporta pra perto de você.
Essa sua imagem se tornou pintura em mim, menina
E o meu amor se tornou seu, Karina.
Estava escrito.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Memória

Na memória,
Busquei uma melodia antiga.
Era uma canção simples
Onde senti o seu desespero.
Uma chuva de chumbo,
Escorreu pelo o seu rosto
Durante toda noite.
Essa tempestade
Assustou esses olhos sombrios
E, realmente fez desta noite longa demais.
Em minha memória,
A sua luz se apagou
Ao se ver partindo.
Eu me lembro dos seus traços
Onde um dia te vi sorrir.
Essa canção antiga,
Me fez plantar flores brancas
Por onde você passava.
Eu só quis alegrar a sua tristeza
Que abalou o meu coração.
Durante horas;
Avistei no céu pássaros perdidos,
Dançando em uma rajada de vento,
À procura de um esconderijo.
É... Aquelas canções eram simples
E você se deixou levar
Em um simples verso.


Sabrina Receputi

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Ponto.

Saudade,
Que invade
E acelera
O coração.
Sua partida
Me tira o folego
E anuncia
A solidão.
Te quero perto
Te quero muito
Te quero tanto
Te quero e ponto.


Sabrina Receputi

Dentro de mim

Uma noite e meia com você
Uma vida inteira pra você
24 horas com o seu olhar
A me ver viver a te amar
A minha boca canta o seu nome
O meu coração se faz de "bumbo"
Só pra te tocar
Dentro de mim...
Esse seu olhar,
Ah esse olhar...
Me despertou feito um relógio
A fazer "tic-tac" pra te acordar
E amanhecer ao meu lado.
Quem foi que foi na tempestade?
Não importa!
O vento te trouxe nas gotas de chuva
Que molhou o meu jardim
Com o seu amor agerminar
Dentro de mim...

Apenas "somos"

Em cores o amor é construído
Sem dores devemos seguir
Somos filhos do mundo
Hóspedes do tempo.
Semeamos frutos como garantia
Em busca de um final feliz.
Claro que nem todos são assim,
Eu sei.
Somos o centro do universo
Somos os erros e acertos em peso,
Talvez.
O palco da vida
Nos permite chorar, sorrir e até interpretar
Sonhar com um destino perfeito
Gozar o que a vida tem de melhor.
A adrenalina mora dentro de nós
Sem se deixar levar por qualquer maré
Somos frutos de nós mesmos
Somos o escuto do incerto
Temos uma opção de viver,
Por entre acertos e enganos
Temos a certeza do acaso que não existe
Porque nesse "acaso",
Eu sempre me acho.


Sabrina Receputi

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Teus segredos

O seu corpo me conta segredos,
Segredos estes que jamais imaginei saber.
Estou estudando os seus sentidos
Aprendendo a decifrar o seu querer.
Eu sinto o seu arrepio,
Escorrego pra dentro de você.
A sua respiração fica ofegante
Sinto um calafrio,
Tudo por culpa dos teus segredos.



Sabrina Receputi

No dia "6" de abril

Sinta;
O mundo parou
Quando os meus olhos tropeçaram nos teus.
Tudo começou no dia “6” de abril
E, me abriu a porta pro inesperado.
Com amor,
Um quebra-cabeça nos uniu.
No dia “14” de junho,
Um beijo aconteceu.
Espere!
A cabeça girou junto do mundo inteiro.
Os pés saíram do chão,
Um nexo seguiu em sintonia.
Em julho eu juro,
Foi ainda melhor.
Um pedido de namoro me fez,
E uma paz em constelação nos abençoou.
Grito ao mundo inteiro se preciso for
Que ao meu lado é o seu lugar.



Sabrina Receputi

Livre, leve contigo

Uma emoção me corre pelas veias.
Tira-me um sorriso,
Tira-me o ar,
Leva-me em direção ao seu querer,
Voando de encontro à paz.
Laça-me,
Prenda-me,
Faça-me crer no impossível,
Livre, leve contigo.



Sabrina Receputi

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Padaria do nosso amor

Na padaria do nosso amor,
Um beijo doce você me deu.
Soltei suspiros pelo ar,
Desenhando o seu rosto
Com nuvens de algodão.
Tanto Eu, quanto Você
Estamos vivendo um sonho,
Saboreando toda essa doçura
No calor de uma calda de chocolate.
Admiro a nossa mistura,
Admito a nossa loucura.
Do céu da boca,
Uma estrela cadente surgiu
Iluminando o nosso elo.
Fez de você,
O meu pãozinho de mel
Com esse sorriso caramelado
Que alegra o meu Eu.


Sabrina Receputi

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Como seria...

O feto brota
O feto cresce
O afeto, afeta
O feto desce.
Nasce na fúria do viver,
Falece sem saber por que.
Se descobre em um paraíso qualquer
Se perde em busca de uma conquista
Segue em frente, rumo ao destino
Em busca apenas de um jardim pra morar.
Nunca se sabe do amanhã
Tudo se sabe do ontem
Tudo parece se abrir
Mas tudo se fecha.
Às vezes o mundo gira devagar
Quase sempre girando ao contrário
A realidade as vezes faz pensar
Quem sabe em apenas imaginar
Como seria nascer de novo.



(Sabrina Receputi)

No caminhar das horas...

No caminhar das horas,
Uma linda história vem sendo escrita.
Com apenas dois olhos radiantes,
A conversa fica mais envolvente, atraente.
O desejo por um beijo,
Invade a estrada de um só querer.
Te chamo,
Te espero,
Te amo,
Te quero!
Entre nós;
Não se tem tempo pra lamúrias,
Bem vinda ao mundo da ternura.
Acordo no meio da noite,
Penso em você.
Te acordo com meus beijos
Olho pra você.
Digo e repito todas as noites:
Te chamo,
Te espero,
Te amo,
Te quero...


