quinta-feira, 16 de junho de 2016

Um dia a gente vai se encontrar...

O destino tem uns pedaços esquisitos, mas ele sempre sabe onde nos levar.
Em um dia nada belo, você se foi sem ao menos avisar. Não me deu notícias, não me deu o seu abraço que sempre me fez segura e protegida.
Agora, olho para os lados e não o vejo mais. Onde você foi parar?
Se pego o telefone e penso em ligar, eu sei que ninguém irá me atender.
Sinto a sua falta, sinto um vazio que me corrói... Essa ficha que não cai machuca e por mais que caia, nada me trará você de volta.
Eu aprendi muitas coisas com você, meu Pai... Eu nasci com um coração generoso, honesto, singelo, humilde, forte.
Eu nasci com o coração iguaizinho o seu, mas não se esqueça que o meu coração também é frágil...
Esse coração era só amor, porque ele parou? Porque?
Eu só queria a sua benção dentre tantas outras coisas.
Você deixou saudades e daqui para frente, será lembrado com carinho, no ritmo do seu "radinho" de pilha que quem te conheceu, sabe o que estou dizendo.
Vai com Deus e leve o meu medo por eu saber que o "nunca mais" dói e a certeza do mesmo, maltrata.
Os dias estão passando devagar demais perto da falta que já sinto.
O mesmo Deus que nos separa, nos une. Descanse em paz!
Uma coisa é certa; um dia a gente vai se encontrar.





Sabrina Receputi