quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Memória

Na memória,
Busquei uma melodia antiga.
Era uma canção simples
Onde senti o seu desespero.
Uma chuva de chumbo,
Escorreu pelo o seu rosto
Durante toda noite.
Essa tempestade
Assustou esses olhos sombrios
E, realmente fez desta noite longa demais.
Em minha memória,
A sua luz se apagou
Ao se ver partindo.
Eu me lembro dos seus traços
Onde um dia te vi sorrir.
Essa canção antiga,
Me fez plantar flores brancas
Por onde você passava.
Eu só quis alegrar a sua tristeza
Que abalou o meu coração.
Durante horas;
Avistei no céu pássaros perdidos,
Dançando em uma rajada de vento,
À procura de um esconderijo.
É... Aquelas canções eram simples
E você se deixou levar
Em um simples verso.


Sabrina Receputi

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Ponto.

Saudade,
Que invade
E acelera
O coração.
Sua partida
Me tira o folego
E anuncia
A solidão.
Te quero perto
Te quero muito
Te quero tanto
Te quero e ponto.


Sabrina Receputi

Dentro de mim

Uma noite e meia com você
Uma vida inteira pra você
24 horas com o seu olhar
A me ver viver a te amar
A minha boca canta o seu nome
O meu coração se faz de "bumbo"
Só pra te tocar
Dentro de mim...
Esse seu olhar,
Ah esse olhar...
Me despertou feito um relógio
A fazer "tic-tac" pra te acordar
E amanhecer ao meu lado.
Quem foi que foi na tempestade?
Não importa!
O vento te trouxe nas gotas de chuva
Que molhou o meu jardim
Com o seu amor agerminar
Dentro de mim...

Apenas "somos"

Em cores o amor é construído
Sem dores devemos seguir
Somos filhos do mundo
Hóspedes do tempo.
Semeamos frutos como garantia
Em busca de um final feliz.
Claro que nem todos são assim,
Eu sei.
Somos o centro do universo
Somos os erros e acertos em peso,
Talvez.
O palco da vida
Nos permite chorar, sorrir e até interpretar
Sonhar com um destino perfeito
Gozar o que a vida tem de melhor.
A adrenalina mora dentro de nós
Sem se deixar levar por qualquer maré
Somos frutos de nós mesmos
Somos o escuto do incerto
Temos uma opção de viver,
Por entre acertos e enganos
Temos a certeza do acaso que não existe
Porque nesse "acaso",
Eu sempre me acho.


Sabrina Receputi