(Sabrina Receputi)

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Sou seu do nosso jeito.




Um mar de desejos invadiu o meu quarto,
Me abriu a porta, me tirou a roupa e me atirou em você!
Ouço sussurros, te sinto e vejo imagens em movimentos.
Cenas estão sendo produzidas em câmera lenta, revelando nossos sentidos...
O meu olhar foca em seu olhar a me seduzir,
Deixemos fluir esse clima lascivo a nos envolver.
É coisa de um coração apaixonado;
É coisa de dois corações em sintonia;
É algo mais quente que o fogo;
É muito mais ardente que pimenta!
Em um segundo surge o apetite carnal,
Estamos com sede de amar.
As minhas mãos estão a te afagar,
Sua respiração ofegante denuncia o meu EU em você.
Te sinto em mim,
Te deixo entrar.
Um beijo cala tudo,
O gosto do mel aguça o paladar,
E essas cenas fascinam, enlouquecem!
Palavras trocadas em silêncio,
Segredos se revelando vagarosamente.
Sou sua a cada dia...
Sou seu do nosso jeito.


(Sabrina Receputi)




segunda-feira, 9 de julho de 2012

Se sinta em mim

Olha pra mim,
Ouça o que eu digo.
Sinta-se em mim,
O meu coração é o seu abrigo.




(Sabrina Receputi)

Eu, Você e o Dia

O dia amanheceu,
Em mim você nasceu.
Bom dia pra curtir;
Eu, Você e o Dia.



Obs: Vale destacar que essas palavras surgiram em um belo dia de sol e sintonia.
Palavras trocadas de bom dia, vindo de uma pessoa especial.


(Sabrina Receputi)

terça-feira, 3 de julho de 2012

... Ao nosso encontro

Quanto mais o tempo passa
Mais eu gosto de você;
Quanto mais você me abraça
Mais eu chamo por você.
Se fosse fácil escrever o “nós”
A mais bela palavra não iria contar a nossa história.
Nesse mar de sonhos e loucuras,
Nossos corpos se misturam.
Os desejos se contemplam e se completam,
Enquanto a Terra treme ao nosso encontro.



(Sabrina Receputi)


Somos assim

A cada dia aumenta mais,
Essa saudade que me arde, te queima.
A cada olhar te sinto aqui,
Onde os nossos corpos não se deixam.
A cada passo, estamos seguindo,
Com o desejo na mesma direção,
Com essa energia que nos penetra,
Em sintonia com o amor.
Somos assim;
Somos iguais.
Somos frutos de um querer,
Semente a germinar nesse jardim.
Eu sou assim;
Metade do seu elo,
Calor do seu abraço,
Hóspede do seu afeto.
Você é assim;
Mistura de desejo e paixão,
Realidade em meu sonho,
Um amor criando laços,
A cada amanhecer...




(Sabrina Receputi)

Eu e Ela

Ela mora longe
E eu bem perto do seu coração
Ela vem pra perto
E eu não consigo segurar essa emoção.
Sinto o seu abraço a me abraçar
O meu corpo a se arrepiar
Sem ela aqui, eu me perco
E nela eu me acho.
Sou beija-flor dos seus beijos,
Ouço a sinfonia da paixão
Que me faz cantar
E me leva...
Está chovendo estrelas
Um sol se abriu em meu peito;
Cores e mais a cores a pintar "Eu e Ela".
Um brinde ao amor...
Ao amor que veio pra ficar.



(Sabrina Receputi)


terça-feira, 26 de junho de 2012

Uma vida toda

Quem não erra
Não sabe o que é acertar.
Quem não sonha
Não sabe o que é se realizar.
Quem não acredita
Não conhece a confiança,
Ou se afoga em um mar negro.
Quem nunca sofreu o amor
Não conhece o que amar,
Não conhece uma dor
Muito menos o que é viver!
Existem mistérios,
Misérias,
Migalhas,
De um sentimento
Que um dia surgiu,
Cresceu
E, morreu!
O ciclo é confuso,
Por isso existe a calma.
Hoje em dia,
Se tem saudades do ontem,
Se preocupa com o hoje.
Mas, o amanhã é importante,
Mesmo que não pareça,
Por ser tão misterioso.
Nunca é tarde pra nada,
Muito menos pro amor.
Às vezes,
Vale à pena crer
Em um conto de fadas
Durante, talvez;
Uma vida toda.





(Sabrina Receputi)








Enfim.

Da noite pro dia,
Se tornou a musa
Da minha poesia.
Do dia pra noite,
Eu me apaixonei;
Enfim.

(Sabrina Receputi)

E, um pouco mais.

Era uma vez,
Um olhar curioso.
O tempo foi passando
E uma vontade, foi maior!
Tudo o que era dito,
Tudo o que foi evitado,
Aconteceu!
Um beijo beijou uma Flor,
E desde então;
Surgiram pétalas de paz e amor.
Agora já se sabe
Que valeu a pena esperar!
Tem sido bom sonhar
Tem sido bom gostar
Tem sido gostoso estar...
Esses olhos,
Andam dizendo coisas
Que as vozes as vezes,
Não precisam dizer.
Corpos esses,
Que ao se encostarem
Se conectam com tudo
E, um pouco mais...



(Sabrina Receputi)


Te quero

De frente para um espelho
O seu reflexo me invade
Em silêncio eu te chamo
E a sua imagem me arde.
Por mais que eu evite,
Por mais que eu tente,
Uma saudade tropeça em mim.
O seu gosto me prende
Suas digitais me tatuam,
E eu, invento versos e poesias
Só pra te encantar.
Uma vontade enorme,
Preenche o peito meu.
Não dá pra não pensar
Não dá pra não querer
Não dá pra disfarçar,
Que você esta em mim.
Suas falas estão soltas,
Passeando e dançando
Bem ao meu ouvido
De um jeito;
Que só você sabe.
Observando você
Eu me vejo em ti,
E foi aí que eu percebi
O quanto eu te quero.



