sábado, 12 de maio de 2012

Vai ...

Depois que as palavras se calaram
Uma solidão chegou pra dar um abraço
Depois que uma lagrima escorreu
Os pensamentos seguiram viagem
Como pode algo tão real
Se tornar algo tão desconhecido?
Diz que estou sonhando,
Diz que as portas estão abertas...
Já fazem alguns dias que busco uma solução
Um porque de tamanha confusão
Mas as mãos estão atadas!
Antes quando ligava o rádio
A sintonia era perfeita
Agora, está tudo fora do ar
Um verdadeiro deserto sem nome.
Voa pensamento,
Vai dizer que foi e é sincero.
Vai nas asas de um passarinho
Vai no vento de um furação
Vai no toque de uma melodia
Mas, traga de volta essa alegria
E mostre que de mim,
Só teve verdades.



(SR.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário