sexta-feira, 14 de junho de 2013

No silêncio das horas

No silêncio dos dias, as horas atropelam o meu pensar.
Onde isso tudo vai nos levar?
Não! Eu não sei.
Uma saudade criou raíz em meu peito
Um sorriso se perdeu no meio da multidão, em busca do teu olhar.
Onde está você?
Um coração anda batendo devagar sem rítmo de festa
Mesmo assim, paciência.
Por onde passo, sinto o teu cheiro
Por onde ando, ouço a tua voz
Por onde olho, vejo tuas brincadeiras
Eu estou ficando louca!
Em meu abraço eu te protejo
Em meu desejo você realça
Em minha dor, mais uma vez eu te vejo
E mesmo assim, estarei aqui inteira pra você
Seguindo em silêncio,
Acreditando no tempo,
E em tudo que só a gente sabe.


Sabrina Receputi


Nenhum comentário:

Postar um comentário