(Sabrina Receputi)


Abrindo a mente

Existem casos
Que o acaso
Esta marcado
Em minha agenda.
Existem traços
Que estão traçados
Bem rabiscados
Em meu destino.
Eu brindo a noite
Eu canto o dia
Eu vivo o hoje
Sem agonia.
Sorrindo sempre
De vento em poupa
Abrindo a mente
Que vida louca.



(Sabrina Receputi)

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Pouco a pouco

O que foi isso?
Pulou em mim.
Pensei; que bom!
Grudado em mim.
Está rabiscado
Seria uma paisagem,
Sendo desenhada
Feito tatuagem?
Momento louco
A paixão surgiu
E pouco a pouco
A gente se uniu.




(Sabrina Receputi)

Nesse instante

Pressão psíquica
Sem hora
Agora
Sem lógica.
Relação alucinada
Vazia
Pesada
No fim, pirada!
Membro confuso
Beleza opaca
Convivência sem brilho
Conversa fraca.
Isso um dia foi
Agora se foi!
Vamos observar o orgulho
Enfeitando aquela estante
Confiante e seguro
Nesse instante!


(Sabrina Receputi)

Sem mais, nem menos.

Dormi pouco
Acordei cedo,
Senti muito
Levou o meu sossego.
O pouco que dormi
Sonhei muito!
O tanto que te vi
Você sorriu, eu sei.
Canto a minha dor
Ao som de um bolero,
Sinto o amor
E é por isso que te espero.
Pensamento confuso
Direção sem mira,
Sentimento oculto
Coração sem vida.
Não me deixe aqui,
Assim;
Sem mais,
Nem menos.


(Sabrina Receputi)

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Tem gente, enfim.

Tem gente que se da com laço e etiqueta
Tem gente que não se garante
Tem gente que tem gosto de água
Tem gente que tem um sabor de quero mais
Tem gente que tem medo de altura
Tem gente que dá mole pro medo
Tem gente que gosta de aparecer
Tem gente que fala muito e não diz nada
Tem gente que diz tudo só com um olhar
Tem gente que assiste o tempo passar
Tem gente que corre contra o tempo
Tem gente que pede, ”Por favor”
Tem gente que presta favores
Tem gente que sabe viver
Tem gente que não sabe nem onde está
Tem gente que se excita com o pensar
Tem gente que nada sente por mais que tente
Tem gente que mente friamente
Tem muita gente se misturando
Tem gente que viaja de navio, avião, ônibus, tanto faz
Tem gente viajando demais na “erva danada”
Tem gente que prova o amor eterno
Tem gente que aprova a solidão
Tem gente enganando a gente
Tem gente fugindo pra não se achar
Tem gente nascendo a cada respirar
Tem gente se matando por amor
Tem gente matando por nada
Tem gente que nasceu pra crescer
Tem gente se esquecendo de crescer
Ta sobrando pouca gente
Pra contar quantas voltas a vida dá
Enquanto que a gente simplesmente
Vai sobrevivendo aos temporais...
Tem gente, enfim.

(SR.)

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Sem paladar

O que dos meus olhos saem
São gotas de diamantes
O que de sua boca sai
Se torna uma sopa de letrinhas
Apenas palavras sem sal
Gestos de quem se dá demais
Aflição de quem se deu envão
Desatinos de uma canção qualquer
Provas que a vida te deu
Protestos de um coração bobo
Sonhos de uma noite de verão
Sexo sem nexo
Toque sem encanto
Olhos mascarados
Beijo sem gosto
Amor sem amor.

(SR.)

Não somos únicos

Quem é que vai nos guiar?
Está tudo tão estranho aqui.
Vamos plantar belas sementes,
Colher belos frutos.
Quem sou eu?
Quem é você?
Apenas não somos únicos!


(SR.)

Mar vermelho...

Esta na hora de partir
De chegar onde for
Nem ficou pronto o chá
Mas eu prefiro assim.
Sinto no ar
Um cheiro de alecrim
Misturado com café forte
Não importa de onde vim
Muito menos para onde eu vou.
O que importa é a minha Fé,
Que mora onde eu moro!
Uma gota de mel
Escorreu dos meus olhos
Adoçou o meu querer
Eu senti uma pitada de sal
Por que nada é tão doce como parece.
O meu eu esta confuso
Não sei se sou da noite
Não sei se sou do dia
Mas sei que,
Quem é do dia
Acorda com o canto do galo
Quem é da noite
Vive em um mistério
Mas o tempo faz tudo seguir
Junto do mar vermelho
Que em minhas veias corre!



(SR.)

Um pouco de amor...

Sinto amor no coração
Desejos no olhar
Vontades de você.
Digo que é sereno,
Não há o que esconder
Eu quero só você!
Temos coisas pra viver
Sonhos pra sonhar
Algumas coisas em comum
E um pouco de amor pra amar...


(SR.)

Será? Será? Será? "É só isso?"

Será que você pensa em mim
Como eu penso em você?
Será que você fala em mim
Como falo de você?
Será que toda essa distancia
Vai nos proteger depois?
Será que essa coisa
Ainda vai ter um nome?
Qual é a sua?
Quando será a minha vez de falar?
Pra que tanta bobagem?
Deixa eu te contar uma coisa?
O meu coração quer falar com você!



(SR´)

Além da imaginação

Se olho para o céu
É você que eu vejo
Se ouço uma canção
Em você eu penso
Tanta coisa pra fazer
Tanta coisa pra arrumar
Tanta coisa pra dizer
E você insiste
Em não existir
E assim,
Vou além da imaginação.



(SR.)

