domingo, 1 de março de 2015

Espelho

Estou em minha casa e com um peso enorme nas costas...
O nome deste peso eu não sei dizer, talvez seja o chão que me engoliu ou me subiu por inteira.
Me olhei no espelho algumas vezes e não vi nada demais.
Vi apenas uma pessoa solitária, com olheiras e com um olhar muito triste.
Mesmo assim, continuei olhando para este espelho para tentar me enxergar de um outro ângulo e, encontrei novamente a solidão, mas encontrei também um leve sorriso escondido em busca de paz.
Este espelho ainda não me refletiu nada de bonito a não ser uma pessoa pálida, com cara de ontem.
Mas espere!
Não sou de desistir tão fácil das coisas, muito menos de mim mesma.
Permaneci me olhando um pouquinho mais e consegui enxergar o meu amor próprio, que eu havia perdido...

Sabrina Receputi

Nenhum comentário:

Postar um comentário