quinta-feira, 29 de junho de 2017

Que porra é essa?

Já não me vejo como eu era antes
Já não me sinto como eu me sentia antes
Me olho no espelho
Me pareço normal
O que muitos não sabem
É que eu não me reconheço mais
Me sinto tão vulnerável
Um grão de areia no meio de tantos
São múltiplos, são estranhos
São sintomas de uma mente esclerosada
Corpo insano
Corpo pagão
Fico aqui pensando, imaginando
O meu próprio manual de instruções
Onde me desligo?
Eu preciso dormir
Onde eu fico?
Eu preciso seguir.



SR

Nenhum comentário:

Postar um comentário