Devaneios

Devaneios tolos me rodeiam
Frios e levianos como o inverno
Sem cor, sem cheiro de tão comum
Insanos, como uma terça qualquer
Nas asas de um pássaro
O tempo passa vagarosamente
No corpo de um avião
Uma adrenalina corre
Em um copo de vinho
A cabeça pensa suave
Em um gole de cerveja
O desabafo transborda
Somos assim!
Vivemos por conta dos dias que se vão,
Seguindo juntos das horas vazias
Que em meu peito, fazem "tic tac"
Basta amanhecer
Para tudo acordar
Para tudo se esquecer
Para tudo passar...



(SR.)

Coração

Coração;
Você sabe que esta em abstinência,
E insiste em gostar.
Já gastou suas sete vidas no amor
Já chorou ate quase não bater mais
Já sofreu ate sem saber por quê
Suas batidas andam fortes demais.
O seu ritmo se encontra em observação,
Eu não consigo mandar em você.
Você não parece morar em mim,
Por isso eu te peço
Para ter cuidado coração.
Segure um pouco a sua emoção,
Você já sabe o resultado desse jogo
Se você se entregar no final.



(SR.)



sábado, 12 de maio de 2012

Vai ...

Depois que as palavras se calaram
Uma solidão chegou pra dar um abraço
Depois que uma lagrima escorreu
Os pensamentos seguiram viagem
Como pode algo tão real
Se tornar algo tão desconhecido?
Diz que estou sonhando,
Diz que as portas estão abertas...
Já fazem alguns dias que busco uma solução
Um porque de tamanha confusão
Mas as mãos estão atadas!
Antes quando ligava o rádio
A sintonia era perfeita
Agora, está tudo fora do ar
Um verdadeiro deserto sem nome.
Voa pensamento,
Vai dizer que foi e é sincero.
Vai nas asas de um passarinho
Vai no vento de um furação
Vai no toque de uma melodia
Mas, traga de volta essa alegria
E mostre que de mim,
Só teve verdades.



(SR.)

quinta-feira, 3 de maio de 2012

E assim...

Já não sei explicar
Se é amor ou paixão
Eu só sei entender
Que eu só falo em você
O meu mundo pára quando estou ao seu lado
Esse sentimento esta mais do que claro
Sua voz se tornou poesia
Os seus olhos me embriagam de luz
O seu sorriso me cura do medo
Não sei onde isso tudo ira parar
Mas eu só sei
Que ao seu lado eu vejo tudo em cores
O seu abraço me transforma
Eu te peço
Me beije da cabeça aos pés
Faça de mim a sua presa
Me chame de dengo, de amor, o que for
Me deixe invadir a sua relva
E assim, eu te tranco de vez em meu coração.


(SR.)

Cada coisa no seu lugar

Tem gente que causa melancolia
Tem gente que arrepia a “espinhela”
Na calada da noite se ouve passos
E no berrar do dia, barulhos
Tem gente que enxerga além do horizonte
Tem gente que segue sem saber pra onde
Pessoas, Indivíduos, Seres, Fulanos e Cicranos
Cães, Gatos, Papagaios e Periquitos
Cada um falando a sua língua
Que a minha retina não suporta ver
Existem olhos que dizem tudo
Existem bocas que não dizem nada
Inúmeras cores e humores se misturando
Cada um com um jeito diferente
Cada coisa no seu lugar.



(SR.)

Memória...

As mais perfeitas poesias falam de você
As mais belas canções cantam pra nos dois
Misturas de versos e rimas
Assim somos eu e você.
Lembrando do tempo em que éramos um
O vento me trás saudades de um tempo bom.
As nuvens te desenham em câmera lenta
E os meus olhos adoram te ver.
Os meus pensamentos estão vivendo o seu sorriso
E a minha memória eu acho que cresceu.


(SR.)

Sem você

Você furtou o meu coração
Roubou, partiu sem direção
Eu te dei amor
Você só quis prazer
Agora que viu que me perdeu
Esta em meu portão,
Me pedindo pra voltar.
Sai pra lá, sai daqui!
Eu não sou o seu brinquedo
E nem serei o seu troféu
Quando eu mais precisei de ti
O seu silêncio me sorriu.
Quando você abriu os olhos
Eu estava bem distante
Eu já não mais enfeitava a sua vida
Muito menos a sua estante.
Cama vazia, cama fria...
Desvio perigoso você em minha direção
Você foi uma curva sem volta
Um retorno proibido
Reta final em minha vida.
Sem você ao meu lado
Meu caminho fica leve.


(SR.)

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Você.

Olhos negros que me olham
Me olham ainda mais, se te vejo.
Percebo como é bom você,
Percebo como é bom sonhar você.
Com uma voz ofegante
Sinto uma enorme vontade de sentir esse abraço.
Me sinto bem, me sinto em ti de algum jeito.
Quando ao seu lado estou,
Te faço o bem, te quero bem linda Flor.
Se te conto coisas minhas,
É porque eu quero que saiba de mim.
Você rir do meu jeito maluquinho,
Você me faz querer sempre mais.
Se existe alguma lógica tudo isso,
Eu sinto que o tempo voa,
E esse quebra-cabeça está completo.
Pra que ignorar a peça que faltava?
Afirmo que eu gosto quando o tempo para,
Pois ao seu lado, nada mais me interessa.
Espere um segundo apenas,
Não vá embora ainda,
Eu quero ficar um pouco mais...
Adoro rir junto de você,
Adoro ser cúmplice dessa sua alegria.
Um carinho vem criando um ritmo gostoso
Sambando e cantando fazendo um carnaval.
Versos e atitudes criando um som
Rimas e mais rimas cantando você!
Me sinto completo a cada dengo seu.
Vamos gargalhar da vida "alheia"
Dos mistérios da meia-noite.
Quero conhecer cada vez mais a sua história,
Ainda ei de morar em seu pensamento.
Sinto que posso trocar as cores do arco-íris
Embaralhar as pipas nos fios,
Dançar na boquinha da garrafa,
Tudo isso só para chamar a sua atenção!
Me dê à mão, vamos sair para ver o sol,
Vamos viver sem medo do viver
E andar sem medo de cair.
Vamos atrás de um simples querer,
Que além de meu, pode ser seu.
Se me olhas da maneira que eu te olho,
Os meus olhos não te negarão nada.
Até as nuvens estão a flutuar
Desenhando o que eu sinto em você
E o que esta aqui, só por você!




(SR.)



domingo, 15 de abril de 2012

"7" vidas

Coração este que batia ofegante
Encontra-se sem cor!
Acelerado e diagnosticado,
Sem palavras para explicar
Sobre o seu fim que estava próximo.
Todos os sonhos foram parar na UTI!
Enquanto que em silencio pedia por ajuda.
Coração este se reprimiu, tremeu, desacelerou...
Indefeso estranhou a sua cor amarela.
Batendo leve e ao mesmo tempo forte,
Os segundos foram atropelando as horas em um minuto.
Tropeçando no tempo que nem se quer parou.
Os dias foram se tornando noites de dor,
As noites cinzas virando noites de luar.
Espere! Uma lagrima fria molhou esses olhos tristes.
Congelou todo o rancor e sorriu pra si mesmo.
Sorriso este sincero de um querer...
Coração voltando a pulsar sem medo,
Ouça o som que vem vindo.
Emocionante momento revigorando no peito a dentro,
Mesmo com toda esta palidez...
“Tum Tum Tum...”
Os lábios estão vermelhos grenás!
Sangue este que andou coagulado no peito
Em dias de solidão.
Exames acusaram coisas comuns
Sintomas do mais profundo desamor.
Um sentimento finalmente faleceu nos braços de alguém
Não ha tempo pra se pensar em nada.
Esta tudo ótimo!
Uma estrela candente voltou a brilhar com tudo,
Uma nota musical fez um tom em "DÓ MAIOR"
Em ritmo de carnaval.
Adrenalina pulsante em um olhar fatal.
Renovação cativante em um instante, agora!
Esta tudo indo além de um pensar,
Um apreço por este fim.
Uma paz reinou neste coração liberto das dores
Seguindo agora em cores.
Palpitando sempre mais a cada dia,
Mesmo que este coração tenha apenas "7" vidas para se entregar
No jogo do amor.


(SR.)

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Cotidiano

"Abrindo o meu espaço para a minha amiga Lucimar Santiago. A casa é sua, moça."


A rotina é exaustiva!

Trabalho, estudo, compromissos...
Estamos sempre querendo ser suficientes
para o chefe, o contratante, o amigo, o companheiro...
E estamos sempre esquecendo de nós...
De olhar nos nossos olhos e perguntar:
_ Tudo bem com você?
Olhar nosso corpo, observar as rugas que o tempo e o amadurecimento nos trás e dizer:
__ Cresci!
__ Mudei!
Olhar para trás e constatar:
__ Passou....
__ Superei!
Ah! Tempo!! Horas, momentos...
A saudade é um condicente das mudanças para o melhor, sempre para o nosso melhor!
Os outros?
Os outros passam, mudam, estacionam, evoluem...
O que importa???
Importa sim!
Se com eles aprendemos a mudar
A crescer...
A amadurecer
Por que ninguém é de sumo perfeito
Nem tão pouco exemplo pra ninguém
Cada um é um,
perfeita obra do Alto, perfeita obra do acaso...
O amanhã, esse acaso, o afã? O que será?
Não sei...
O que sei é que sou por demais especial,
sou única e imortal!


Lucimar Santiago.

Sonhos

Ao fechar os olhos e sonhar, uma emoção me invadiu e foi exatamente no momento em que eu beijei você!

Acordei tão mais feliz...



SR.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Morena Flor

Ô morena, flor
Junte o sabor dos teus lábios
Com os meus
Ô morena, flor
Cole o longo do meu abraço
Com os seu
Levo o teu encanto pra beira do mar
Sinto o teu cheiro e começo a cantar
E digo em alto tom
Menina linda, flor de maracujá
A mais perfeita e bela flor de Jasmim
Sinto o teu beijo,
Vem cuidar de mim
Grito ao mundo inteiro
Não adianta negar a me olhar
Eu sou o seu jardim



(SR.)

terça-feira, 27 de março de 2012

Simplesmente "Mulher Brasileira"

Ser mulher
Ser querida
Ser o que quiser
Com formosura nos trejeitos
Independente do que a espera.
Ser e não ser
Ser o que é
Heroína em seus desejos
“Super herói” em seus fracassos.
Com garra
Sem garra
Abraça a sua própria atitude,
Com medo
Sem medo
Mulher guerreira.
No intimo da imaginação
Enfrenta o que há de ser.
Mulher simpatia
Mulher prudente
Mulher que desafia
Elegância em seu caminhar
Mulher que se impõe
Mulher que se desespera
Que se descabela
Simplesmente mulher em seu viver.
Mulher que canta com sua bela voz
Mulher que encanta com o seu coração
Mulher que assusta com sua ânsia de vencer
Mulher que suspira ao ouvir uma simples canção.
Com suas lindas unhas vermelhas
Arranha o adverso
E com uma maquiagem nos olhos
Enfrenta o mundo com o seu olhar fatal.
Ai... Mulheres, sempre mulheres em seu carnaval a bailar...
Provocando com malícia
Provando a sua independência
Afirmando ser apenas “Mulher Brasileira”.


SR.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Não passou de um sonho

O pouco que dormi
Eu sonhei com você
O pouco que te vi
Me senti em seu querer.
Você sempre tão rude
E eu quase sempre sem jeito
Te senti tão perto
Que eu consegui perceber
Que tudo não passou de um sonho...


