sábado, 28 de janeiro de 2012

Magia...

Penso em você
Sinto ir ate você e irei
Não existem barreiras, fui
Abra esse sorriso e essa porta
A saudade esta batendo e esta aqui
Prontinha pra te ter.
Junte-se a mi
Em um toque de mágica
Me transporta pra perto de você
Sinta a emoção dos nossos olhares
Quando se enfrentam e se entregam
Deixe eu te abraçar, se deixe levar
Afinal, quem somos nós no meio desse mar?
Pra você eu digo sim
Ouça a canção que eu ouço
Que me embala e me leva até você
É algo que seduz e faz delirar
A cada noite que surge
Um sonho a mais me faz bem maior
E em cada amanhecer, eu espero uma resposta
Feito uma estrela cadente a passear no meu céu
Existe uma imagem que não se afasta da minha memória
Não importa onde você esta
E nem quando ira chegar
Mas eu sinto e ouço os seus passos
Versos e rimas estão sendo inventadas
Só por te desenhar em um conto de fadas
Onde toda essa magia
Se transforma em um desejo absoluto
Que encanta e me faz de você





(SR.)

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Mano velho

O tempo que vai
No tempo que vem
É o mesmo tempo que temos
Para fazer tudo ao mesmo tempo.
Há tempo para nascer
Há tempo para crescer
Existe tempo para amar sem se quer perder tempo
No tempo que fica marcado na memória.
Em outros tempos
Não existia tempo para o descaso
E em tempos atuais
O que mais existe é o fracasso do tempo que se perde.
O coração bate e faz Tum Tum
O calendário marca junto de um cronometro
Os dias que a saudade não trarão de volta
No meio de tantas lamúrias.
O tempo continua passando
O tempo pede por tempo
E as horas pedem por dias melhores.
É tempo de reviver
É tempo de recomeçar
É tempo de parar, acreditar e dizer o que ninguém mais sabe
Pois só o tempo ira dizer...
Tempo este, mano velho de estradas.


(SR.)

Tempo, let's go!

Por conta de um sentimento absoluto, um querer se tornou solúvel.
As ruas se ascenderam e fizeram com que um par de olhos brilhasse.
Espere!
Uma lágrima começou a derramar por uma face que se encontrou triste e sem reação, afinal, se entregou ao sentimento que se dissolveu. Quem vai ter coragem de secar essa mágoa? O tempo.
Dor essa que não tem um remédio, mas que tem cura.
As portas foram trancadas com todas as perguntas e respostas, no meio de tantas mentiras e verdades.
Quem poderá arrombar essa porta? O tempo.
Ao fechar os olhos e sonhar, os pés caminham e seguem para muito além de um horizonte e fazem com que uma força crie asas em um coração sadío.
Palavras não significam nada perto de imagens que não saem de uma memória, mas estão se desfazendo feito um quebra-cabeça que foi perdendo as suas peças no decorrer de um tempo real que nos renova a cada dia.
A boca sente vontade de contar para o mundo o quanto é artificial essa “estória”, mas pra que contar? Ela não existe mesmo.
Essa não é uma arte de amar, pois existem personagens levianos demais para um sentimento que se torna exagerado.
Não existe tempo para perder e sim viver.
Bem fazem os pássaros que passam por entre essas nuvens de algodão e cantam em cada amanhecer.
Bem fazem esses mesmos pássaros que amam a natureza, se despedindo do dia que se foi e que passou voando sem se quer perceber.
Tudo na vida passa menos o que é para ficar.
Mas, o que fica nessa vida? As lembranças.
Existem acontecimentos que bagunçam um coração e detonam cruelmente cada pedacinho do que um dia foi.
Claro que existe espaço para o novo! É o foco do momento e sem pressa.
Uma paixão arrepia e derrete o mal.
A paixão deleta o passado e faz sorrir com prazer.
Algo preso quer sair, algo novo quer chegar e vai florir depois de muita tempestade e ventania.
Afinal o acaso nunca existiu!
É impossível ocultar a realidade e seguir sorrindo e enganando como se fosse a coisa certa.
O tempo de brincar com o querer só funciona com o que conhecemos como: Pêra, Úva, Maçã ou Salada Mista?"
Na vida, o que vale a pena é acreditar em si e não acreditar em meras palavras.
O que tiver que ser, será!

Let's Go!






(SR.)