SR.

domingo, 25 de março de 2012

Nomes e Endereços

A dança embala
O amor corrói
A paixão renova
A dor consome
O sexo vibra
O emocional comanda
Os olhos dizem tudo
Os gestos contradizem
O corpo fraqueja
A emoção transforma
Mas, basta uma falha
Uma única falha
Para tudo se perder
E depois recomeçar
De maneira desconhecida
Em outro ritmo
Em outro tom
Mas no fundo, no fundo
Da mesma forma
Onde o ciclo da vida
Só muda os Nomes e Endereços
Em cada recordação vivida
No túnel do tempo.


SR.

A cada dia de um jeito

Tem dia que escrevo algo
Onde canto para o mundo
Tem dia que escrevo coisas
Que me escondo desse mundo
E assim caminha a minha humanidade interna
Que a cada dia
Amanhece de um jeito!



SR.

Vá na fé!

Se um dia você se lembrar de mim
Sinta na pele o ardor de uma saudade
Se um dia perceber que te esqueci
Sinta a sensação de ser esquecido a cada dia
Se um dia te bater uma vontade de bater em minha porta
Não bata!
A sua ida é um abismo sem volta
Mas, o meu olhar é sábio e atento aos seus passos.
Sua boca me diz coisas desnecessárias
E a minha, retruca em silêncio.
Eu não te seguro e nem te prendo aqui
Por isso, vá na fé!
Rema nesse barco que te leva de mim.
Não me olhe com os olhos de quem queria ter ficado um dia
Assuma logo o que um dia foi e suma da minha visão
Se desloque da minha mente
Leve tudo o que é seu
Menos o meu coração.
Tem sido complicado arcar com o agora
Se eu te sinto, logo mando embora
Isso não tem cabimento e nem faz sentido
Até um lance tem um por que
Por isso, me desespero
Minha alma corre de ti
Enquanto que o meu coração
Segue se recompondo
A fim de lembrar você sem rancores
Para te sorrir um dia...



SR.

Desconhecido...

Descarto de mim, qualquer mágoa
Descarto o fútil do incerto
Descartando-me de mim mesma a qualquer hora.
Fecho os olhos ou apago as luzes?
Existe um show que já terminou
Aliás, ele nem nunca se quer foi ao palco.
O agora, permanecera em silêncio absoluto
Em felicidade constante
Em lembranças eternas
Em conflitos com o mundo que vem girando rapido demais
Peço para que ele gire um pouco mais devagar
Sinto tudo tão do avesso
Que às vezes não sei passar o que se passa por mim
E me amarroto assim, junto com o hoje.
Que roupa devo usar para essa ocasião?
Não esta havendo um tempo para esperar
Os pensamentos estão em curto
E as cenas estão perturbando o meu eu
Coisas tolas, despejadas, coisas minhas
Que nem sei o nome.
Apertei os sintos para uma viagem no tempo em um instante, já!
Para outro planeta estou me mudando
Longe de tantas lamúrias
Distante de tamanhas luxúrias
Próxima do impossível
Perto das estrelas.
Canto com o vento
Que assopra a minha vida aos meus ouvidos
Me apontando para o futuro
Apaixonando-me pelo o que não existe
Dormindo com a lua
Amanhecendo com o sol
Que me acorda todos os dias
Ao som de "NE ME QUITTE PAS".
Ando sem tempo pra perder
Sem tempo pro achísmo
Sem nada que não seja somente meu
Em um planeta "desconhecido"
Vivendo fantasias de um filme
A espera de um final feliz!


SR.


NE ME QUITTE PAS -> (http://letras.terra.com.br/maria-gadu/1495934/traducao.html)

sábado, 24 de março de 2012

Eis a questão

Sorrisos que acalmam
Palavras que enriquecem
Poemas que embalam
Versos pra ti cantar...
Dias transformados em poesias
Beleza ardente do sal que sai do sol
Cantarolando versos e melodias
Para me encantar...
Eis que surge
Eis que segue
Eis que fica
Eis a questão de uma simples e bela canção
Só pra te ninar...

SR.

terça-feira, 20 de março de 2012

O dia nem começou

Andando por ai,
Desviando pensamentos
Amarrotando a solidão
Que por si só, andava só.
Estando por aqui,
Em um beco sem saída
Trocando passos com a realidade
Praticando o mais puro desamor.
Escondendo o presente
Tendo medo de um passado estranho
Que o futuro rejeita.
Posso até me acostumar
Seguindo em frente,
Sem se quer pensar
Em olhar para trás.
Fazia tudo por amor
Até que não teve um porque,
E o circo quase que perdeu o seu encanto.
Andando em ruas que nem sei o nome
A fim de me perder, perdi.
De encontrar com essa realidade nua e crua na rua,
Encontrei, estremeci...
Caminhos trocados
Lembranças estranhas
Palavras cruzadas
Olhos paralisados
Reparando essa saudade absurda.
Mas, ainda assim
Seguindo em passos lentos
A vida fez sentido agora.
Miragem real onde um abraço adormeceu
Um olhar feito flor se abriu e depois morreu
Um aperto congelou o peito
Uma lágrima escorreu e secou.
Agora o céu se abriu
Está mais intenso.
Nuvens dançam alegremente
Sinto o vento que trás
A paz que me contém.
À noite nem acabou
Aliás, o dia nem se quer começou
E não tem porque deixar o tempo
Parado no ar...




(SR.)

terça-feira, 13 de março de 2012

E agora, the end.

Você foi para tão distante
E por um instante
Se passou por mim.
Mais rapito que uma luz
Ou nas asas de um cometa
Você se foi.
Vida louca
Vida bandida
Vida pouca
Vida partida.
Bocas falantes
Olhos gritantes
Gestos errantes
Você veio do nada
Pra nada
Pra muito
Pra tudo
Pra tão pouco
Inclusive, preencher o que nada era
E agora, the end.


(SR.)

sexta-feira, 2 de março de 2012

Pedaço de papel

Nuvens de algodão
Desenham o meu eu em você
Em um formato de coração
O vento assopra e causa arrepios
Há um tempo aberto em mim que te invade
Dizendo estar na hora de viver
Tempo de acontecer e perceber
O céu estrelado e pronto para sorrir
Céu este, céu azul
Que colore o seu "eu" que está em mim
A cada amanhecer, a cada anoitecer
Como na cena de um filme
Ou na ponta de um láps
Uma história esta sendo contada
Em um simples pedaço de papel...




(SR.)

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Por aí...

O sol acordou,
Aqueceu e esquentou o desejo de sair por aí...
Encontrar você!  




(SR.)

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Assim...

Olhos que dizem coisas
Boca que beija o dia e assim,
Sorrindo largo e adoçando tudo.
Abraço que transmite alegria
Sem pressa e sem calma
Uma saudade que acalma, faz moradia.
Com calma e depressa
Um desejo surge e pinta no céu
Um ligeiro arco-íris enfeitando assim, a vida...






(SR.)

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

O sentido da vida

Viver intensamente
Se sentindo livre e capaz
Como se fosse uma bela semente
A germinar em um jardim.
Olhos atentos
Sorriso curioso
Olhos estatelados
Sorriso maroto.
Abraço que envolve
E faz brotar uma saudade
Com uma liberdade em se sentir livre
Em busca de paz.
Os mais belos dias
Estão a se abrir em flores
Com lindas rosas vermelhas
O vento assopra uma canção
Melodia que exala
Toda essa beleza sobrenatural.
Faz brilhar mais que a Lua
Faz dançar em meio à multidão
Cantarolando e a sorrir
Sentindo o sentido de viver
Intensamente...




(Sabrina Receputi)

domingo, 29 de janeiro de 2012

TEMPO

“Medida de duração dos seres sujeitos à mudança da sua substância ou a mudanças acidentais e sucessivas da sua natureza.
Uma época, um lapso de tempo futuro ou passado.
Ocasião própria para um determinado ato; ensejo, conjuntura, oportunidade.”
Mas o tempo, não segue seu próprio tempo.
E o tempo passa a ser algo de que não se tem tempo a perder.
E o tempo de amar, é o tempo de deixar...
Tempo de se perder, sem saber se vai se achar...
E ainda assim deixar livre o coração, os pensamentos, no tempo, no espaço num canto de armário...cartas, retratos, pedaços seus, só seus.
E a palavra tempo torna-se a fuga para aqueles que se perderam no seu próprio tempo, no tempo de acordar, se olhar, se encontrar, sem que o “outro” seja a bússola, seja a fonte segura, seja tortura, seja mentira, seja o tempo da hipocrisia...
Tempo?
Dias?
Nada disso importa se a travessia é torta...
Acertamo-nos os passos, a direção, e veremos que o nosso tempo é precioso demais para desperdiçá-los com o canto da sereia. Erga-te e vislumbre o que só tuas atitudes são capazes de fazer em seu benefício, não se acomode esperando o tempo passar...
Trabalha, tire forças de onde não há, porque o tempo é lento e não há tempo pra desperdiçar.

Por (Lucimar Santiago)


"Muito bom, Lu. Belo ponto de vista do que conhecemos como tempo. Para alguns tempo este mano velho, para outros amargo, desculpa de fuga, doce. Mas, que jamais deixara de ser um tempo que se passa por nós, tempo vivido, perdido e curtido. Há tempo para o amor, há tempo para o desamor... Haverá sempre uma palavra que se resume em tempo e o traduz, mesmo que ele tenha parado no tempo ou em nossos pontos de vistas. Um abraço!"


(SR.)

sábado, 28 de janeiro de 2012

Magia...

Penso em você
Sinto ir ate você e irei
Não existem barreiras, fui
Abra esse sorriso e essa porta
A saudade esta batendo e esta aqui
Prontinha pra te ter.
Junte-se a mi
Em um toque de mágica
Me transporta pra perto de você
Sinta a emoção dos nossos olhares
Quando se enfrentam e se entregam
Deixe eu te abraçar, se deixe levar
Afinal, quem somos nós no meio desse mar?
Pra você eu digo sim
Ouça a canção que eu ouço
Que me embala e me leva até você
É algo que seduz e faz delirar
A cada noite que surge
Um sonho a mais me faz bem maior
E em cada amanhecer, eu espero uma resposta
Feito uma estrela cadente a passear no meu céu
Existe uma imagem que não se afasta da minha memória
Não importa onde você esta
E nem quando ira chegar
Mas eu sinto e ouço os seus passos
Versos e rimas estão sendo inventadas
Só por te desenhar em um conto de fadas
Onde toda essa magia
Se transforma em um desejo absoluto
Que encanta e me faz de você





(SR.)

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Mano velho

O tempo que vai
No tempo que vem
É o mesmo tempo que temos
Para fazer tudo ao mesmo tempo.
Há tempo para nascer
Há tempo para crescer
Existe tempo para amar sem se quer perder tempo
No tempo que fica marcado na memória.
Em outros tempos
Não existia tempo para o descaso
E em tempos atuais
O que mais existe é o fracasso do tempo que se perde.
O coração bate e faz Tum Tum
O calendário marca junto de um cronometro
Os dias que a saudade não trarão de volta
No meio de tantas lamúrias.
O tempo continua passando
O tempo pede por tempo
E as horas pedem por dias melhores.
É tempo de reviver
É tempo de recomeçar
É tempo de parar, acreditar e dizer o que ninguém mais sabe
Pois só o tempo ira dizer...
Tempo este, mano velho de estradas.


(SR.)

Tempo, let's go!

Por conta de um sentimento absoluto, um querer se tornou solúvel.
As ruas se ascenderam e fizeram com que um par de olhos brilhasse.
Espere!
Uma lágrima começou a derramar por uma face que se encontrou triste e sem reação, afinal, se entregou ao sentimento que se dissolveu. Quem vai ter coragem de secar essa mágoa? O tempo.
Dor essa que não tem um remédio, mas que tem cura.
As portas foram trancadas com todas as perguntas e respostas, no meio de tantas mentiras e verdades.
Quem poderá arrombar essa porta? O tempo.
Ao fechar os olhos e sonhar, os pés caminham e seguem para muito além de um horizonte e fazem com que uma força crie asas em um coração sadío.
Palavras não significam nada perto de imagens que não saem de uma memória, mas estão se desfazendo feito um quebra-cabeça que foi perdendo as suas peças no decorrer de um tempo real que nos renova a cada dia.
A boca sente vontade de contar para o mundo o quanto é artificial essa “estória”, mas pra que contar? Ela não existe mesmo.
Essa não é uma arte de amar, pois existem personagens levianos demais para um sentimento que se torna exagerado.
Não existe tempo para perder e sim viver.
Bem fazem os pássaros que passam por entre essas nuvens de algodão e cantam em cada amanhecer.
Bem fazem esses mesmos pássaros que amam a natureza, se despedindo do dia que se foi e que passou voando sem se quer perceber.
Tudo na vida passa menos o que é para ficar.
Mas, o que fica nessa vida? As lembranças.
Existem acontecimentos que bagunçam um coração e detonam cruelmente cada pedacinho do que um dia foi.
Claro que existe espaço para o novo! É o foco do momento e sem pressa.
Uma paixão arrepia e derrete o mal.
A paixão deleta o passado e faz sorrir com prazer.
Algo preso quer sair, algo novo quer chegar e vai florir depois de muita tempestade e ventania.
Afinal o acaso nunca existiu!
É impossível ocultar a realidade e seguir sorrindo e enganando como se fosse a coisa certa.
O tempo de brincar com o querer só funciona com o que conhecemos como: Pêra, Úva, Maçã ou Salada Mista?"
Na vida, o que vale a pena é acreditar em si e não acreditar em meras palavras.
O que tiver que ser, será!

Let's Go!






(SR.)

sábado, 14 de janeiro de 2012

Coisas que só eu sei

Nos dias de hoje, poucas palavras traduzem o que anda acontecendo. Um turbilhão de coisas dando sinais e nem sempre se resumem no que é pra ser.
O tempo passa e ao mesmo tempo algo está ao contrário e ninguém andou reparando isso.
Aliás, eu reparei há pouco tempo e uma tentativa em absorver tudo isso está em andamento. Que o mundo dá voltas todos nós sabemos e eu nunca estive tão próxima disso, ou ele estaria apenas me testando?
Como pode o vento seguir em direção contrária?
Olha; que o mundo está de cabeça para baixo nós também já sabemos. Nem tudo tem uma explicação, por que mesmo se tivesse nada seria tão autentico como gostaríamos que fosse.
Uma vida para esquecer algo profundo, um minuto para se dizer o que ainda possa existir e um segundo para perceber que algo está vivo.
Um momento bom não se esquece passe o tempo que passar. Claro que não se deve nunca brincar com sentimentos alheios, pois o final pode ser trágico.
Existem momentos que tudo parece estar perdido, como se uma porta se fechasse e perdesse o ar, o fôlego, a esperança. Jeito sereno de ser e ao mesmo tempo tão rude, ao ponto de magoar sem se quer pensar duas vezes. O que importa é ter maturidade em nunca perder a essência de ser doce, sincero, cuidadoso. O mesmo tempo que apaga faz reviver, faz surgir, faz acontecer, até mesmo o que parece impossível, só que esse impossível tem que ser crível, mas cada um no seu cada um e assim salvem-se quem puder.
O amor está em extinção e ao mesmo tempo, em alta para quem sabe se entregar de verdade, sem pensar em enganar a si próprio enganando todos ao redor, como se fosse um joguinho.
O destino é um verdadeiro mágico, pois surpreende em todas as maneiras.
Nem tudo é o que parece ser e quem ira se atrever a provar o contrário?
Olhos grandes de medo e ao mesmo tempo, risonhos de satisfação.
Mas o amor é isso... É luxo, lixo, fogo, paz, sofrimento, calmaria, dor...
Mas vale saber que de paixão se conquista e cria um grande amor, por que o amor se inventa.
Coisas que só eu sei...




(SR.)

sábado, 7 de janeiro de 2012

"What goes around... Come around" ...

Mil razões levam o mundo a girar e assim giramos junto dele. Isso é uma prova certeira que o mundo realmente dá voltas e voltas e que tudo que vai, volta.
Existe um campo minado onde não se sabe onde estão as verdadeiras flores desse jardim e onde estão os bombardeios. Claro que existe aquele que blefa e quem garante que ele não está bem perto? Seria você?
Surge uma interrogação que eleva a mente viajando em uma imensidão, pois cadê o solo firme dessa viagem? A Lua é o ponto final, caso queira mesmo saber o final dessa história.
Uma expectativa é criada e misturada com uma dose de ansiedade, acelerando as batidas de um coração sensível, como se a qualquer hora uma voz fosse dizer que o “fim do mundo” será daqui a alguns minutos.
Caminhar seguindo os rastros do sol é um sonho bom, mas é claro que existem também momentos em que essa luz se apaga. Momento de adormecer e refletir, até que um novo dia traga um novo sorriso a brilhar, mesmo que não exista um céu completamente azul.
Quem irá nos proteger? A resposta será “cada um de nós”. Cada um a sua maneira!
Sentimentos estão em alta, feito pássaros no céu se perdendo, se amando e continuando assim, sendo apenas sentimentos e por isso, porque não “sentir menos”? Confuso!
Nada é por acaso e os olhos estão dizendo coisas tão malucas. E essa voz?
Que tal partir, andar, sempre com os pés no chão, mesmo que flutuando em diversas direções ou até mesmo em uma única direção?
Mas não vale misturar as coisas de maneira que cometa um único erro.
Que erro é esse?
Reflita...

"What goes around... Come around" ...




(SR.)